sábado, 13 de abril de 2024
BONITO

Trimestre aponta retomada do movimento turístico de 2019

25 ABR 2022 - 10h52Por SILVIO DE ANDRADE

O turismo na Serra da Bodoquena, em especial em Bonito, maior destino de ecoturismo do Brasil, está voltando ao patamar que era antes da pandemia do coronavírus, há dois anos. Os números do Observatório do Turismo e Eventos de Bonito (OTEB), coordenado pelo Bonito Convention e Visitors Bureau, demonstram que a região retomou de forma progressiva as atividades turísticas, igualando-se – e superando, às vezes, com recordes – os dados de 2019.

O boletim de março, divulgado pelo OTEB, confirma os números positivos e em elevação. O mês apresentou melhor movimento nos fins de semana, com maior presença de turistas do Estado, com pico no período do feriado prolongado na data que seria o carnaval. Bonito recebeu em março 18.377 turistas, igualando-se ao mesmo período de 2019, quando foi recorde dos últimos oito anos. A estimativa para abril é também de superação.

“Estamos voltando ao movimento de antes da pandemia, o que representa a estabilização de uma atividade que representa muito para a região em termos de empregos e renda. Quanto maior a taxa de serviços, maior o número de empregos e elevação do imposto (ISS) para os municípios da região”, analisa Janaína Mainchein, coordenadora do OTEB. 

Fluxo de turistas

Em março, a taxa de ocupação hoteleira foi de 45%, chegando a 71% na primeira semana do mês. O número de desembarques no aeroporto estadual (voos da Gol e Azul) foi de 1.290 pessoas, inferior a janeiro e fevereiro. O número de visitações aos atrativos (52.776) foi o segundo desde 2015, quando foi iniciada a pesquisa. Em relação a 2021, houve um crescimento de 67,52%. Balneários e cachoeiras, ao lado da flutuação, são as atividades preferidas.

O fluxo de visitantes à Gruta do Lago Azul, um dos principais atrativos do destino, voltou a crescer, com público de 6.891 pessoas (taxa de ocupação de 51%, enquanto nos meses de janeiro e fevereiro chegou a 80% e 44%). São Paulo continua sendo o maior emissor de turistas à Serra da Bodoquena, com taxa de 35,86%, vindo a seguir os estados de Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Mato Grosso do Sul contribuiu com 7,11%.
 

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Todo equívoco humano é satirizável. Enquanto houver ser humano com suas carências, inseguranças e dúvidas, haverá sátira

Ziraldo (1932-2024)

Vídeos

Bonito, um convite à sustentabilidade

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Ferrovia em Corumbá? Só nos restou a canção Trem do Pantanal

NELSON ARAÚJO FILHO

Uma história de areias

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Feliz Ano Novo