Quinta, 18 de Janeiro de 2018
HOSPEDARIA

Marriott projeta 40 novos hotéis de luxo em 2018

02 JAN 2018 - 16h07Por Folha SP

A rede de hotéis Marriott pretende inaugurar em 2018 cerca de 40 hotéis de luxo, sob o nome das oito marcas que pertencem ao grupo, como W Hotels e Edition.

Apenas a W Hotels, que é conhecida pelo design arrojado de seus edifícios, planeja a abertura de mais oito unidades no ano que vem, em destinos como Tel Aviv, Brisbane (Austrália ), Cidade do Panamá e Dubai.

Já a marca Edition, criada a partir de parceria entre a Marriott International e Ian Schrager, o empresário que criou o conceito de hotel­butique, deve quase triplicar seu número de unidades ­de 4 para 11­ até o fim de 2018, com novos hotéis em Barcelona, Bodrum (Turquia), Abu Dhabi e Xangai.

"O luxo inspira a pessoa a se atualizar, a desejar visitar novos lugares e a se transformar. Com dados demonstrando uma mudança na percepção do luxo, estamos muito bem posicionados para oferecer experiências personalizadas e diferenciadas" diz Tina Edmunsson, que é executiva da rede.

“Com unidades localizadas em antigos palácios em Veneza e Viena, arranha-céus em Hong Kong e Dubai e refúgios nas Maldivas e no México, nosso portfólio apresenta uma variedade incomparável e nos permite superar as expectativas de nossos hóspedes em todo o mundo”, diz a Global Brand Officer da Marriott International.

“Para nós, o luxo inspira as pessoas a se atualizar, a desejar visitar novos lugares e a se transformar. Com dados atuais demonstrando uma mudança na percepção do luxo, estamos muito bem posicionados para oferecer experiências personalizadas e diferenciadas para a nova classe emergente”. 
Satisfação personalizada 
Um estudo global sobre luxo realizado em parceria com a Skift, a maior plataforma de inteligência de turismo atual, revelou que os viajantes nesse segmento têm como prioridade viver experiências transformadoras e autênticas, que ofereçam uma nova perspectiva do mundo.

Edmundson complementa: “os amantes do luxo de hoje desafiam os estereótipos tradicionais; para eles, o ápice do luxo é poder se distanciar da noção antiquada de ‘tempo’. Nossos hóspedes estão em busca de satisfação pessoal e veem nas experiências de viagem profundas e substanciais uma forma de se comunicar com seu ‘eu’ interior. Eles acreditam ser possível alcançar esse objetivo criando seus próprios pratos no Grand Cayman’s Culinary Studio, do Ritz-Carlton, priorizando o bem-estar com o programa JW Marriott’s Behind the Barre, recarregando as energias em uma vila sobre as águas no St. Regis Maldives ou explorando as cidades mais agitadas do mundo no W Insider”.

Com uma nova visão do luxo e foco nas expectativas e aspirações do viajante global, a Marriott International proporciona experiências altamente contextualizadas, alinhadas com o futuro do luxo: “acesso é o novo autêntico, e nossas marcas são a porta de entrada para diversas culturas e momentos únicos”, diz Edmundson.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

“Boca da Onça, a trilha que desgasta seu corpo, mas fortalece sua alma”

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Os problemas ambientais mais sérios são egoísmo, ganância e apatia... E para lidar com eles precisamos de uma transformação espiritual e cultural – e nós, cientistas, não sabemos fazer isso

James Gustave (Gus) Speth

Vídeos

Mergulho com algas na Lagoa Misteriosa, em Jardim

Mais Vídeos

Eco Debate

MARIA TEREZA JORGE PÁDUA

Quero ser defensora pública dos bichos

VALMIR BATISTA CORRÊA

Cutucando a onça

TASSO AZEVEDO

Eletrizante