terça, 19 de junho de 2018
HOSPEDARIA

Marriott projeta 40 novos hotéis de luxo em 2018

02 JAN 2018 - 16h07Por Folha SP

A rede de hotéis Marriott pretende inaugurar em 2018 cerca de 40 hotéis de luxo, sob o nome das oito marcas que pertencem ao grupo, como W Hotels e Edition.

Apenas a W Hotels, que é conhecida pelo design arrojado de seus edifícios, planeja a abertura de mais oito unidades no ano que vem, em destinos como Tel Aviv, Brisbane (Austrália ), Cidade do Panamá e Dubai.

Já a marca Edition, criada a partir de parceria entre a Marriott International e Ian Schrager, o empresário que criou o conceito de hotel­butique, deve quase triplicar seu número de unidades ­de 4 para 11­ até o fim de 2018, com novos hotéis em Barcelona, Bodrum (Turquia), Abu Dhabi e Xangai.

"O luxo inspira a pessoa a se atualizar, a desejar visitar novos lugares e a se transformar. Com dados demonstrando uma mudança na percepção do luxo, estamos muito bem posicionados para oferecer experiências personalizadas e diferenciadas" diz Tina Edmunsson, que é executiva da rede.

“Com unidades localizadas em antigos palácios em Veneza e Viena, arranha-céus em Hong Kong e Dubai e refúgios nas Maldivas e no México, nosso portfólio apresenta uma variedade incomparável e nos permite superar as expectativas de nossos hóspedes em todo o mundo”, diz a Global Brand Officer da Marriott International.

“Para nós, o luxo inspira as pessoas a se atualizar, a desejar visitar novos lugares e a se transformar. Com dados atuais demonstrando uma mudança na percepção do luxo, estamos muito bem posicionados para oferecer experiências personalizadas e diferenciadas para a nova classe emergente”. 
Satisfação personalizada 
Um estudo global sobre luxo realizado em parceria com a Skift, a maior plataforma de inteligência de turismo atual, revelou que os viajantes nesse segmento têm como prioridade viver experiências transformadoras e autênticas, que ofereçam uma nova perspectiva do mundo.

Edmundson complementa: “os amantes do luxo de hoje desafiam os estereótipos tradicionais; para eles, o ápice do luxo é poder se distanciar da noção antiquada de ‘tempo’. Nossos hóspedes estão em busca de satisfação pessoal e veem nas experiências de viagem profundas e substanciais uma forma de se comunicar com seu ‘eu’ interior. Eles acreditam ser possível alcançar esse objetivo criando seus próprios pratos no Grand Cayman’s Culinary Studio, do Ritz-Carlton, priorizando o bem-estar com o programa JW Marriott’s Behind the Barre, recarregando as energias em uma vila sobre as águas no St. Regis Maldives ou explorando as cidades mais agitadas do mundo no W Insider”.

Com uma nova visão do luxo e foco nas expectativas e aspirações do viajante global, a Marriott International proporciona experiências altamente contextualizadas, alinhadas com o futuro do luxo: “acesso é o novo autêntico, e nossas marcas são a porta de entrada para diversas culturas e momentos únicos”, diz Edmundson.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

“Boca da Onça, a trilha que desgasta seu corpo, mas fortalece sua alma”

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Se nós destruirmos a criação, a criação nos destruirá

Papa Francisco, líder religioso

Vídeos

Mergulho com algas na Lagoa Misteriosa, em Jardim

Mais Vídeos

Eco Debate

CIRO ANTONIO ROSOLEM

O mito da água gasta pelo agronegócio

MARIA TEREZA JORGE PÁDUA

Quero ser defensora pública dos bichos

VALMIR BATISTA CORRÊA

Cutucando a onça