sexta, 21 de junho de 2024
PANTANAL

Mergulhe na natureza em um cruzeiro fluvial

20 NOV 2023 - 13h28Por SILVIO DE ANDRADE

Viagens de contemplação da natureza pelas águas do Rio Paraguai e Estrada Pantaneira movimentam o turismo de Corumbá na piracema, período em que cessa a pesca de 5 de novembro a 28 de fevereiro para garantir a processo de desova das espécies por longa migração até as cabeceiras dos rios. São os cruzeiros fluviais e terrestres de até cinco dias e quatro noites pelo Pantanal em barcos-hotéis, com pacotes para grupos e individuais.

O roteiro água sobe o Rio Paraguai até a Serra do Amolar (sentido Norte), uma das regiões mais belas e cênicas do bioma, com passeios em botes com guias ao Parque Nacional do Pantanal e na reserva Acurizal, para observação de animais, baías com vitória-régia e regiões com inscrições rupestres deixadas pelos primeiros habitantes do lugar. No afluente Paraguai-Mirim, o visitante vivencia o modo de viver dos ribeirinhos e se banha em suas águas cristalinas.

Um mergulho no Rio Paraguai-Mirim: águas cristalinas e revoada de pássaros

Estrada-Parque

Navegando no sentido Sul, na correnteza do rio, o roteiro terra leva o turista a uma região incrível do Pantanal, a Nhecolândia, onde surgiram, há dois séculos, as primeiras fazendas de gado. O barco-hotel navega até o Porto da Manga, uma comunidade de pescadores cortada pela Estrada Pantaneira, reconhecida por lei como Estrada-Parque devido a sua notável biodiversidade. No caminho, parada para banhos e contemplação no Rio Paraguai-Mirim.

O passeio terrestre na estrada bem conservada, que foi no passado caminho das comitivas de gado, é realizado do rio até uma típica pousada pantaneira, experiência incrível que inclui: focagem noturna de jacarés e outros animais, safari fotográfico em veículo apropriado, passando por dezenas de pontes de madeira elevadas (devido as cheias periódicas) ao solo, cavalgada por savanas, trilhas e degustação da tradicional e deliciosa comida dos peões.

Inscrições rupestres, comunidades tradicionais e indígenas, passeio de caiaque nas lagoas e a tradicional culinária...

Serviço


Banhada pelo Rio Paraguai, Corumbá é conhecida como Capital do Pantanal, cidade histórica de 245 anos situada na fronteira com a Bolívia e com 60% de seu território (65 mil km²) dentro do bioma. Distante 430 km de Campo Grande, pela rodovia BR-262, que corta o Pantanal, recebe voos da companhia aérea Azul. Os cruzeiros fluviais são realizados de novembro a janeiro, com datas já predeterminadas, e as reservas devem ser antecipadas devido à grande demanda.

Mais informações:
Acertms.com.br
Facebook
Instagram

(Assessoria de Imprensa da ACERT)

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio a manchete: 'deputados de MS propõem audiência para solucionar queimadas'. Pantanal está salvo, graças a Deus!

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Lei do Pantanal: tirou o boi, fogaréu entrou!

MARIANA PONTES

Cerrado e Caatinga são patrimônios do Brasil e precisam ser protegidos

EDUARDO CRUZETTA

Um dia pelo Meio Ambiente, 300 anos pela pecuária conservando o Pantanal