segunda, 22 de julho de 2024
NOVA GESTÃO

NA ROTA PANTANAL-BONITO, BODOQUENA MUDA A GESTÃO E O FOCO NO TURISMO

17 JAN 2023 - 07h27Por REDAÇÃO

Um dos principais destinos de ecoturismo da Rota Pantanal-Bonito, Bodoquena começa a se estruturar para potencializar seus atrativos e melhorar os serviços em toda a cadeia do turismo. Ao assumir recentemente a secretaria de Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, a empresária Fádua Fazzi tem como metas a união do trade turístico, a implantação do voucher de visitação e o aumento do fluxo de turistas.

“Estamos localizados em uma região estratégica, entre dois biomas (Pantanal e Serra da Bodoquena), e Bodoquena precisa se tornar de fato um destino e não apenas uma parada de quem visita Bonito e Pantanal”, pontua a secretária, que atua no segmento há muitos anos na gerência de um atrativo e de agências de turismo. “Vamos criar condições para que Bodoquena tenha mais serviços e o turista permaneça mais dias na nossa cidade”, sinaliza.

Prefeito Kazu Horii e a secretária de Turismo: novos projetos

O primeiro passo para reordenar o turismo na região, segundo a titular da pasta, é “pensar junto com o trade” para promover o desenvolvimento e fortalecer o setor. “A integração é fundamental nesse momento, precisamos crescer, mas com união, estarmos juntos num só propósito”, diz ela. Fazzi quer uma atuação mais forte também junto à Instância de Governança Regional (IGR) da Rota Pantanal-Bonito e com a Fundação de Turismo do Estado.

Balneário municipal

“A criação desses circuitos turísticos como a Rota Pantanal-Bonito e a presença das IGRs na interlocução entre os municípios, fortalecem os destinos e facilita o próprio turista a ter uma percepção melhor do que pode fazer ao visita-los”, observa a secretária. “O BCVB (Bonito Convention & Visitors Bureau) está totalmente inserido e preparado para gerir a rota, vai agregar muito com a estrutura que está criando para trabalhar a divulgação dos destinos.”

Ainda conhecendo a estrutura organizacional da secretária, a empresária adiantou que, de acordo com a visão do prefeito Kazu Horii, a cidade serrana precisa ser preparada para receber o visitante, desde a sinalização turística e a capacitação de mão-obra de todos os segmentos que envolvem o setor – condição essencial para aumentar o número de visitantes. Outra ação será inserir a própria população, que pouco usufrui e conhece as belezas naturais da região.

Fádua Fazzi: "A integração com o trade é fundamental nesse momento, precisamos crescer, mas com união"

Em relação ao voucher (reserva direta dos atrativos via agências de turismo, com controle de visitação), o sistema já foi criado e regulamentado, porém ainda não aplicado. “Vamos dar sequência na parte operacional do voucher em uma ação conjunta com os empresários”, informa Fádua Fazzi. A reforma e reabertura do balneário municipal (distante 10 km da cidade, no sentido Bonito, pela MS-178), espaço hoje fechado, está no plano de reordenamento.

Atrair investimentos

“Bodoquena tem tudo para crescer seu turismo com sustentabilidade, hoje temos mais de dez atrativos com várias atividades de ecoturismo e 490 leitos na cidade e zona rural. O município é uma grande oportunidade para investimentos, principalmente na área de gastronomia, um dos nossos gargalos. Esta é a visão do prefeito Kazu Horii, ou seja, despertar esse olhar empreendedor do empresariado nas potencialidades do nosso turismo”, aposta a secretária. 

A cidade se estrutura para receber os turistas

A nova gestão também pretende criar o Observatório de Turismo do Bodoquena, uma ferramenta de gestão a qual gera e concentra informações científicas e estatísticas, que auxiliam na realização de diagnósticos e prognósticos, na elaboração de planejamentos e planos de ação, tornando-se a principal fonte de dados oficiais turísticos sobre o destino. A participação em feiras e maior divulgação do destino completam as ações da secretaria.

Distante 260 km de Campo Grande, pela BR-262 e MS-319, Bodoquena está localizada a apenas 60 km de Miranda (Pantanal) e 70 km de Bonito (Serra da Bodoquena), formando um cinturão turístico de grande expressão ambiental formado por rios e córregos com água transparente e cânions e vales de beleza cênica. Nesse cenário, estão os atrativos do lugar - quedas d’água, flutuação, trilhas, balneários, rapel, boia cross e observação da fauna e flora.

(Assessoria de Imprensa da Rota Pantanal-Bonito)
 

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

Cavalo Pantaneiro, patrimônio genético

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Weslleysson, o novo peão pantaneiro

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Frei Marianno, Pacalalá e Gabriel Barbosa, três heróis e um ato só 

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia