sexta, 24 de maio de 2024
CONFERE

Rota Pantanal Bonito é destino ideal no feriadão

05 ABR 2023 - 06h56Por SILVIO DE ANDRADE

No feriado de Páscoa, de 7 a 9 de abril, os destinos turísticos da Rota Pantanal Bonito são um convite para quem busca descanso e tranquilidade ou experiências incríveis em meio à natureza. Banhos de cachoeiras, caminhadas por trilhas, mergulho em águas cristalinas, vivências com comitivas pantaneiras, pesca esportiva, cavalgadas, safaris fotográficos ou um city tour por monumentos de Corumbá, Miranda e Ladário, cidades de 244 anos.

Bodoquena: natureza, sombra e água fresca

Para o campo-grandense, a primeira opção da rota é Aquidauana (130 km, pela BR-262)), onde o atrativo mais badalado é a Estrada Ecológica (MS-450) do distrito de Piraputanga, com seus morros e o Rio Aquidauana e boa estrutura de hospedagem em hotéis, pousadas, pesqueiros e áreas de camping. Um passeio pela estrada, de beleza cênica, é um programa ideal em família: vales, sítios arqueológicos, banho de rio, observação de aves e a boa comida à base de peixe.

Morraria, onça e monumentos

A 70 km mais a oeste fica Miranda, a cidade mais antiga de Mato Grosso do Sul, fundada em 16 de julho de 1778. Assim como Aquidauana, integra o bioma Pantanal e o ecoturismo é forte na região, com passeios em hotéis-fazendas e pousadas e observação da fauna no cênico Rio Salobra, além da pesca. Distante 135 km de Bonito, Miranda surpreende o turista com a noite pantaneira e vale a pena visitar seus marcos históricos, como a estação ferroviária (1912).

Miranda: noite pantaneira é uma das atrações do destino

Seguindo pela BR-262, na fronteira com a Bolívia ficam Corumbá, a Capital do Pantanal, e Ladário, também fundadas em 1778, mas no mês de setembro. O Pantanal se descortina a partir das barrancas do Rio Paraguai, que as cercam. Antigo acesso à região, a Estrada Parque (MS-184/228) é uma ótima opção para observar animais silvestres, como a onça-pintada. Além da pesca esportiva, as cidades tem monumentos históricos, como o casario do porto, o portal da Marinha (1873), Cristo Rei do Pantanal e a Matriz de Nossa Senhora da Candelária (1885).

Rios cristalinos, cachoeiras e pesca

Jardim: Buraco das Araras

Integrando a Serra da Bodoquena, Jardim, Bonito e Bodoquena formam a região privilegiada pelos rios cristalinos que encantam turistas brasileiros e estrangeiros. Capital do Ecoturismo, primeiro destino carbono neutro do planeta, Bonito espera um incremento no fluxo turístico na Semana Santa (a rede hoteleira estima ocupação de 90%).  O destino tem mais de 40 atrativos, entre grutas, trilhas, mergulho, balneários, flutuação, passeios de bike e contemplação.

Banhados pelos rios da Prata e Salobra, transparentes como o Formoso (Bonito), Jardim e Bodoquena também se destacam no ecoturismo e atraem milhares de turistas. Jardim tem ainda o Buraco das Araras, maior dolina da América do Sul, e a cachoeira com maior queda livre de MS (156 metros), na Boca da Onça, fica em Bodoquena. Ao preferir viajar pelo Pantanal, o turista tem dois programas imperdíveis: Fazenda San Francisco, em Miranda, e o Cruzeiro Fluvial da Joicetur, em Corumbá. 

Acesse as redes sociais da Rota Pantanal Bonito:
Youtube
Instagram
Facebook

Mais informações:
Bonito Convention
Corumbá
Bonito/
Bodoquena
Fazenda San Francisco
Joicetur

(Assessoria de Imprensa da Rota Pantanal Bonito)
 

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O meio ambientalismo nunca preocupou-se com o meio ambiente. Suas ações são histéricas ou fanáticas em defender interesses inconfessos

Armando Arruda Lacerda, pantaneiro

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

PAULO DE GODOY

Os desafios da sustentabilidade da jornada de dados para IA

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Pantaneiros informam: respeitar não é idolatrar animais

FREDERICO BUSSINGER

Água, chuvas, enchentes: Lições aprendidas e a aprender