sábado, 28 de março de 2020
INVESTIMENTO

Barco-hotel com elevador e bom gosto atrai turistas ao Pantanal

23 JUN 2017 - 23h18Por Sílvio Andrade

Cada vez mais o turista que visita o Pantanal de Corumbá (MS) encontra serviços mais qualificados em infraestrutura e atendimento, com uma variedade maior e melhor de opções de lazer e aventura, diferenciais que coloca a cidade como um dos principais destinos de pesca esportivo e ecoturismo do Brasil. Não é atoa que a cidade tem a melhor estrutura fluvial para turismo de pesca, ecoturismo e passeios de curta duração.

Em meio à crise, com o fluxo de turistas caindo nos polos turísticos, uma empreendedora da Capital do Pantanal, Joice Carla Santana Marques, investiu na inovação, agregando conforto, bom gosto e serviço de nível cinco estrelas. Sua empresa, a Joice Tur, colocou nas águas do Rio Paraguai o melhor barco-hotel em operação atualmente no Pantanal, o Kayamã.

A embarcação se destaca pelo acabamento requintado, com generoso espaço em seus três andares, cheirando ainda o novo. É o primeiro a contar com acessibilidade (elevador e rampas), apartamentos com sacada, duas piscinas (uma integrada ao bar), dois camarotes para pessoas especiais, salão de eventos para 100 pessoas, salas de TV, ginástica e jogos e spa.

Uma das piscinas do Kayamã

Apostando na crise

Medindo 60 metros de cumprimento por 14 metros de largura, com amplos espaços entre a ala de apartamentos e demais setores de entretenimento, o barco opera com entre 30 e 50 pessoas para pesca e lotação completa (100 lugares) em viagens de turismo ecológico. Dependendo do número de grupos, os pacotes de cinco dias variam de R$ 3 mil a R$ 5 mil (pesca) e R$ 2 mil (cruzeiro).

Natural de Franca (SP), Joice Marques reside há 17 anos em Corumbá, onde começou sua atividade no setor turístico como empregada de uma operadora. Montou seu primeiro barco, uma chalana, para até 12 pessoas, e hoje gerencia uma das empresas mais estruturas no porto geral de Corumbá, com três barcos-hotéis e uma clientela formada por 40 grupos.

Amplo salão no segundo andar

Por que investir em uma nova embarcação com todo o acabamento requintado do Kayama em meio a uma crise econômico-política, com reflexo no turismo? Ela explica: “Corumbá é uma cidade com extraordinário potencial de crescimento no turismo e é na crise que devemos apostar em um produto que seja o diferencial”.

Turismo de negócios

O investimento no novo produto, segundo Joice, busca também a diversificação no competitivo mercado da pesca esportiva, com foco principalmente no segmento de negócios e eventos. Quem não gostaria de participar de uma reunião de trabalho navegando pelo Rio Paraguai contemplando a natureza?

Quando a prefeitura local passou a fomentar o turismo fluvial de contemplação, ela foi um dos primeiros empresários a apostar na ideia. Hoje sua empresa apera com cruzeiros, que incluem viagens de barco até o Porto da Manga, ao sul de Corumbá, e, de lá, por acesso rodoviário a Estrada Parque, onde o pacote inclui visitas a fazendas-hotéis para passeios, cavalgadas e safaris fotográficos.

Empresária Joice Santana mostra o camarote duplo com sacada, outro diferencial da embarscação. Fotos Sílvio Andrade

Mais informações: www.joicetur.com.br

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Pesque, solte e volte sempre!

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Tordinhos do entardecer

XICO GRAZIANO

Ecologistas precisam evoluir sobre turismo natural

FRANCISCO OLIVEIRA

Trabalho informal nos lixões: um risco à vida dos catadores