terça, 26 de janeiro de 2021
MORRO DO AZEITE

Passe o carnaval curtindo a natureza na beira do rio

09 JAN 2020 - 13h00Por SÍLVIO DE ANDRADE

Quer fugir do fervo no período carnavalesco? A pousada Morro do Azeite Ecolodge, localizada no encontro do tríplice limite entre Miranda, Aquidauana e Corumbá, distante 300 km a Oeste de Campo Grande, reabre para a temporada de 2020, no dia 21 de fevereiro, oferecendo um pacote especial para quem prefere o sossego com direito ao desfrute das belezas do Pantanal sul-mato-grossense.

O destino situa-se no meio da rica fauna e flora da região, às margens do Rio Miranda e ao lado do Morro do Azeite, que fica próximo à BR-262 (km 653 da rodovia) e ao Buraco da Piranha – entroncamento com a MS-184, a Estrada-Parque de Corumbá. Da rodovia são 800 metros até a sede, que surpreende pela arquitetura e requinte.

Cercado de muito verde, amplos apartamentos e salões de jogos, de estar e de jantar e piscina opera como pousada há dois anos. A construção é imponente, em madeira de aroeira e quebracho, ideal para vivenciar a natureza de forma prazerosa – a dois ou em família.

Salão de entretenimento revela a arrojada arquitetura de madeira em aroeira e quebracho

Pacote Folia

Com dez apartamentos (capacidade para 28 hóspedes), Morro do Azeite Ecolodge opera com pesca esportiva e ecoturismo. Nesse período de proibição da pesca, cuja temporada é retomada em março, o grupo decidiu abrir a pousada com um pacote especial para o carnaval, que inclui hospedagem e passeios opcionais de barco pelos rios Miranda e Vermelho.

A pousada oferece uma opção de hospedagem para o período de 21 a 25 de fevereiro – quatro noites e três dias -, incluindo pensão completa, pelo valor de R$ 1.520,00. Crianças até cinco anos de idade não paga; de seis a 12 anos, metade da tarifa.

Apartamentos de luxo é um diferencial em atrativo para pesca e ecoturismo no Pantanal

Os passeios de barco e canoa canadense, com reservas antecipadas, nos rios Miranda e Vermelho, custam R$ 400,00 para quatro pessoas e duram 2h30. Vale a pena navegar por esses afluentes do Rio Paraguai para contemplar a rica fauna do lugar, ouvir o barulho dos bugios, que se comunicam por meio de gritos de até 130 decibéis, e o sobrevoo da passarada. É possível avistar uma onça-pintada nas prainhas. Os jacarés fazem pose para as fotos...

Destino de pesca

A área de potencial turístico da Estrada-Parque do Pantanal, que compreende o complexo do Passo do Lontra, ao qual se integram o Morro do Azeite Ecolodge e outras pousadas, grandes hotéis e pesqueiros, atrai visitantes do Brasil e do exterior pela sua biodiversidade e pesca abundante.

Pesca no Rio Miranda é um dos atrativos da pousada

O Morro do Azeite Ecolodge lhe proporcionará uma experiência diferenciada de pescaria e ecoturismo. Uma aventura única no coração do Pantanal. O Ecolodge é o encontro da exuberância do ecossistema, da aventura e do conforto de um hotel prime.

Cozinha e restaurante: serviços de alto padrão
 

A pousada está estrategicamente localizada às margem do Rio Miranda, considerado um dos mais piscosos de Mato Grosso do Sul, a 30 minutos de barco do Rio Vermelho (berçário de peixe, onde é permitido somente pesque e solte) e a 55 minutos do encontro do Miranda com o Rio Aquidauana. Garantia de excelentes pontos de pesca.

As espécies mais comuns são: pacu, pintado, jau e piavuçu. Mas o dourado tem reservado grandes emoções aos pescadores. O “Rei do Rio” tem sido uma das espécies mais fisgadas, reflexo da proibição da captura nos últimos anos. As pescarias são realizadas em lanchas com motores 40 hp ou 90 hp (incluso piloteiros e gasolina). Grupos exclusivos a partir de 16 pessoas. 

Trilha do Morro

Uma das atividades diferenciadas, não disponível para o período do carnaval, é aventurar-se no meio da mata para desbravar o Morro do Azeite, onde, segundo Monteiro Lobato, haveria petróleo. Estudos realizadas no passado encontraram um tipo de óleo concentrado na água, de cor escura, daí o nome do lugar.

Morro do Azeite está situada a 100 km de Miranda, próxima a entrada para a Estrada-Parque do Pantanal

Saindo da pousada de barco, em 10 minutos chega-se a mata, onde se inicia uma caminhada ingrime até o topo do morro, com duração de uma hora. A escalada para contemplação da natureza exige preparo físico, mas vale o esforço: o cenário da planície pantaneira, com seus caminhos de água, é deslumbrante.

Área de lazer aquática em meio à natureza

Outra caminhada é a Trilha do Acuri (Bacuri), nome de palmeira nativa do Pantanal. A trilha ecológica de 2hs passa por um acurizal, em contato com a flora da região conhecendo suas funções e importância para o equilíbrio do ecossistema pantaneiro. Durante o trajeto, é possível avistar os animais que vivem neste ambiente, além das arvores e plantas, utilizadas pela medicina.

A pousada oferece, ainda, um day use no Hotel-Fazenda São João, na Estrada-Parque, distante 30 km. O atrativo explora o ecoturismo, consorciado com a pecuária, e o passeio inclui cavalgada, caminhada e safári pela estrada ecológica, além de um delicioso almoço pantaneiro. Lugar de grande concentração de araras-azuis e animais, inclusive a onça-pintada.

Mais informações:
Whatsapp: 67 998649898/998224516
www.morrodoazeite.com.br

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Barco-hotel Vip: pesca no Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

ORLANDO DE SOUZA

A real paz de que o Turismo precisa

CAIO PENIDO

Os Serviços Ambientais e o Pacto AgroAmbiental

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pertencimento é pertencer ao Pantanal!