quarta, 21 de fevereiro de 2024
PESCA ESPORTIVA

Prepare a tralha e faça sua reserva para a temporada 2024

04 DEZ 2023 - 09h12Por SILVIO DE ANDRADE

Quer garantir uma boa pescaria esportiva em 2024, aderindo ao pesque e solte e usufruindo do melhor serviço de bordo oferecido pelos barcos-hotéis de Corumbá? Então, é bom se apressar, conhecer os pacotes e garantir sua vaga, da família ou grupo de amigos: a temporada nem começou – será aberta em 1º de fevereiro, no Rio Paraguai, com a modalidade pesque e solte – e algumas embarcações já estão com reservas esgotadas para o ano inteiro. 

“Nossos pescadores são fiéis, são clientes vip. Quem vem pescar no Pantanal de Corumbá sempre volta pela piscosidade dos nossos rios, as belezas naturais que temos e a qualidade dos serviços que oferecemos, com guias de pesca experientes e capacitados”, resume o presidente da ACERT (Associação Corumbaense das Empresas Regionais de Turismo), Luiz Martins. “Este ano de 2023 foi muito bom de peixe, estamos conseguindo preservar os estoques pesqueiros.”

Apoio à sustentabilidade

Capital do Pantanal e com a melhor estrutura fluvial para a pesca em água doce, Corumbá é pioneiro ao adotar a modalidade do pesque e solte, hoje com a adesão da maioria dos amantes desse esporte apaixonante. A primeira iniciativa dos empresários do setor foi incentivar e apoiar a lei de proibição de captura e transporte do dourado, que voltou a ser o “rei” dos rios pantaneiros. Na sequência, o pesque e solte consolidou as boas práticas de preservação das espécies.

Pausa para a pesca: é momento de contemplar a natureza e o belo pôr do sol no Rio Paraguai a bordo do barco-hotel

Os 20 barcos hotéis e os hotéis-pesqueiros associados à ACERT oferecem pacotes de até cinco dias com todos os itens incluídos: iscas vivas da região, barco a motor para duas pessoas, guia de pesca (piloteiro), bebidas e a melhor culinária pantaneira à base de peixe. O roteiro da viagem leva o turista ao coração do Pantanal, a bela Serra do Amolar, distante 230 km de Corumbá, alternando a pescaria no leito do Rio Paraguai, afluentes e banhados.

Preparando para a temporada

Durante a piracema (reprodução das espécies), de 5 de novembro a 28 de fevereiro, algumas embarcações ainda operam no Pantanal de Corumbá com os cruzeiros fluviais, que atraem turistas de todo o país. A maioria dos barcos-hotéis está nos estaleiros para manutenção e reforma, sempre com o objetivo de oferecer o melhor para os pescadores esportivos – segurança, conforto, bem-estar, acessibilidade, internet a bordo e boas acomodações.

No período, os operadores investem na capacitação dos guias de pesca, os quais estão sempre atualizando e aprofundando os conhecimentos para melhor atender os turistas. Recentemente, os guias de pesca participaram de um curso especial de segurança de embarcações de passageiros, realizado pela Marinha do Brasil. O curso qualifica os aquaviários para conduzir embarcações e contribuir para a segurança da navegação, a salvaguarda da vida humana e a prevenção da poluição hídrica.

Mais informações:
Acertms
Facebook
Instagram

Veja ainda:
Licença de Pesca
Cartilha do Pescador

(Assessoria de Imprensa da ACERT)

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O fogo tem devastado as unidades de conservação do Pantanal, porém as Ongs culpam os vizinhos pantaneiros. E ai MP?

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

Esportes radicais: calendário de 2024

Mais Vídeos

Eco Debate

ZECA CAMARGO

Dentro da Terra, dentro de mim

Silvio de Andrade

Desembaraçando pantaneiros dos antropizadores 

AFONSO CELSO VANONI DE CASTRO

"Ameaças são naturais, desastres não"