quinta, 15 de abril de 2021
COMO?

Mtur divulga São João de Corumbá, mas depois do evento

25 JUN 2019 - 10h12Por SÍLVIO DE ANDRADE/REDAÇÃO

O Ministério do Turismo divulgou nesta segunda-feira material promocional sobre as festas juninas em todo o país, celebrando a passagem do Dia de São João, e cita o Banho de São João de Corumbá, evento encerrado na noite de domingo (23). A não citação da tradicional festa pantaneira em notas anteriormente publicadas no site do ministério foi motivo de reclamação da Fundação de Turismo de MS. LUGARES também registrou o descaso ou falta de conhecimento de uma das mais tradicionais manifestações populares do Brasil.

A matéria veiculada no site do Mtur:

Esta segunda-feira (24) marca a passagem do Dia de São João, conhecido como ‘Santo Festeiro’, e atrações juninas espalhadas por todo o país fazem jus à comemoração religiosa, com muita cultura típica, dança, música e gastronomia regional. Neste ano, por exemplo, o Calendário Nacional de Eventos  do Ministério do Turismo já reúne 119 festejos do tipo, registrados por secretarias estaduais e municipais de Turismo.

No Nordeste, além das tradicionais festas de Caruaru (PE) e Campina Grande (PB), que atraem multidões durante extensas programações, Aracaju (SE) oferece o Forró Caju. Organizada pela Prefeitura Municipal, com apoio do MTur, a festa proporciona quatro dias de shows com bandas locais e nacionais, como Cavaleiros do Forró, na praça Hilton Lopes. A programação começou neste domingo (23) e também tem atrações programadas nos dias 24, 28 e 29 de junho.

Já na região Centro-Oeste, Corumbá (MS), uma das portas de entrada do Pantanal, foi palco, entre 20 e 23 de junho, do tradicional Banho de São João. Na ocasião, os ‘festeiros’, juntamente com seus andores, caminham ao rio Paraguai para banhar a imagem do santo. Depois, os fiéis voltam para o Centro Histórico da cidade, onde é fincado o mastro junino, dando prosseguimento à festa, repleta de barraquinhas, artesanato, danças de quadrilhas e muita comida típica, bem como shows musicais.

Potencial

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, ressalta que as festas ajudam a promover a imagem do Brasil, além de gerar forte impacto econômico. “As comemorações impulsionam o turismo, geram divisas, emprego e renda. Tanto que investimos R$ 4 milhões em apoio a vários festejos no país. As festas juninas, depois do Carnaval, são as principais representações da cultura popular brasileira, um produto turístico único, com forte potencial de despertar o interesse pelos destinos nacionais”, aponta.

No Sudeste, destaque para o Arraial de Belo Horizonte (MG), organizado pela Prefeitura Municipal da capital mineira e cuja programação conta com quermesses, circuitos gastronômicos, manifestações culturais e shows em diversos lugares da cidade, como a Praça da Estação, além da apresentação de quadrilhas e da eleição do melhor grupo do gênero. A agenda inclui ainda shows musicais e a realização de cortejo junino e concurso de culinária, com encerramento no dia 7 de julho.

Já na região Norte, o 38º Festival Folclórico do Centro Social Urbano do Parque 10, em Manaus (AM), proporciona um total de 24 noites de festa junina. O evento, promovido pela Associação Comunitária da região em parceria com a Prefeitura da capital, começou no último dia 8 e segue até 1º de julho, com atrações a exemplo de cirandas, quadrilhas tradicionais e cômicas, cangaços, danças internacionais e outras manifestações artísticas, além de muita gastronomia e parque de diversões.

Vitrine

O Sul do país também reserva atrações alusivas à data. Em Camaquã (RS), cidade que integra a Rota Farroupilha, o dia 24 de junho marca a comemoração da Festa de São João Batista, padroeiro do município. Uma das principais atrações é o acendimento de uma grande fogueira dentro d’água, na Prainha, além de apresentações musicais, de quadrilhas e de uma praça de alimentação com comidas típicas juninas, como pipoca, pé de moleque, maçã do amor, cachorro-quente e quentão, entre outras.

As informações disponíveis no Calendário Nacional de Eventos do Mtur são organizadas de forma colaborativa, em parceria com secretarias estaduais e municipais de Turismo. O objetivo é divulgar os eventos turísticos brasileiros e agregar valor à imagem dos destinos, além de fornecer informações de qualidade sobre a oferta turística do Brasil que possam ser úteis ao turista no momento de planejar suas viagens.

Além de festas juninas, o instrumento também informa sobre eventos artísticos, culturais, esportivos, folclóricos, gastronômicos e religiosos, entre outros segmentos. Para este ano, o Calendário já possui 2.957 eventos cadastrados.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável

Mahatma Gandhi

Vídeos

Bonito Seguro - Pronto para te receber!

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Páscoa 2021 no Pantanal

MÁRIO WILLIAM ESPER

Abundância de água, escassez de investimentos

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Uma realidade vergonhosa