sexta, 03 de abril de 2020
ACONTECE

Documentário “Eco - Cantos da Terra” terá pré-estreia em SP

25 JUL 2017 - 16h50Por Redação

Com apresentação no dia 28 de julho, às 20h30, será realizada a pré-estreia do longa documental “ECO – Cantos da Terra”, no Lab Mundo Pensante, no bairro do Bixiga, em São Paulo. Longa documental registra a pesquisa e processo composicional do concerto “ECO”, obra de Rodrigo Reis, que utilizou galho de árvore, apitos ornitológicos e conceitos de eco-filosofia.

Idealizado pelo esquizoanalista e ativista formação em Composição na Unesp em 2016 e dirigido pela cineasta independente Tânia Campos, o longa com duração de 90 minutos é um registro da pesquisa e do processo composicional do concerto “ECO”, apresentado em outubro do ano passado no Teatro Reynuncio Lima do Instituto de Artes (IA) da UNESP, na capital paulista.

Na obra composta para ensemble, Reis utilizou elementos como galho de árvore, apitos ornitológicos e motosserra para fazer uma dura crítica às políticas ambientais vigentes e exaltar a natureza e a vida. Além disso, investiu na linguagem da performance corporal e vocal para expressar e dar visibilidade a valores eco-ético-estéticos.

Em diálogo com os pensamentos de Nietzsche, Deleuze e Guattari; com a estética da Crueldade de Artaud e em sintonia com as propostas da Taanteatro Cia, o filme mostra os laboratórios de corpo-voz em Glossolalia Intensiva conduzido para 18 performers.

Em ressonância com o microtonalismo do compositor Giacinto Scelsi e na trilha de Bernie Krause, o filme mostra o projeto bioacústico de gravações da fauna na região serrana do sul de Minas Gerais, onde os cantos de 18 aves foram transcritos em partituras e orquestrados. 

Ativismo ecológico

De acordo com Reis, a comunicação com o público em geral sempre foi uma de suas preocupações face a uma linguagem tão hermética como é a da música contemporânea. Desta forma, o documentário apresenta “ECO” de uma forma didática, explicativa e acessível a todos os interessados.

“Minha principal motivação para produzir este vídeo-documentário, foi compartilhar com o público geral como é o cotidiano de trabalho e os problemas de um compositor contemporâneo durante um processo criativo. O que as pessoas vão ver no filme, que contém a íntegra do concerto, é a culminância artística de uma trajetória de 15 anos dedicados à música, à filosofia da diferença e à ecologia”, conta o compositor. 

ECO levou para a sala de concerto o ativismo ecológico. Seu caráter político pode ser traduzido como um manifesto do compositor voltado para valores e modos de existência Ecocentrados. "Coloco em questão o Antropocentrismo e os modelos patriarcais no contexto da modernidade racional-científica-industrial que inscreve seus valores hegemônicos em paradigmas hierárquicos e predatórios", conclui o músico.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Pesque, solte e volte sempre!

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Tordinhos do entardecer

XICO GRAZIANO

Ecologistas precisam evoluir sobre turismo natural

FRANCISCO OLIVEIRA

Trabalho informal nos lixões: um risco à vida dos catadores