quinta, 20 de janeiro de 2022
SUCESSO!

BONITO 21K UNE ESPORTE E TURISMO E AQUECE A BAIXA TEMPORADA

Evento se tornou um dos maiores do Estado e deve ganhar projeção nacional no próximo ano

05 DEZ 2021 - 22h43Por SÍLVIO DE ANDRADE

Durante três dias de competição, a Bonito 21K movimentou R$ 3 milhões e atraiu mais de seis mil pessoas, entre atletas e familiares, ao maior destino de ecoturismo do Brasil. O evento apoiado pelo Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), chega a sua sétima edição com amplas chances de entrar no circuito nacional em atletismo e ciclismo e fomenta o turismo local em um período de baixa temporada.

O alto nível das provas, realizadas no sábado e neste domingo, credencia Bonito 21K a integrar o ranking nacional. No atletismo, a meiamaratona de 21 quilômetros já é homologada pela federação estadual e a Confederação Brasileira de Ciclismo avalia ranquear a prova de 121 quilômetros. Para o turismo, segundo a organizadora da prova, Kassilene Cardadeiro, a realização do evento na primeira semana de dezembro beneficia todos os segmentos do setor.

Com o apoio do Governo do Estado, os organizadores montaram uma super estrutura na Praça da Liberdade

Este ano o número de inscritos – 2.050 atletas, sendo 1.738 na corrida – foi recorde e para 2022 a organização pretende ampliar os valores da premiação para atrair equipes de ponta de outros estados. Kassilene Cardadeiro destacou o apoio do Governo do Estado, que garante toda a parte de estrutura, e informou que a prova teve um crescimento de 70% somente no atletismo. Com duas edições, o ciclismo também desponta positivamente.

O evento movimentou toda a cadeia produtiva do turismo num período de entressafra aguardando as festividades de fim de ano, que colocam o segmento em alta. A praça da Liberdade, onde fica o Monumento das Piraputangas, foi “invadido” pelos atletas e familiares, muitas selfies, muito consumo nos restaurantes e bares, lotados. Os atrativos também tiveram um fluxo acima da média para um período que normalmente seria de baixa frequência.

Ciclismo e corrida reúnem, além dos atletas do grupo de elite, adeptos com médio e alto poder aquisitivo

Calor intenso

Na avaliação de Denildo José Gomes, diretor da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), Bonito 21K tem todas as condições técnicas para entrar no ranking nacional futuramente. Ele e outros membros da entidade arbitraram as provas, realizadas hoje (05) de manhã, e elogiou a organização e a estrutura, bem como as condições da pista da rodovia MS-178, onde 312 atletas competiram em 50 e 121 quilômetros, sem ocorrência de acidentes.

“É uma prova muito dura, devido ao calor, com potencial para ser ranqueada e entrar no nosso calendário nacional”, disse Gomes. “Os atletas sentiram muito a alta temperatura, mas a organização atuou de forma rápida e colocou três pontos de hidratação ao longo do percurso e isso amenizou um pouco o impacto”, completou o dirigente, que também destacou o nível técnico dos competidores. “As equipes são muito bem organizadas”.

prova_turismo2Bonito 21K foi um encontro em família no maior destino de ecoturismo do Brasil, com alto consumo

A alta temporada foi determinante no rendimento dos atletas, interferindo logicamente nos resultados. A largada do ciclismo ocorreu às 7h, com os competidores percorrendo o trecho entre a Praça da Liberdade e o trevo que demanda a Bodoquena (MS-178), onde foi dada a largada. Depois do esforço, o sorriso e a alegria dos atletas após conhecerem sua classificação criaram um clima de muita animação ao final do evento, com a entrega da premiação.

Classificação geral

Na categoria MTB nos 121 quilômetros, em disputa acirrada, os dois primeiros colocados na classificação geral foram: Ailton Stropa Garcia Junior (Dourados), com o tempo de 4h25m13s, e Wanderlei Recaldi da Silva (Bonito), em 4h25m14s. No feminino, a campeã dos 50 quilômetros foi Otavia Gonçalves da Cunha (Campo Grande), com o tempo de 1h42m36s, e no masculino, Esmael Ramos Lopes (Navirai), em 1h30m04s.

A presença feminina foi destaque nesta sétima edição, cuja participação teve crescimento em relação aos anos anteriores

Na categoria Speed, Ingrid Pereira da Silva (Campo Grande) venceu os 121 quilômetros no feminino, em 3h22m12s, enquanto no masculino o campeão geral foi Leonardo Tavares Pereira (Campo Grande), em 3h14m41s. Nos 50 quilômetros, esta foi a classificação: Talita Martins (Campo Grande), com o tempo de 1h3206s, foi a campeã no feminino; no masculino, venceu Lucas Francisco Garcia (Rio Brilhante), em 1h21s

A Bonito 21K é realizada pela Associação Desportiva Atletas de Cristo (ADAC), com organização da Agência H20 Ecoturismo. A Ambiental MS Pantanal patrocina o evento. O Governo do Estado, Fundesporte, Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio (Sectur) e Prefeitura de Bonito, e Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) são os apoiadores.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Nunca soube dizer pra onde vou, vivo nesta Terra em transe, cheia de sol, cheia de horror

Rita Lee

Vídeos

Conheça a Casa do Vidro de Bonito, MS

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Ponto de mutação no Pantanal

JOÃO GUILHERME SABINO OMETTO

Os desafios da agenda do clima no ano novo

DOUGLAS MCINTOSH

Impactos ambientais da COVID-19