segunda, 05 de dezembro de 2022
ESTRATÉGIAS

São Paulo ganha primeiros hotéis Carbono Neutro do Brasil

25 MAR 2022 - 10h26Por REDAÇÃO

Em busca de diminuir os impactos ambientais que suas operações geram no planeta, a Atrio Hotel Management uniu-se ao Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBND) e entrou no Programa Selo Neutro de Carbono. Meta é neutralizar a emissão de carbono de todos os hotéis administrados. Ibis Santos Valongo e Novotel Santos Gonzaga são os primeiros hotéis certificados. 

“O nosso negócio está muito ligado às diretrizes climáticas da ONU. Temos que reconhecer que nossa atividade gera impacto ambiental e que precisamos trabalhar para diminuí-lo, em linha com a sustentabilidade do negócio e do setor, além de integrar, de forma efetiva e objetiva, a pauta do turismo responsável que é de todos nós”, diz Beto Caputo, presidente da empresa especializada no desenvolvimento, implantação e operação de hotéis, criada há 33 anos.

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a atividade é responsável por 8% das emissões globais de carbono (2019). É uma conta complexa, que inclui desde o transporte aéreo e terrestre dos passageiros, até o consumo de água dos viajantes nos destinos. Mas uma parte das “pegadas” de carbono são deixadas nos locais de hospedagem, nos quais há um grande consumo de energia elétrica, materiais plásticos e geração de lixo.

Para Rogério Iório, presidente do IBND, a questão climática não é mais algo para o futuro, é para agora. “Os projetos de Neutralização de Carbono do IBDN têm como objetivo colaborar com as empresas interessadas em diminuir seus impactos no planeta e ainda viabilizar a recuperação de áreas degradadas em parques e reservas, através do plantio de árvores nativas”, diz.

Envolvimento

Rui Medeiros, diretor regional de Operações da Atrio Hotel Management, explica que o projeto pretende engajar clientes e funcionários. Adicionalmente, as ações sustentáveis vão seguir as condições e necessidades de cada hotel. “Vamos partir de um plano macro e olhar o micro. Mas iniciativas como economia de água, diminuição do uso de plástico, separação do lixo, por exemplo, serão comuns a todos os nossos hotéis”, explica.

No final de um ano de projeto, o IBND faz o cálculo, seguindo os coeficientes do ministério da Energia do Brasil, que resulta no número de árvores a serem plantadas para compensar as emissões dos últimos 12 meses. As mudas vão fazer parte de uma área de reflorestamento da Atrio.

Pioneirismo

Entre as ações implantadas nas unidades estão a economia de luz, com aparelhos de ar condicionado mais eficientes, luzes com temporizador e uso racional dos elevadores. Também foi incentivado o uso de bicicleta pelos funcionários e a conscientização dos hóspedes em relação aos abusos. “De grão em grão as pequenas conquistas diminuem as emissões dos hotéis”, disse o presidente do IBND.

Os dois primeiros hotéis gerenciados pela Atrio a receberem o Selo Neutro de Carbono ficam em Santos, litoral paulista. São o Ibis Santos Valongo e o Novotel Santos Gonzaga. No total, ambos geraram mais de 100 toneladas de carbono. Para compensar essas emissões, 569 árvores vão ser plantadas até setembro deste ano.

“Nós poderíamos ter comprado crédito de carbono, mas a opção de reflorestar áreas degradadas é muito mais palpável. Todos vão poder visualizar a iniciativa”, destaca Fábio Bernardi, gerente do Hotel Ibis Santos Valongo.

Fontes limpas

E quando o assunto é baixar as emissões, o fator economia é um bônus importante para os negócios. Dos mais de 70 hotéis gerenciados pela Atrio Management, 38 recebem energia de fontes limpas (solar, eólica, geotérmica, maremotriz, de biomassa e hidráulica) e oito estão em migração para este sistema. É o chamado mercado livre de energia.

Além de diminuir as emissões das unidades onde está implantada, a energia limpa gerou, desde 2017, quando as migrações para o sistema começaram, uma economia de R? 3,8 milhões.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Nos dias de hoje, o pantaneiro é um ser que hesita entre o apego às tradições do passado e o apelo às inovações do mundo presente

Albana Xavier Nogueira, professora e escritora

Vídeos

Conheça a Reserva da Biosfera do Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

MÔNICA SCHIMENES

COP 27: mais do que promessas, precisamos de ações

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Pao, pão e pon sotaques do rio acima e rio abaixo

MARK DIKSON

COP27 reconhece o valor do trabalho híbrido para o futuro do planeta