sexta, 19 de julho de 2024
PROJETO

Experiências do Brasil Original: Mtur valida 40 produtos turísticos

20 NOV 2023 - 18h58Por MTUR

O Ministério do Turismo, em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), realizou a quarta etapa do projeto Experiências do Brasil Original, voltada às validações das experiências formatadas nas comunidades indígenas e quilombolas beneficiadas no projeto. Foram ao todo, 40 produtos criados nos quatro territórios, segundo os princípios do turismo de base comunitária, resgatando as suas ancestralidades, fortalecendo a valorização de suas tradições, costumes, cultura, história e, ainda, trazendo o protagonismo para as comunidades.

Nesta edição, o foco foram os biomas Amazônia e Cerrado. Ao todo, foram contempladas 89 famílias e 172 pessoas beneficiadas, entre elas 33 jovens e 52 mulheres, comprometidos e empenhados no propósito de desenvolver turismo em suas comunidades.

Na comunidade Indígena Borari, de Alter do Chão, no Pará, os visitantes são convidados a fazerem um “Mergulho Ancestral com as Suraras do Tapajós”, em uma imersão na cultura Tapajônica e tendo como anfitriãs as mulheres indígenas Borari, que apresentam a história de luta e resistência desse povo, compartilhando saberes étnicos e ancestrais, por meio da contação de histórias, música e dança indígena. Outra experiência na comunidade é a de “Grafismo Indígena na Escola Borari”, onde os turistas podem ter contato com a cultura e artesanato local.

Prosa na varanda

Em Normandia, na Comunidade Indígena Raposa 1 Serra do Sol (RR), quem chega por lá pode conhecer a paisagem da comunidade e se conectar com a natureza em um banho de cachoeira na “Trilha Cultural da Cachoeira da Raposa”. Outra atividade é a “Imersão cultural no sagrado território Raposa Serra Sol”, onde os turistas têm a oportunidade de praticar a tradicional atividade Macuxi do Arco e Flexa, assistir a dança Parixara, participar da arte de fazer panelas de barro com as Indígenas anciãs, escutar suas histórias e resgate da memória ou ainda fazer a “Caminhada a Serra do Arco-Íris” para ver o pôr sol.

Partindo para o Quilombo África/Laranjituba (Moju/PA), uma opção imperdível é a “Cultura do açaí: da extração à degustação”, uma experiência única para conhecer as delícias da fruta. Outra opção é a “Visita à casa de farinha Laranjituba e África: sabor e tradição”, onde é possível conhecer o espaço e ver de perto o processo de produção das farinhas a base de mandioca.

Na comunidade Quilombola do Povoado do Moinho (Alto Paraíso/GO), os visitantes são inseridos nas fascinantes histórias da “Confecção das bonecas quilombolas” assistindo cada etapa do processo de confecção, desde a elaboração do corpo até a criação de roupas, cabelos e rostos. Além disso, é possível degustar um delicioso café da manhã ouvindo histórias da Dona Irany sobre sua família e o Quilombo Moinho, com o “Café da manhã com prosa na varanda”.

Resultados

Ao longo da validação do projeto Experiências do Brasil Original, as comunidades selecionadas foram acompanhadas pela equipe técnica do MTur e da UFF em atividades de diagnóstico, capacitação e mentorias, oficinas para formatação de experiências turísticas e validação.

"Os resultados do projeto nas comunidades irão proporcionar reconhecimento da diversificação da oferta turística brasileira, inserção de novos produtos de turismo de base comunitária e étnico no mercado, valorização das mulheres e dos jovens quilombolas e indígenas, além do aumento de trabalho e renda nos territórios", como explicou Anna Modesto - Coordenadora de Produção Associada ao Turismo.

Com o projeto Experiências do Brasil Original foi possível ainda, gerar a aproximação das comunidades e roteiros com receptivos e agências de turismo, o fortalecimento do mercado turístico interno, além da oportunidade do aumento do fluxo de visitantes nas comunidades e territórios contemplados pelo projeto.

Ao final da etapa de validação das experiências, as comunidades contam com a visita de um chef de cozinha que, ao lado de uma cozinheira representante da comunidade, mostram os sabores e saberes singulares de cada localidade, cozinham e compartilham muitas histórias e receitas. 

"A próxima etapa contará com o apoio à promoção e comercialização das experiências criados pelo projeto, um momento importante para essas comunidades, que tem seus produtos turísticos inseridas no mercado" finalizou Anna.

O projeto

Experiências do Brasil Original visa fortalecer o mercado turístico interno e o turismo de base comunitária, para que roteiros turísticos em territórios indígenas e quilombolas passem a compor a oferta competitiva e inovadora de produtos e serviços turísticos do Brasil.

Espera-se, com isso, oportunizar o desenvolvimento econômico de comunidades indígenas e quilombolas por meio do turismo, criando experiências que poderão gerar fontes alternativas de trabalho e renda e contribuir para a conservação da sociobiodiversidade das comunidades beneficiadas pelo projeto.

Aliado a isso, o turista terá a oportunidade de vivenciar práticas memoráveis e transformadoras, através das tradições, saberes, sabores, cultura e histórias, presentes nessas comunidades tradicionais.
 

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Fogo Classe P de Pantanal

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Um Caminho