sábado, 23 de janeiro de 2021
AVENTURA

Rally dos Sertões começa com participação de equipe do Zagaia

21 AGO 2017 - 10h27Por Sílvio Andrade

Foi dada a largada no domingo (20) da 25ª edição do Rally dos Sertões, em Goiânia, que chega a Mato Grosso do Sul passando pelas cidades de Coxim, Aquidauana e finaliza em Bonito, dia 26. O Estado é representado neste segundo maior circuito off-road do mundo com a participação de uma equipe campinense patrocinada pelo Zagaia Eco Resort e Hotel Lucca.

A equipe do carro “Trovão Azul” é formada pelos pilotos Stefan Rohr e Adeiltom Santos, o Tomtom. A participação do Zagaia  no Rally dos Sertões, segundo o seu diretor executivo Guilherme Poli, que presenciou a largada da prova em Goiânia, consolida sua cultura off road.

 “O hotel promove anualmente um dos maiores eventos deste estilo no MS - Bonito na Trilha, que reúne jipeiros de todo o Brasil em busca de muitas aventuras em Bonito”, diz ele, entusiasmado com a passagem do Rally dos Sertões pelo maior destino de ecoturismo do País.

Guilherme Poli está apostando também na sua equipe, acreditando que tem chances de subir ao pódio, por ser um circuito que reserva muitas surpresas, daí a fama mundial da prova. “O nosso grande propósito é divulgar Bonito e Mato Grosso do Sul diante dos holofotes da imprensa mundial que acompanhará o rally, mas nossos pilotos são experientes e podem surpreender”, observa.

Bonito na Trilha

O diretor falou da vocação de Bonito para eventos que reúnem os amantes das estradas de terra e do compromisso do Zagaia em oferecer novas emoções aos turistas que visitam a região, ao citar o sucesso do Bonito na Trilha, que realizou em junho sua sexta edição.

Eu falo sempre que Mato Grosso do Sul pode até não ter praia para a gente pilotar uma lancha, mas o que sobra de terra, lama e pedra pra pilotar quadriciclos compensa", brinca Guilherme, em entrevista ao site Midiamax.

"Trovão Azul", pilotado pela equipe campinense, tem o patrocínio do resort Zagaia, um dos principais empreendimentos hoteleiros de Bonito

Esta última edição do Bonito na Trilha contou com a participação de 322 competidores em seus jeeps, camionetes e quadriciclos e realizou uma prova exclusiva para as mulheres, a “Arrancada do Batom”. Foram três dias de prova e 110 quilômetros de percurso com muitos obstáculos e desafios, entre lama e poeira.

A largada em Goiânia

A edição dos 25 anos de Rally dos Sertões é histórica. E não é apenas força de expressão! “É pelo alto nível técnico e elevado grau de dificuldade”, atestou Du Sachs, diretor-técnico da Dunas Race, organizadora do evento. Diferentemente de outros anos, a prova começará com uma especial (trecho cronometrado) extremamente exigente, com 306,82 quilômetros. “A 1ª etapa ser dura nunca aconteceu no Sertões. Vai ser uma surpresa”, enfatizou Sachs.

A prova começou realmente em ritmo forte, no domingo (20). Os vencedores da primeira etapa da competição (de Goiânia a Goianésia) foram Cristian Baumgart/Beco Andreotti (carros), Gregorio Caselani (motos), George Ximenes (quadriciclos) e Denisio Nascimento/Emílio Rockembach (UTVs). Foram 680,48 quilômetros, sendo 306,82 cronometrados.

O Rally dos Sertões 2017 conta com 280 participantes e 161 veículos, nas categorias carros (cross country e regularidade), UTVs e quadriciclos, além dos integrantes da expedição Sertões. Pela 15ª vez a prova elegeu Goiânia como ponto de largada. “Todos tiveram o prazer de conhecer as belezas do estado de Goiás”, afirmou Carlos Ronay, coordenador do Rally dos Sertões em Goiás.

Dos 3.300,06 quilômetros entre Goiânia e Bonito (MS), haverá 1.999,52 quilômetros de especiais (trechos cronometrados). Tudo isso cobrará muita intensidade de pilotos e navegadores. A prova chega a Mato Grosso do Sul no dia 24, entrando por Coxim, e segue para Aquidauana e Bonito, a chegada, no dia 26.

Detalhes do percurso em MS

Quinta-feira (24/08)
5ª Etapa
Barra do Garças (MT) a Coxim

Deslocamento Inicial – 13,85 km
Trecho Cronometrado – 438,86 km
Deslocamento Final – 213,30 km
Total do dia: 666,01 km
Será a espacial mais longa da edição de 25 anos do Rally dos Sertões. A prova começa com estradas de piçarra bem sinuosas, segue por regiões de reflorestamento, passa por algumas serras até alcançar área agrícola com longas retas (alta velocidade). Em seguida, fica travada novamente. Trechos de trial, com muitas pedras e segue para região mais plana. O final da especial tem muitas curvas e trechos de média e alta velocidade.

Primeiro dia da competição, em Goiânia: etapa de Mato Grosso do Sul começa na quinta-feira e passará por Coxim, Aquidauana e Bonito. Foto: Victor Eleotério/FotoP

Sexta-feira (25/08)
6ª Etapa
Coxim a Aquidauana

Deslocamento Inicial – 59,82 km
Trecho Cronometrado –  194,91 km
Deslocamento Final – 174,72 km
Total do dia: 429,45 km
A sexta especial do Rally dos Sertões será bem travada e dura no início. Trechos de piçarra com muitas pedras e lombas serão predominantes. Na segunda parte da especial, após  a descida da serra,  segue por estradas mais planas, com visual inesquecível.  A prova continua rápida até o final desta especial.

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana a Bonito

Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km
Para fechar a edição dos 25 anos com chave de ouro, esta especial será inesquecível, que irá exigir muito das máquinas e dos pilotos. Começa bem rápida e segue por fazendas com trechos bem sinuosos. Depois, por trechos de trial com muitas pedras. Nos últimos quilômetros, a prova volta a ficar rápida até a chegada. 

O Rally dos Sertões tem patrocínio de Honda, Mitsubishi, Divino Fogão e Caixa. Apoio institucional do Governo do Estado de Goiás, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul e Prefeitura Municipal de Bonito. Apoio de Pirelli, Cidade Alpha e Truckvan. Supervisão da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Acompanhe o Rally dos Sertões: www.sertoes.com

 

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Barco-hotel Vip: pesca no Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

ORLANDO DE SOUZA

A real paz de que o Turismo precisa

CAIO PENIDO

Os Serviços Ambientais e o Pacto AgroAmbiental

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pertencimento é pertencer ao Pantanal!