domingo, 24 de outubro de 2021
CAMPO GRANDE

Autocine reabre na Semana do Patrimônio Cultural

17 AGO 2021 - 15h45Por REDAÇÃO

O projeto Autocine retoma suas exibições neste fim de semana e, para compor a agenda da “V Semana Municipal de Patrimônio Cultural – Semana de Valorização ao Patrimônio Cultural de Campo Grande” serão exibidas as produções regionais “Salas de Sonhos”, da diretora Marinete Pinheiro, e “Espero que te Encontre e que Estejas Bem”, de Natara Ney.

Com entrada gratuita, as exibições ocorrem dentro do campus da UFMS, no sábado e domingo, 21 e 22, às 19 horas e às 18 horas, respectivamente. Os portões abrem com meia hora de antecedência. A programação é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo (Sectur), com apoio do Governo do Estado, Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul, Dossel e Neoenergia.

O curta “Salas de Sonhos” fala do espaço entre a poesia e a memória emergindo na superfície da história da cidade que abrigou as Salas de Sonhos com magnitude e imponência. De 1910, quando Rafael Orrico inaugurou as vistas animadas no Arraial de Santo Antônio, até os dias atuais, passaram- se muitos filmes pelas salas de cinema de Campo Grande.  E este curta metragem nos faz adentrar ao mundo dos sonhos, da sétima arte, onde o escurinho mágico nos permite sair esfregando os olhos, quase pesados, como quem acabou de sair de um sonho.

O longa-metragem “Espero que te Encontre e que Estejas Bem” fala sobre amor. Em janeiro de 2011 um lote com 110 cartas de amor foi encontrado em uma Feira de Antiguidades, todas escritas por uma moradora de Campo Grande/MS para o seu noivo no Rio de Janeiro. Durante 2 anos, 1952/53, ela relata sobre a paixão e a distância. A partir desta descoberta, uma investigação se inicia para localizar este casal apaixonado e descobrir o desfecho do romance. Uma história sobre amor, tempo e memória.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Max Freitas, o Autocine se une à Semana do Patrimônio justamente por sua relevância histórica na Capital. “Histórias foram costuradas pelo Autocine, famílias se formaram a partir dos encontros que ocorreram nos tempos áureos do projeto. O Autocine viveu a transformação de Campo Grande, então nada mais justo do que contarmos com ele nesta programação”, diz ele.

 

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

REVITALIZAÇÃO DA LINHA INTERNACIONAL FOMENTA TURISMO DE COMPRAS

SÍLVIO DE ANDRADE

Vídeos

Bonito é referência nacional em saneamento

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Teses e antíteses ou todo fogo no Pantanal é agropastoril!

MANOEL MARTINS ALMEIDA

Fantástico, o Show da Morte!

THOMAZ LIPPARELLI

Pantanal, uma história que se repete