quarta, 01 de fevereiro de 2023
NAS ALTURAS

No verão, malha aérea deve crescer 12,6% e Centro-Oeste se destaca

28 NOV 2022 - 16h08Por REDAÇÃO

Mais uma boa notícia para o turismo e a comprovação de um cenário de retomada das operações aéreas no mercado doméstico. Estimativas da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), com dados registrados na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), apontam um crescimento de 12,6% no número de novos voos para a temporada de verão em relação ao registrado no ano passado. No total, o país deve contar com 163,3 mil voos a mais para o período.

Entre as regiões com o maior número de voos já previstos de dezembro de 2022 a março de 2023 estão o Sudeste, com 83,8 mil; o Nordeste, com 29,1 mil; e o Centro-Oeste, com 22,6 mil. Na Região Sudeste, a malha aérea na alta temporada de São Paulo deve ter 57.098 partidas, seguido por Rio de Janeiro (16.738), Minas Gerais (6.761) e Espírito Santo (3.232).

Já a Região Nordeste, a distribuição será da seguinte forma: a Bahia será responsável por 10.143 partidas, seguida por Ceará (6.151), Pernambuco (4.238), Rio Grande do Norte (2.143), Alagoas (2.014), Maranhão (1.311), Paraíba (1.289), Sergipe (1.001) e Piauí (861). Na região Centro-Oeste, por sua vez, o destaque no período do verão será o Distrito Federal, com 16.219 partidas, seguido por Goiás (3.013), Mato Grosso (1.868) e Mato Grosso do Sul (1.544).

A Região Norte será responsável por 6,8 mil voos de dezembro de 2022 a março de 2023. O Pará terá 2.358 partidas, seguido por Amazonas (1.811), Tocantins (831), Rondônia (557), Acre (561), Amapá (506) e Roraima (243). O Sul contará com mais de 20,7 mil voos de dezembro de 2022 a março de 2023, sendo que o Paraná terá 7.404 partidas, seguido por Santa Catarina (6.712) e Rio Grande do Sul (6.610).

Movimentação

Os números positivos do setor aéreo refletem, ainda, nas partidas e chegadas de passageiros. O Brasil registrou, em outubro de 2022, a movimentação de mais de 7,19 milhões de passageiros nos aeroportos do país. 

Segundo dados da ANAC, o número representou o terceiro melhor mês do ano, abaixo apenas dos meses de julho e agosto, que contabilizaram 7,65 e 7,29 milhões de passageiros, respectivamente. Entre os terminais que mais receberam viajantes no período estão o de Guarulhos/SP (3,07 milhões) e o de Brasília (1,21 milhão).

No acumulado do ano, de janeiro a outubro, a movimentação foi de 65,7 milhões nos terminais aeroportuários, número maior do que o registrado durante todo o ano de 2021 (59,5 milhões). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o montante de pessoas voando pelo país foi 21% maior.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Quando morre um rio, morremos todos, pois somos parte da humanidade que necessita do ambiente equilibrado

Gilberto Mendes Sobrinho, juiz federal de MS, ao determinar a recuperação do Rio Taquari, em 2013

Vídeos

Parque Ecológico Rio Formoso

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Cerimônia de formatura no Pantanal

JOÃO GUILHERME SABINO OMETTO

Do discurso da COP 27 à prática do agro brasileiro

LARISSA LANDETE

Comunicar sustentabilidade precisa ser uma jornada