sexta, 19 de julho de 2024
LANÇAMENTO

Pinturas em cavernas brasileiras são destaque em websérie

Imagens estão retratadas na terceira temporada da websérie Pé no Parque

12 JUN 2019 - 10h30Por REDAÇÃO

Conhecido como um dos paraísos arqueológicos do Brasil, o Parque Nacional da Serra da Capivara, no interior do Piauí, abriga a maior concentração de pinturas rupestres das Américas. Os registros pré-históricos, de aproximadamente 12 mil anos, retratam cenas do cotidiano dos povos antigos e lembram lutas, rituais, danças e caças.

Essas descobertas pré-históricas estão registradas na nova temporada da websérie do movimento Pé no Parque, criado com o objetivo de incentivar o turismo e a valorização de áreas protegidas brasileiras.

O primeiro episódio da série estará disponível ao público em 12 de junho, no canal do Youtube do WikiParques. Ao todo, são quatro capítulos que retratarão aspectos naturais, culturais, históricos e turísticos da região. A cada quarta-feira, até 3 de julho, um novo episódio será publicado.

A websérie traz no enredo a trajetória da arqueóloga Niède Guidon, responsável por fazer as primeiras escavações na Serra da Capivara, que revolucionaram o conhecimento sobre a pré-história do ser humano no continente americano.

As descobertas foram essenciais para que o local fosse reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade. São mais de 1,3 mil sítios arqueológicos mapeados, sendo 204 abertos à visitação. Não há cobrança de ingresso e o acesso dos visitantes deve ser feito com a companhia de um guia credenciado.

Além das pinturas rupestres, o parque concentra as belezas da Caatinga, bioma presente no semiárido brasileiro. Nesse contexto, a websérie mostra a diversidade da fauna e retrata a transição de cores da vegetação, passando ao longo do ano do seco intenso com tons esbranquiçados ao verde exuberante. Entre as espécies presentes estão a onça-parda, o veado-catingueiro, o tamanduá-mirim e o tatu-bola, além de uma impressionante variedade de cactos, como o mandacaru e o xique-xique.

A necessidade de conservação desse importante remanescente de Caatinga com a proteção dos sítios arqueológicos do local resultou na criação do Parque Nacional da Serra da Capivara, em 1979. No local, o visitante também tem acesso a mirantes, passarelas que passam por fendas em cânions e diferentes opções de ecoturismo, como a observação de aves.

A websérie do Pé no Parque também traz depoimentos emocionantes de moradores do entorno da unidade de conservação que tiveram suas vidas transformadas pela criação do parque.

“As belas paisagens e as histórias retratadas na websérie são uma maneira de valorizar o parque e estimular a visitação. A melhor forma de preservar é conhecendo e o turismo é um importante recurso de transformação e desenvolvimento”, destaca a diretora-executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

Segundo a roteirista da websérie, Duda Menegassi, o turismo e as pesquisas arqueológicas geraram emprego e riqueza, tornando-se o principal vetor de desenvolvimento da região.

“Nas comunidades mais próximas, a criação do parque trouxe escolas, postos de saúde, universidades, museus e transformou o pensamento das pessoas, que são extremamente gratas ao parque. Na comunidade, muitos moradores trabalham com algo relacionado ao parque ou indiretamente, como restaurantes e pousadas”, ressalta.

O movimento

O Pé no Parque é um movimento conjunto da Associação O Eco, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e WikiParques que busca aproximar os brasileiros dos parques nacionais a partir do poder transformador do audiovisual. A primeira ação do movimento é a produção de uma websérie sobre unidades de conservação em diferentes partes do Brasil.

As primeiras temporadas trouxeram ao público os parques nacionais de São Joaquim (SC) e Supergüi (PR). Ainda em 2019, outros dois parques de biomas e regiões diferentes deverão ser apresentados em novas webséries e ações de mobilização com as comunidades e nas redes sociais.

Serviço:

Episódio 1: “O Parque é nosso”, disponível em 12/06

Episódio 2: “Arqueologia e conservação”, disponível em 19/06

Episódio 3: “Herdeiros da pré-história”, disponível em 26/06

Episódio 4: “Para além das pinturas rupestres”, disponível em 03/07

Acesso aos vídeos no canal do WikiParques no Youtube.

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Fogo Classe P de Pantanal

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Um Caminho