terça, 07 de dezembro de 2021
INICIATIVA

Voos da Gol para Manaus têm emissão de carbono compensada

24 OUT 2021 - 10h52Por REDAÇÃO

Capital do Amazonas e relevante porta de entrada para a mais grandiosa floresta tropical do globo, Manaus completa 352 anos no dia 24 de outubro. Em comemoração à data, a Gol Linhas Aéreas, maior Companhia doméstica do País, e a climatech Moss, uma das maiores plataformas ambientais de créditos de carbono do mundo, doaram a todos os clientes e tripulação a compensação da pegada carbônica de quatro voos com destino à capital amazonense.

Dessa forma, a Gol, que tem o propósito de se tornar uma referência em aviação sustentável no Brasil, com o apoio da parceira Moss, neutralizará as emissões totais de carbono nos 4 trechos - um presente para Manaus, para a floresta amazônica (onde estão concentrados os projetos de preservação florestal apoiados pela Moss) e para o planeta, com direito a um certificado em papel semente, que pode ser plantado, a todos os presentes nos voos.

Os quatro voos serão realizados pela Gol com o Boeing 737 MAX 8, a mais moderna e tecnológica aeronave de sua frota, que opera com menor nível de ruído dos motores e é reconhecida pelo consumo 15% mais baixo de combustível - atributo que garante a redução da emissão de poluentes também de 15%, em concordância com as boas práticas de sustentabilidade defendidas pela Companhia, comprometida com a emissão líquida zero de carbono até 2050.

Durante os trajetos, a tripulação fará o seguinte speech a bordo: "Hoje Manaus completa 352 anos! Para tornar esse aniversário ainda mais especial, este voo em parceria com a MOSS terá as emissões de carbono compensadas. Um presente para você e para o pulmão do Planeta.

Além disso, estamos voando em um Boeing 737 MAX, que consome 15% menos combustível, ou seja, 15% a menos de gases poluentes pelos ares. Esta é mais uma ação para atingir nosso compromisso de neutralizar as emissões de CO2 até 2050, sem deixar de lado o conforto.

Neste voo você receberá um certificado e poderá continuar fazendo parte da campanha #MeuVooCompensa, apagando as pegadas de carbono de suas próximas viagens. Para saber mais acesse nosso site voegol.com.br (ou escaneie o Qr Code na Revista Gol)"

Responsabilidade compartilhada

Desde o dia 5 de junho de 2021, os clientes da Gol podem voluntariamente compensar a emissão de carbono de seus voos, uma possibilidade inédita na América Latina, estabelecida pela Companhia com a colaboração da Moss. À campanha e à iniciativa, deu-se o nome de #MeuVooCompensa. A compensação em voos nacionais e internacionais é realizada por meio do MCO2, primeiro token verde totalmente global lastreado em blockchain, criado pela MOSS para neutralizar a emissão de CO2 a partir do apoio a projetos ambientais certificados com atuação na Amazônia.

Ao promoverem a compensação da emissão dos gases de efeito estufa dos quatro voos a Manaus neste domingo, a Gol e Moss mais uma vez acendem a discussão sobre a responsabilidade compartilhada: mitigar o impacto dos voos nas mudanças climáticas globais deve ser uma preocupação não só das companhias aéreas, mas de cada pessoa que utiliza o serviço.

No último mês de setembro, as duas empresas instituíram Recife-Fernando de Noronha-Recife como a primeira rota 100% carbono neutro do Brasil. Diferentemente da ação realizada no aniversário de Manaus, que é pontual, todos os voos com destino a Noronha, partindo do Recife, têm sua emissão de carbono compensada. Os Clientes e a tripulação dessas viagens podem, sem custos, resgatar o certificado que assegura o investimento do MCO2 doado pela GOL e MOSS em projetos ambientais na Floresta Amazônica.

Leia Também

Relatos de viagem

Salobra, uma verdadeira celebração da vida!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Quando falamos em neutralizar as emissões de carbono, estamos construindo um modelo alternativo de desenvolvimento para MS

Ricardo Senna, Semagro

Vídeos

Conheça Bodoquena (MS)

Mais Vídeos

Eco Debate

RODRIGO CLEMENTE

Os desafios encontrados pelas empresas no caminho da sustentabilidade

MOACIR SATURNINO DE LACERDA

Tempos idos da Esperança

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Estatização privada do Pantanal