terça, 28 de janeiro de 2020
LATINIDADE

Festival América do Sul tem nova data: começa dia 26 de novembro

21 AGO 2017 - 23h13Por Redação

Audiência pública realizada em Corumbá, com a presença do secretário estadual de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, definiu que a décima quarta edição do Festival América do Sul Pantanal (FASP acontecerá entre os dias 26 de novembro e 3 de dezembro.

O festival vai se transformar, com várias atividades acontecendo de domingo (26) a quarta (29), em uma espécie de pré-festival, com atrações voltadas para as escolas de Corumbá, Ladário e as bolivianas Puerto Quijarro e Puerto Soarez, além de atividades em praças públicas e para populações ribeirinhas.

Um pedido geral foi para aumentar as atrações artísticas de países da América do Sul e do continente, assim como dar ênfase para atividades que remetam ao mês da Consciência Negra, comemorado em novembro. Outro item lembrado e pedido foi a volta do ‘Concurso Soy Loco Por Ti América’, que envolve as escolas de Corumbá e região.

A audiência pública aconteceu na Associação Comercial de Corumbá, com a presença do diretor-presidente da Fundação de Cultura e Patrimônio Histórico de Corumbá, Luiz Mário do Nascimento Cambará; a presidente do Fórum Estadual de Cultura, Fernanda Teixeira; o secretário adjunto de Cultura e Cidadania, Tomaz Ramos Escrivano, e a diretora e fundadora do Moinho Cultural, Márcia Rolon.

Rapper Criolo 

“Fizemos questão de fazer a audiência pública para escutar a sociedade corumbaense. Queremos o total envolvimento da população de Corumbá, assim como aconteceu no festival de Bonito. Nosso lema é a cidadania cultural e acreditamos que é desta maneira que deixaremos uma semente com o festival para nossas crianças e jovens”, afirma o secretário Athayde Nery.  

Foram mais de 60 sugestões e reivindicações para a coordenação do festival, entre elas a realização de várias oficinas, debates e cursos. Entre as atrações sugeridas na audiência pública está o rapper Criolo.

“Fizemos um evento no Facebook pedindo o Criolo no festival e já contamos com mais de 2.700 interessados. Achamos muito importante a vinda do Criolo para o festival pela importância de sua obra, a mensagem que traz em suas letras e porque será um incentivo para a cena de rap de Corumbá. Viemos na audiência em busca deste objetivo”, ressaltou Gabriela, uma das responsáveis pelo movimento para a vinda do cantor para o FASP.

 

Leia Também

Relatos de viagem

Enfim, no marco zero da Ruta 40. Missão cumprida, uma façanha!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza

Paulo Guedes, ministro da Economia

Vídeos

Jornada das Tartarugas

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs

HEITOR FREIRE

O Poder do Silêncio

MARCIA HORITA

Atentos e mobilizados na defesa da Mata Atlântica