segunda, 04 de julho de 2022
AGENDE

Adiado para agosto o Festival de Inverno de Bonito

03 JUN 2022 - 14h06Por REDAÇÃO

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul e a prefeitura de Bonito informam, em comunicado conjunto, que decidiram adiar a realização do 21º Festival de Inverno de Bonito. O evento, que aconteceria entre os dias 28 e 31 de julho de 2022, foi transferido para os dias 25 a 28 de agosto.

O motivo, segundo o prefeito Josmail Rodrigues, é a falta de tempo hábil para contratação de artistas, entre outros procedimentos legais que envolvem a organização do evento. 

“Não teremos tempo para a contratação dos artistas, montar uma programação a altura do evento, então decidimos, junto com o Governo do Estado, mudar a data, priorizando a qualidade do Festival, respeitando os procedimentos legais e trazendo nomes realmente bons”, detalhou.

Para o diretor-presidente da Fundação de Cultura, Gustavo Castelo, essa decisão em conjunto visa um festival mais participativo, com mais atrações do tamanho que Bonito merece.

Um Mergulho no Imaginário

Embora o evento tenha alterações na data, alguns pontos já foram definidos durante audiência pública, realizada em 30 de março. Um destes pontos é o tema: “Um Mergulho no Imaginário – Arte, Cultura, Turismo e Meio Ambiente”, que tem como objetivo mesclar todos os setores, envolvendo a comunidade, artistas locais, gastronomia e turismo em uma edição especial, após dois anos sem a realização do evento.

A audiência pública foi realizada na Câmara de Vereadores de Bonito e contou com a presença massiva da comunidade, que lotou o auditório e participou ativamente, com apresentação de demandas e sugestões para a construção do evento. 
 

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A coragem e a competência com que desafia as forças da natureza, respeitando e tirando dela o seu sustento, faz do pantaneiro um herói brasileiro

Bugre do Chané, Serra do Amolar, Corumbá (MS)

Vídeos

Visit Brazil. A WOW Experience!

Mais Vídeos

Eco Debate

ANDRÉ NAVES

Agro é mais que Pop!

ANDRÉ NAVES

Economia Verde

VICTOR SANTANA

Porque precisamos falar sobre ecoansiedade nas crianças