domingo, 24 de outubro de 2021
PET FRIENDLY

Como funcionam as medidas para turistas com animais em Fortaleza

08 OUT 2021 - 09h59Por IG TURISMO

Em setembro deste ano, a cidade de Fortaleza, no Ceará, se tornou a primeira cidade brasileira a se declarar pet friendly. Com a medida, que já está em vigor, estabelecimentos passaram a adequar suas estruturas para facilitar que turistas e moradores possam passear de forma segura com seus pets, sabendo que os bichinhos serão bem recebidos e tratados com respeito.

O projeto é da Secretaria de Turismo de Fortaleza (Setfor) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado (Sebrae/CE) e a Coordenadoria Especial de Proteção Animal. Estabelecimentos que fizerem parte desse sistema devem receber o selo Fortaleza Pet Friendly.

O intuito é facilitar que turistas e moradores de Fortaleza possam fazer passeios com seus pets em espaços públicos. O secretário de Turismo Alexandre Pereira afirma que os cuidados com os pets se tornaram uma prioridade ainda mais forte para os turistas durante a pandemia do novo coronavírus.

“Aquelas que já tinham animais de estimação passaram a dedicar muito mais tempo a eles, enquanto outras compararam ou adotaram um pet pela primeira vez. Quem tem pet precisa resolver algumas questões ao decidir viajar, como com quem deixá-lo, por quanto tempo ficar longe dele e quais passeios podem fazer juntos. Hoje, levar ou não seu pet numa viagem de férias passou a ser fator decisivo tanto na escolha do destino quanto na duração da viagem”, explica o secretário ao iG Turismo.

Destino referência

A ideia quer colocar em prática a recepção cuidadosa com os pets a partir de uma articulação realizada pela prefeitura com entidades do setor de turismo e estabelecimentos comerciais. O secretário afirma que outras cidades do Brasil, incluindo Fortaleza, já possuíam estabelecimentos pet friendly.

Com a medida, o interesse é de tornar a adesão cada vez maior e fazer da cidade um sinônimo de conforto e segurança para os pets. “Estar em uma cidade em que se sabe que seu pet será bem recebido em uma grande variedade de locais faz toda a diferença”.

Mundo afora, as medidas pet friendly não são uma novidade e já são adotadas em diversos destinos, como Canadá, França, Holanda e Grã-Bretanha, por exemplo. No Brasil, no entanto, o secretário afirma que o país ainda está engatinhando quanto às práticas. “Mas a experiência, a capacitação e o trabalho árduo podem nos levar a melhorar cada vez mais. Acreditamos que esse é um caminho sem volta e devemos estar preparados para isso”, ressalta.

Até o momento, são 55 estabelecimentos incluídos na lista de pontos pet friendly, sendo 22 bares e restaurantes, 17 barracas de praias, 10 hotéis e seis shoppings.  Clique aqui para conferir a lista completa de estabelecimentos pet friendly em Fortaleza ou acesse-a no site da prefeitura.

Capacitação

Antes da entrega dos selos, os estabelecimentos recebem orientações gerais sobre boas práticas ligadas ao pet. Além disso, a prefeitura, junto da Universidade Pet Friendly, do Sebrae e da Escola do Turismo de Fortaleza, está promovendo cursos de capacitação para o atendimento aos pets, realizados pela jornalista Cris Berger.

“São webinários que abordam diferentes aspectos, desde a importância de entender o público pet até dicas de convivência como agir quando algo dá errado e apresentação de cases. A capacitação não é obrigatória, mas nossa intenção é envolver o máximo de atores possível”, aponta o secretário.

As medidas e restrições ficam a cargo de cada estabelecimento. O secretário indica que, no caso de hotéis, é comum que se atendam animais de até 8 kg ou 10 kg e que não aceitem cães de caça ou guarda. “Eles separam uma área onde os pets podem circular e, muitas vezes, os quartos que recebem pets ficam em determinada ala do hotel”.

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

REVITALIZAÇÃO DA LINHA INTERNACIONAL FOMENTA TURISMO DE COMPRAS

SÍLVIO DE ANDRADE

Vídeos

Bonito é referência nacional em saneamento

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Teses e antíteses ou todo fogo no Pantanal é agropastoril!

MANOEL MARTINS ALMEIDA

Fantástico, o Show da Morte!

THOMAZ LIPPARELLI

Pantanal, uma história que se repete