quinta, 21 de janeiro de 2021
ALÔ!!

Corumbá não divulga um dos melhores carnavais do Brasil

23 JAN 2019 - 14h30Por SILVIO ANDRADE

A menos de dois meses do carnaval, os operadores e a rede hoteleira espalhadas pelo país divulgam os melhores destinos para curtir a folia, aliada à natureza e outros atrativos. Contudo, a cidade mais carnavalesca do interior brasileiro – Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul – não figura em nenhuma das listas de opções oferecidas.

São mais de 40 cidades “vendidas” nas redes sociais – sites de vendas de pacotes, blogs, etc – como os melhores destinos e a Capital do Pantanal deixa de promover um dos seus principais produtos de turismo e de cultura popular. O mesmo ocorre com outra festa ímpar, o Banho de São João, único enquanto manifestação sacro-profana com o banhar do santo no Rio Paraguai.

A prefeitura local não desenvolve um plano estratégico de marketing para promover e dar visibilidade aos grandes eventos e o trade não tem iniciativas, focando apenas na pesca esportiva, não percebendo o quanto o segmento e a cidade perdem com a falta de divulgação dos atrativos. E isso não é de agora. O São João ganhou espaço na mídia nacional porque o Ministério do Turismo bancou a ida de jornalistas à cidade.

Sem uma ação forte de marketing – o que Bonito faz muito bem -, envolvendo prefeitura e os operadores, Corumbá continuará fora do circuito nacional de grandes eventos. O carnaval atrai pouco mais de oito mil visitantes – metade, porém, são corumbaenses que moram fora. A cidade também não agrega a festa aos atrativos locais, como o histórico. Os serviços de passeios, quando existem, são ruins.

Corumbá não agrega o carnaval aos seus atrativos naturais e urbanos para movimentar a economia do turismo

Perdendo o bonde

A maioria dos destinos carnavalescos localiza-se em pequenas cidades históricas, no interior de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás e estados do Nordeste, além das capitais dos grandes centros. Nestas cidades, o forte é o carnaval cultural (um dos pontos alto da festa em Corumbá), e os pacotes são oferecidos aliando folia com o turismo histórico, de natureza, religioso, enfim...

Nenhum desses destinos, exceto as maiores capitais, tem a tradição, a força e a irreverência do carnaval corumbaense, cujo diferencial é a alegria do povo e a forte influência do Rio de Janeiro. São 10 escolas de samba, 15 blocos oficiais e uma dezena de blocos de sujos. Mas os gestores locais não sabem vender isso, não entenderam ainda a importância de promover esse carnaval, não apenas para atrair turista, mas para valorizar a sua grande festa.

Os roteiros da folia que estão pipocando nas mídias, divulgados pelo trade e alguns sites especializados ou oficiais, são os mais apreciados porque “o povo é muito acolhedor, tem fascinantes belezas naturais e um carnaval de rua divertido e tradicional”. Atributos que Corumbá tem a oferecer sem qualquer contestação. Portanto, um carnaval fácil de “vender” lá fora.

LUGARES SELECIONOU ESSES DESTINOS

Paraty

Quer viver uma experiência de um carnaval típico, com bonecos característicos, blocos, fantasias e clima histórico, sem precisar encarar multidões e podendo curtir praias e paisagens paradisíacas sem precisar abandonar os bloquinhos para isso? Em Paraty (RJ), você pode viver tudo isso sem tanta bagunça. Os principais blocos começam a desfilar no fim da tarde e a festa vara a madrugada e, durante o dia, você tem total liberdade para aproveitar as praias nas proximidades e até dar um pulo em Trindade para aproveitar uma tarde mais tranquila.

Blocos atraem 150 mil pessoas no centro histórico de São Luiz do Paraitinga. Foto: Roosevelt Cássio/Reuters

Caldas Novas

O carnaval na cidade goiana esse ano terá um resgate dos blocos carnavalescos, das marchinhas tradicionais e das matinês. A prefeitura pretende montar o palco no centro da cidade, com atrações locais. Haverá também, no sábado, o concurso de bloco carnavalesco mais animado. Caldas Novas propõe um retorno as raízes culturais que você precisa conhecer!

Arraial D'Ajuda 

Em Arraial D’Ajuda, na Bahia, a agenda para a comemoração do carnaval é extensa, principalmente na rua Mucugê. Os blocos são inúmeros e há diversos artistas fazendo shows animados. As praias recebem muitos foliões que tanto aproveitam nas areias para dançar, quanto descansar.

Ouro Preto

Essa cidade mineira também apresenta um concorrido carnaval. Nas ruas antigas, como os palcos na Praça Tiradentes e Largo do Cinema, muitos blocos passam e os foliões acompanham com muita dança. Aliás, essas ruas e casas antigas dão ao carnaval um grande charme. O bloco mais antigo é o do Zé Pereira dos Lacaios, animando a cidade.

Porto Seguro

Em Porto Seguro, que também fica na Bahia, o carnaval tem até um nome próprio: Carnaporto. Muitas bandas apresentam-se e existe compra de passaporte especial para participar. Só não deixe para reservar o seu hotel e também os seus ingressos para a última hora, pois vale a pena participar do evento.

São Luiz do Paraitinga

No Vale do Paraíba, em São Paulo, essa é uma região que tem o carnaval como uma festa extremamente tradicional. Com marchinhas deliciosas e temas específicos selecionados anualmente, o clima é enriquecido pelo belo centro histórico da cidade, onde o carnaval de rua acontece, com o Bloco do Barbosa e o Casarão.

Bloco do Urso, em Santa Rita do Sapucaí: melhor carnaval do interior de Minas Gerais

Votuporanga

O Oba nasceu em 2007 com a junção de antigos blocos carnavalescos de Votuporanga, interior de São Paulo. O resultado desta parceria foi o início de um carnaval inovador, considerado um dos melhores do país. Quem compra o passaporte tem direito a quatro dias de festa em mais de 40 horas de música, trio elétrico e festas temáticas.

Muzambinho

Muzambinho é um ótimo destino para quem quer curtir o tradicional carnaval em Minas Gerais. A festa reúne blocos populares como o Verme’s e Cia – considerado o maior de Minas Gerais – que agita a moçada com bandas de Axé e muita azaração. A cidade é muito famosa pela produção de café e doce de leite, ou seja, não deixe de experimentar essas iguarias.

Caconde

Caconde, com distância de 290 km da capital paulista, se destaca como pólo receptivo de turistas, chegando a ser considerada uma das 30 mais belas pequenas cidades do Brasil. Além de curtir o seu famoso carnaval, desfilando no Bloco Imperador, é possível também aproveitar as várias atrações da cidade.

Santa Rita do Sapucaí

Nascido da reunião de um grupo de amigos realizada desde 1998, a Turma do Urso foi ganhando cada vez mais adeptos e Santa Rita do Sapucaí se tornou o maior carnaval do interior de Minas Gerais. O bloco hoje possui uma sede própria com área de 72 mil m2 e oferece uma grade de atrações composta por grandes nomes da música nacional.

Campos de Jordão

Distante 170 km de São Paulo, sempre é dica de destinoA cidade nas montanhas costuma ter desfile com bonecos gigantes e alguns eventos carnavalescos, além de muitas opções de hotéis, pousadas, restaurantes e lojas

Desfile dos blocos carnavalescos, em Vila Velha, litoral capixaba

Nazaré Paulista

Por sua vez, Nazaré Paulistaa 90 km de São Paulo – é um dos melhores destinos para celebrar o folclore e as tradições da festa religiosa. A cidade ganha cores e muita animação com as marchinhas, abadás, confetes e serpentinas pelas ruas. Os Moiados são um dos blocos tradicionais.

Bezerros

Conhecida como “Folia do Papangu”, a festa mais ilustre da região coloca a cidade entre um dos carnavais mais concorridos do estado de Pernambuco. A tradição centenária é marcada pelos ‘Papangus de Bezerros’ desfilando suas máscaras coloridas, que são verdadeiras obras de arte confeccionadas pelos artesões locais.

Vila Velha

Já bastante conhecida por suas lindas praias e belezas naturais que percorrem os 32 km do seu litoral, Vila Velha, no Espírito Santo, também é famosa pelo seu carnaval de rua. O batuque dos pandeiros, tambores e tamborins se manifestam acompanhando os blocos da cidade como os populares 14 Bis, Galão, Orla Folia e Acuda Mamãe.

Ibirá

Outro tesouro escondido no interior paulista, as fontes naturais com suas águas vanádicas medicinais não são os únicos motivos que levam os turistas a Ibirá. Considerada a festa mais importante do calendário de eventos da cidade, o carnaval é muito bem organizado e, para se ter uma ideia, a arrecadação durante as cinco noites de folia é equivalente a receita anual do município.

Diamantina

No topo da lista dos melhores carnavais de rua do Brasil e um dos maiores em público de Minas Gerais, a festa em Diamantina lota as ruas e praças do centro histórico até o amanhecer. No início do dia acontece o desfile de blocos caricatos com destaque para o Sapo Seco e o Xica da Silva. À noite a Praça do Mercado Velho é o ponto de encontro da tradicional percussão das bandas Batcaverna e Bartucada.

Ouro Fino

Pode se preparar para apreciar um patrimônio arquitetônico invejável com casarões centenário de cair o queixo. Porém, esteja ainda mais preparado para se divertir a valer com as tradicionais marchinhas de carnaval e sambas-enredo que marcaram época, além de uma estrutura completa para assistir os desfiles das escolas de samba de Ouro Fino (MG).

Sem tradição, carnaval de Aruanã (GO) está nas mídias: cidade promove seus atrativos turísticos

Brazópolis

Em meio a muito verde, serras e cachoeiras, Brazópolis (MG) fica a pouco menos de 60km de Campos do Jordão. O clima delicioso da montanha é perfeito para aproveitar as bandas durante a tarde – ou até as matinês para quem estiver com os pequenos, e no fim do dia curtir os blocos de rua na maior animação.

Aruanã

A vista privilegiada da cidade fica por conta de um dos rios mais lindos do mundo e, sem pestanejar, o carnaval de Aruanã (GO) é realizado à margem do Rio Araguaia com uma agenda de shows bastante diversificada que lota a Praça Couto Magalhães. Para agradar todas as tribos, tem ainda o Concurso de Blocos; o Carnacriança (matinê para crianças); e a Marchafolia (matinê das máscaras).

Goianésia

O Carnaval de rua da ‘Princesa do Vale do São Patrício’ é uma bela festa típica goiana. O ritmo também segue as tradições regionais e as músicas mais tocadas combinam todas as nuances no maior estilo sertanejo. Um dos espaços mais concorridos para aproveitar a folia é o Camarote Sumiu Uai!

Maragojipe

Mantendo a tradição secular inspirada no carnaval de Veneza, a praça principal da linda cidade do Recôncavo Baiano se transforma em um baile de máscaras a céu aberto. A festança mistura ritmos e gêneros musicais como shows de afoxé, MPB, fanfarras e muito samba, combinados com a arte e as entidades culturais da Bahia.

Antonina

O famoso carnaval de Antonina é o mais popular de todo o estado do Paraná e um dos mais animados da região sul do Brasil. A Avenida do samba é aberta na segunda-feira para dar espaço aos tradicionais blocos, com destaque para o Bumba Meu Boi e o Apinagés. Durante os quatro dias do feriado também há inúmeros bailes públicos e concursos de fantasias.

Jaguari

A mega estrutura de camarotes, praça de alimentação, iluminação e ornamentação na Avenida Severiano de Almeida é para receber os foliões em uma mistura de cores, ritmos e muita animação. A festa ainda reúne a Folia Oficial do carnaval no calçadão de Jaguari (RS) e diversas matinês infantis nos clubes da cidade.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Barco-hotel Vip: pesca no Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

ORLANDO DE SOUZA

A real paz de que o Turismo precisa

CAIO PENIDO

Os Serviços Ambientais e o Pacto AgroAmbiental

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pertencimento é pertencer ao Pantanal!