quarta, 01 de fevereiro de 2023
NOVA GESTÃO

NA ROTA PANTANAL-BONITO, BODOQUENA MUDA A GESTÃO E O FOCO NO TURISMO

17 JAN 2023 - 07h27Por REDAÇÃO

Um dos principais destinos de ecoturismo da Rota Pantanal-Bonito, Bodoquena começa a se estruturar para potencializar seus atrativos e melhorar os serviços em toda a cadeia do turismo. Ao assumir recentemente a secretaria de Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, a empresária Fádua Fazzi tem como metas a união do trade turístico, a implantação do voucher de visitação e o aumento do fluxo de turistas.

“Estamos localizados em uma região estratégica, entre dois biomas (Pantanal e Serra da Bodoquena), e Bodoquena precisa se tornar de fato um destino e não apenas uma parada de quem visita Bonito e Pantanal”, pontua a secretária, que atua no segmento há muitos anos na gerência de um atrativo e de agências de turismo. “Vamos criar condições para que Bodoquena tenha mais serviços e o turista permaneça mais dias na nossa cidade”, sinaliza.

Prefeito Kazu Horii e a secretária de Turismo: novos projetos

O primeiro passo para reordenar o turismo na região, segundo a titular da pasta, é “pensar junto com o trade” para promover o desenvolvimento e fortalecer o setor. “A integração é fundamental nesse momento, precisamos crescer, mas com união, estarmos juntos num só propósito”, diz ela. Fazzi quer uma atuação mais forte também junto à Instância de Governança Regional (IGR) da Rota Pantanal-Bonito e com a Fundação de Turismo do Estado.

Balneário municipal

“A criação desses circuitos turísticos como a Rota Pantanal-Bonito e a presença das IGRs na interlocução entre os municípios, fortalecem os destinos e facilita o próprio turista a ter uma percepção melhor do que pode fazer ao visita-los”, observa a secretária. “O BCVB (Bonito Convention & Visitors Bureau) está totalmente inserido e preparado para gerir a rota, vai agregar muito com a estrutura que está criando para trabalhar a divulgação dos destinos.”

Ainda conhecendo a estrutura organizacional da secretária, a empresária adiantou que, de acordo com a visão do prefeito Kazu Horii, a cidade serrana precisa ser preparada para receber o visitante, desde a sinalização turística e a capacitação de mão-obra de todos os segmentos que envolvem o setor – condição essencial para aumentar o número de visitantes. Outra ação será inserir a própria população, que pouco usufrui e conhece as belezas naturais da região.

Fádua Fazzi: "A integração com o trade é fundamental nesse momento, precisamos crescer, mas com união"

Em relação ao voucher (reserva direta dos atrativos via agências de turismo, com controle de visitação), o sistema já foi criado e regulamentado, porém ainda não aplicado. “Vamos dar sequência na parte operacional do voucher em uma ação conjunta com os empresários”, informa Fádua Fazzi. A reforma e reabertura do balneário municipal (distante 10 km da cidade, no sentido Bonito, pela MS-178), espaço hoje fechado, está no plano de reordenamento.

Atrair investimentos

“Bodoquena tem tudo para crescer seu turismo com sustentabilidade, hoje temos mais de dez atrativos com várias atividades de ecoturismo e 490 leitos na cidade e zona rural. O município é uma grande oportunidade para investimentos, principalmente na área de gastronomia, um dos nossos gargalos. Esta é a visão do prefeito Kazu Horii, ou seja, despertar esse olhar empreendedor do empresariado nas potencialidades do nosso turismo”, aposta a secretária. 

A cidade se estrutura para receber os turistas

A nova gestão também pretende criar o Observatório de Turismo do Bodoquena, uma ferramenta de gestão a qual gera e concentra informações científicas e estatísticas, que auxiliam na realização de diagnósticos e prognósticos, na elaboração de planejamentos e planos de ação, tornando-se a principal fonte de dados oficiais turísticos sobre o destino. A participação em feiras e maior divulgação do destino completam as ações da secretaria.

Distante 260 km de Campo Grande, pela BR-262 e MS-319, Bodoquena está localizada a apenas 60 km de Miranda (Pantanal) e 70 km de Bonito (Serra da Bodoquena), formando um cinturão turístico de grande expressão ambiental formado por rios e córregos com água transparente e cânions e vales de beleza cênica. Nesse cenário, estão os atrativos do lugar - quedas d’água, flutuação, trilhas, balneários, rapel, boia cross e observação da fauna e flora.

(Assessoria de Imprensa da Rota Pantanal-Bonito)
 

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Quando morre um rio, morremos todos, pois somos parte da humanidade que necessita do ambiente equilibrado

Gilberto Mendes Sobrinho, juiz federal de MS, ao determinar a recuperação do Rio Taquari, em 2013

Vídeos

Parque Ecológico Rio Formoso

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Cerimônia de formatura no Pantanal

JOÃO GUILHERME SABINO OMETTO

Do discurso da COP 27 à prática do agro brasileiro

LARISSA LANDETE

Comunicar sustentabilidade precisa ser uma jornada