sexta, 19 de julho de 2024
"ALMA LAVADA"

Noite do Banho de São João reforça tradição singular

24 JUN 2017 - 13h50Por Redação

A principal noite do Arraial do Banho de São João, no Porto Geral de Corumbá, esta sexta-feira, 23, foi um passo importante para que a manifestação obtenha o registro de bem imaterial nacional, concedido pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). As mais de 100 famílias de festeiros que desceram a ladeira Cunha e Cruz para banhar a imagem do santo nas águas do Rio Paraguai, preservaram uma tradição centenária do povo da cidade. Exatamente por isso, a transforma na maior festa junina do Mato Grosso do Sul. 

Todos os componentes históricos da festa, singular no País e que já é patrimônio imaterial de Mato Grosso do Sul, tiveram sua clara manifestação. Quem foi ao Porto Geral assistiu ao cortejo – rito que acontece há séculos – com as passagens por baixo dos andores e reverências entre festeiros no encontro na ladeira, que leva para o batismo do santo nas águas do rio Paraguai. A festa, que segue até domingo, 25, é realizada pela prefeitura e tem  apoio do Governo do Estado. 

Cururueiros, com suas violas de cocho, deram o tom da celebração, que contou ainda com elevação do mastro de São João ao som de uma tradicional roda de cururu e siriri. À zero hora deste sábado, uma queima de fogos iluminou o circuito da festa anunciando a chegada do dia de São João Batista, que, segundo a bíblia, teria batizado Jesus Cristo nas águas do rio Jordão. Nessa hora, também, na prainha do Porto Geral, famílias inteiras de festeiros e devotos do santo mantinham o ritual de “lavar a alma” nas águas do principal rio pantaneiro.

 “Vimos aqui o ápice da festa, com a descida dos andores de mais de cem festeiros, mantendo essa nossa tradição singular”, enfatizou o diretor-presidente da Fundação da Cultura de Corumbá, Luiz Mário Cambará. Alfredo Ferraz, um dos mais conhecidos festeiros de São João da cidade, definiu – em poucas palavras – o sentimento e a importância do banho de São João. “É um momento sublime, de muita emoção e renovação da fé. É aqui, nessa hora, que São João nos dá força para que, no próximo ano, estejamos aqui mantendo a tradição de homenageá-lo”.

 História, cultura e tradição

  “Tudo está muito relacionado à nossa cultura, nossa história. Cada gesto, de cada festeiro, é importante para todos nós”, afirmou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira ao destacar que o Arraial do Banho de São João é um dos mais importantes eventos da cultura corumbaense.

 Participando da festa com o andor oficial da prefeitura de Corumbá, o chefe do Executivo Municipal enfatizou que a festa tem muita força na cidade porque é originária diretamente da fé e devoção popular. Ruiter lembrou que cada festeiro celebra o santo na própria casa, com novena em família, andor, altar e mastro de São João.

 A preservação da história, memória, cultura e tradição valem o empenho do Município em garantir estrutura para o Banho do São João nas águas do rio Paraguai. “Todo o sacrifício em fazer essa festa tradicional e cultural de nossa cidade se justifica para tenha, sempre, um brilho especial, principalmente este ano que estamos quase fechando o reconhecimento como bem imaterial da cultura nacional. É importante para Corumbá que consigamos. Temos a parceria com o Governo do Estado, que está presente, e nos ajudando a ampliar a festa, e fazer com que, cada vez mais, esses momentos tenham potencial de atrair e potencializar a divulgação do nosso município”, completou o prefeito.

 Na segunda gestão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, o Banho de São João foi registrado como bem imaterial do Estado de Mato Grosso do Sul. Em 2010, também durante sua administração, teve início o processo que pede o Registro da manifestação religiosa como bem imaterial nacional.

Também participaram do andor oficial o secretária de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery de Freitas Júnior, que representou o governador Reinaldo Azambuja. Ele lembrou de sua ligação com Corumbá, onde seus pais se casaram e moraram, e das lembranças desde a infância, onde a celebração do São João estão ainda vivas em sua memória. “O reconhecimento do Banho de São João cada vez mais potencializará o nosso turismo cultural, religioso e histórico”, destacou.

Potencial turístico 

Acompanha o Arraial do Banho de São João, os jornalistas de uma Press Trip do Ministério do Turismo (MTur). Os profissionais – de cinco veículos de comunicação – fazem parte de uma estratégia do MTur que busca desenvolver ações de promoção, comercialização e de comunicação do potencial turístico da festa realizada na cidade que tem como peculiaridade o banho do santo nas águas do rio Paraguai. 

Corumbá é um dos cinco destinos selecionados para receber ações de promoção e divulgação do Ministério do Turismo. Por meio de edital de chamada pública, a pasta trabalha na transformação dos festejos juninos em um produto turístico com a cara do Brasil. Além do município sul-mato-grossense foram contempladas no edital Bragança (PA), Campina Grande (PB), São Luís (MA) e Belo Horizonte (MG).  A divulgação do Ministério do Turismo não tem custo algum para o município.

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Fogo Classe P de Pantanal

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Um Caminho