sábado, 13 de abril de 2024
GRANDE PARCEIRO

NA EMBRATUR, RODOLFO NOGUEIRA GARANTE MAIS APOIO AO TURISMO DE MS

16 MAR 2022 - 20h46Por SÍLVIO DE ANDRADE

O turismo em Mato Grosso do Sul está presente em todas as campanhas internacionais de promoção dos destinos brasileiros lá fora, elaboradas estrategicamente pela Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) para a grande retomada do setor com o avanço da vacina contra a covid-19 e o controle da pandemia.

A forte inserção do Estado no plano de marketing da agência, que também vem trabalhando o turismo interno com campanhas que contemplam o novo perfil do turista em dois anos de pandemia, tem as mãos e a competência de um douradense: o empresário do agronegócio e apaixonado pelo turista, Rodolfo Nogueira, suplente da senadora Soraya Thronicke.

Rodolfo Nogueira e presidente Bolsonaro

Nogueira foi indicado pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro, seu amigo particular, para ocupar a gerência de Promoção Internacional de Projetos Especiais desde fevereiro de 2020. Um dos primeiros projetos que ajudou a construir foi a campanha lançada pela Embratur durante as Olimpíadas do Japão, no ano passado, onde Bonito e Pantanal tiveram grande destaque e projeção.

“Os projetos que viabilizamos na Embratur colocam esses dois destinos de sucesso de Mato Grosso do Sul em todas as ações de promoção fora do Brasil. Colocamos o nosso turismo na avenida principal de Tóquio, em um super telão, e também nas mídias locais, e uma semana depois o trade de Bonito recebia operadores direto do Japão. As imagens de Bonito e Pantanal eram as que mais atraiam o povo japonês”, disse Nogueira, em entrevista ao LUGARES.

Novo normal no turismo

Com o conceito “O Japão é sempre bem-vindo no Brasil”, o foco da campanha foi o ecoturismo, segmento que tem forte apelo com o público japonês, e Bonito, Miranda e Corumbá foram os destinos escolhidos do Estado para compor a ação promocional. “Essa nossa natureza exuberante provoca o turista do mundo inteiro”, diz o gerente da Embratur.

Nogueira: promovendo o turismo de MS lá fora

Os projetos da agência para um ano de retomada e aquecimento do turismo no Brasil, segundo ele, se sustentam sobre o ecoturismo pós-pandemia, explorando a nova tendência do turista, especialmente o brasileiro, que deseja mais do que nunca sair de casa, onde ficou confinado por um longo período, em busca de ar livre e lugares de muita natureza.

“Bonito e Pantanal proporcionam tudo isso”, comenta Rodolfo Nogueira. “O ecoturismo é o segmento que mais cresce no mundo, sem dúvida o grande forte de Bonito, que está sendo um dos destinos mais organizados e seguros no retorno da atividade. Tanto é verdade que está batendo recortes de visitantes num período ainda de convivência com a doença (covid-19).”

As ações da Embratur – observa ele – também trabalham o público interno, citando a campanha “Ser brasileiro é estar sempre perto de um destino Incrível e seguro”, criada em 2021. A campanha atingiu 31 milhões de visualizações na televisão, 136 milhões de impactados em rádio e mais de 23 milhões de visualizações dos vídeos na internet e outros 316 milhões de impactos em mobiliários urbanos.

Com o ministro do Turismo, Gilson Machado, e Bolsonaro

Valorizar os grandes eventos

O gerente da Embratur destacou que a agência cumpre seu papel estratégico de promover o Brasil já fora, participando e organizando feiras, e o trabalho tem sido muito forte e direcionado para o ecoturismo. Adiantou que a Embratur está desenvolvendo uma plataforma internacional em parcerias com sites dos maiores países emissores de turistas ao Brasil.

“Temos trabalhado intensamente, a todo vapor, para colocar Mato Grosso do Sul em todas as prateleiras do ecoturismo, evidenciando cada vez mais o Pantanal, que considerado uma das maravilhas do mundo, e Bonito. São dois destinos consagrados, que têm tudo para atrair turistas do mundo inteiro. Para isso, precisamos, também, investir no fortalecimento do turismo interno”, acrescenta Nogueira.

Outro segmento que a Embratur tem incentivado é o turismo náutico, tendo já apoiado a realização de atividades esportivas no Rio Paraná, inserindo cidades sul-mato-grossenses, como Aparecida do Taboado. “Vamos atuar muito forte nesse setor”, adianta o gerente, que tem um grande projeto em mente: incentivar festas e eventos que promovem a identidade das cidades, como a Festa da linguiça, de Maracaju, e a Festa do Pé de Soja Solteiro, de Laguna Carapã.

Com Silvio de Andrade, editor de LUGARES

Infraestrutura é fundamental

Em visita recente a Bonito, Rodolfo Nogueira destacou os investimentos do Governo em infraestrutura de transporte e logística, com a pavimentação de estradas que levam aos atrativos turísticos do Estado. “o acesso é fundamental para atrair o turista e Mato Grosso do Sul está de parabéns”, disse, citando a Estrada do 21 (MS-345), que está sendo asfaltada entre Anastácio e Bonito.

“Além de facilitar o acesso e reduzir distâncias, o investimento do Estado fortalece um grande polo de pesca, que é o distrito de Águas de Miranda, e interliga os nossos principais destinos, que são o Pantanal e Bonito”, observa. “As obras de infraestrutura no Pantanal, onde estradas estão sendo implantadas, tirando a região do isolamento, darão um salto no ecoturismo.”

Nogueira finaliza a entrevista confessando seu entusiasmo por comandar uma gerência da Embratur que lhe proporciona uma grande realização pessoal, ao ter a oportunidade de contribuir com um setor do qual é um entusiasta. “Tem sido um grande aprendizado, agradeço muito ao presidente Bolsonaro pelo convite e sinto-me gratificado por ajudar meu Estado a crescer no turismo e contribuir com a economia de muitos municípios, frisa.

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Todo equívoco humano é satirizável. Enquanto houver ser humano com suas carências, inseguranças e dúvidas, haverá sátira

Ziraldo (1932-2024)

Vídeos

Bonito, um convite à sustentabilidade

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Ferrovia em Corumbá? Só nos restou a canção Trem do Pantanal

NELSON ARAÚJO FILHO

Uma história de areias

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Feliz Ano Novo