segunda, 02 de agosto de 2021
INOVAÇÃO

Murais ecológicos ao redor do mundo ganham versão noturna

02 DEZ 2020 - 16h34Por REDAÇÃO

A Converse, criadora do famoso modelo de tênis All Star, continua determinada em suportar o progresso ao redor do mundo, também no que diz respeito à sustentabilidade. A marca criou este ano o projeto Converse City Forests, uma série de murais ao redor do mundo que utiliza tinta fotocatalítica, que acumulam também a função de filtrar o ar.

Pensando em gerar reflexões sobre o tema, desde o dia 28 de novembro, das 18h às 22h, o mural receberá animações projetadas que contarão mais sobre os elementos representados na arte enquanto busca conscientizar sobre a forma como nos relacionamos atualmente com o meio ambiente. A empena poderá ser vista pelos transeuntes do Minhocão, ruas próximas e sacadas dos prédios de São Paulo. As projeções serão feitas pelo Studio Curva.

A empena feita pelo artista Rimon Guimarães. A região central foi a localização escolhida devido o grande fluxo de pessoas e carros, para que a tecnologia da tinta possa ter o efeito desejado. O projeto no Brasil equivale ao plantio de 750 árvores. A obra feita por Rimon tem o nome de "Pindorama" e é baseada em referências e pesquisas dos povos originários brasileiros e um imaginário indígena como indivíduo.

No mural, o artista pintou o pássaro, a onça pintada, que são animais simbólicos para os povos originários, por exemplo Kianumaka-Maná deusa onça do povo Menihaku. A paisagem remete aos tempos de quando São Paulo não era uma selva de pedra e se podia ver o horizonte com serras ao fundo, também os rios em abundância simbolizado pelos tons de azuis, com referências aos quatro elementos: terra, fogo como sol, água representada por azul e ar como pássaro.

Na obra, além da onça, há uma planta e o sol representando a fauna e flora brasileira e uma personagem assexuada que surge ostentando uma vestimenta ritualística feminina Jurupixuna, registrada no século XVIII por Alexandre R.F. em suas expedições. Já a face com a máscara foi um apanhado do estilo de Rimon inspirado por pinturas faciais Kayapó e Xikrin.

Outros murais já finalizados ficam nas cidades de Bangkok, Warsaw, Belgrade, Santiago, Sydney, Lima, Johannesburg, Manila, México e Ho Chi Minh City. A Converse tem como objetivo até o final deste ano pintar mais de 14.000 m2 de murais ao redor do mundo, que juntos equivalem ao plantio de aproximadamente 40.000 árvores.

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

É a nova Genesis, o pantaneiro deixou de ser invisível

Pantaneiro Armando Lacerda, sobre a chegada da energia elétrica no Pantanal

Vídeos

Embratur promove o turismo doméstico

Mais Vídeos

Eco Debate

LUIZ AUGUSTO PEREIRA DE ALMEIDA

O paradoxo das águas

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Maraboho

FELIPE BARROSO

Alerta ao marco legal do saneamento: desafios em prol do meio ambiente