quarta, 01 de fevereiro de 2023
NOVA GESTÃO

No Mtur, Daniela Carneiro prega 'união, inclusão e reconstrução'

03 JAN 2023 - 12h24Por REDAÇÃO

Fortalecer o turismo significa gerar mais renda, mais empregos e combater à fome”. Foi o que ressaltou a nova ministra do turismo, a fluminense Daniela Carneiro, 46 anos, durante a cerimônia de apresentação realizada em Brasília (DF). 

Para uma plateia repleta de líderes políticos e servidores, a nova gestora da pasta destacou o potencial econômico do turismo brasileiro, o novo momento do setor iniciado neste ano e pregou a união com os dirigentes e entidades, com o trade turístico e a sociedade.

“É muito emblemático que esse momento que estamos iniciando hoje aconteça no mês em que o Ministério do Turismo completa 20 anos de existência, tendo sido criado ainda durante o primeiro mandato do presidente Lula, um líder que traz no seu DNA a confiança na importância do Turismo como indutor econômico, um segmento que envolve mais de 50 atividades econômicas, e que antes da pandemia, representava 8% do nosso PIB, um percentual impossível de ignorar e que pode e deve ser ainda maior, alcançando a estatura de todo o nosso potencial”, disse Daniela.

Custo da passagem aérea

A nova gestora do turismo nacional declarou ainda que buscará resolver, com urgência, o alto valor das passagens aéreas, junto aos ministérios da Fazenda, Transportes, Planejamento, entre outros. O preço do ticket aéreo tem dificultado o incentivo ao turismo dentro do país. Outro item pontuado por Daniela foi a recomposição orçamentária, já que o Ministério do Turismo tem um orçamento anual para 2023 previsto em R$ 19 milhões, uma redução de 74% em comparação com o ano anterior.

Em seu discurso, a nova ministra relatou também a necessidade da promoção de um turismo mais inclusivo para que todas as pessoas, independentemente de suas habilidades ou deficiências, possam ter acesso às atividades turísticas e com atenção especial às nossas crianças e adolescentes. “É necessário promover um turismo associado à defesa dos direitos da criança e do adolescente, com o objetivo de dizimar a exploração sexual e o trabalho infantil. Vamos mostrar ao mundo toda a nossa alegria, pluralidade, diversidade étnica e cultural”, falou.

Liderança feminina

O futuro presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Marcelo Freixo, agradeceu a ministra pelo convite para comandar o braço internacional do turismo brasileiro e a parabenizou por aceitar o desafio à frente da Pasta. 

“Que bom ter uma mulher à frente de uma pasta tão importante, tão decisiva para o desafio do século 21, porque a gente precisa gerar emprego, gerar renda e precisa ter uma articulação que o turismo oferece muito mais do que outros setores. É um potencial enorme do Brasil inteiro”, declarou.

A liderança feminina e a inovação à frente do Ministério do Turismo também foram destacadas pelo vice-presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur), Bruno Giovani. 

“Isso muito representa, de fato, o que a gente fala de inovação e diversidade nessa área. É um momento único que tanto a ministra Daniela e o presidente Marcelo vão ter, de poder ter uma sinergia entre os órgãos e as Pastas. Isso faz muita diferença na aplicação das políticas públicas. Estamos à inteira disposição para criar o momento ideal que o Brasil precisa”, pontuou.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Quando morre um rio, morremos todos, pois somos parte da humanidade que necessita do ambiente equilibrado

Gilberto Mendes Sobrinho, juiz federal de MS, ao determinar a recuperação do Rio Taquari, em 2013

Vídeos

Parque Ecológico Rio Formoso

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Cerimônia de formatura no Pantanal

JOÃO GUILHERME SABINO OMETTO

Do discurso da COP 27 à prática do agro brasileiro

LARISSA LANDETE

Comunicar sustentabilidade precisa ser uma jornada