sábado, 24 de fevereiro de 2024
ÁGUAS DO AGRO

MS se destaca com ação regional de preservação ambiental

03 OUT 2021 - 10h13Por MARCELO ARMÔA/Semagro

Garantir o bom uso de recursos naturais é um dos desafios na agricultura, mas também se configura como uma oportunidade para o Brasil, que, nos últimos anos, registrou avanços para produção agrícola com práticas sustentáveis e de preservação do meio ambiente. O Mapa (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) lançou em Bonito o Águas do Agro (Programa Nacional de Manejo Sustentável do Solo e da Água em Microbacias Hidrográficas).

O evento, que contou com a presença do secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) marcou as comemorações dos 1000 dias do governo federal. “O programa Águas do Agro concilia o aumento de produtividade com a preservação dos recursos naturais, em especial, do solo e da água”, comentou Verruck.

“Em Mato Grosso do Sul – prosseguiu -, já incentivamos a adoção de práticas sustentáveis de preservação do solo e da água em propriedades rurais por meio do Prosolo (Plano Estadual de Manejo e Conservação do Solo e Água) e, especificamente na região de Bonito, temos a Câmara Técnica de Conservação de Solo e Água, por meio da qual temos realizado um trabalho fundamental de conciliação da produção agropecuária com a atividade do turismo e o meio ambiente na região”.

O Prosolo é realizado pela Semagro e norteia as ações de implementação de sistemas de recuperação e conservação do solo e da água. Para isso, está sendo feita a identificação das principais causas da degradação e da integração entre as práticas de manejo em áreas de produção agropecuária.

O Plano busca o desenvolvimento sustentável, gerando riquezas, qualidade de vida e conservação dos recursos naturais através da conjugação da parceria de setores público e privado. A partir de uma política estruturante, o Governo do Estado espera a adoção de boas práticas de produção e sustentabilidade

Já a Câmara Técnica de Conservação de Solo e Água, vinculada à Semagro, tem como atribuição a emissão de pareceres e de recomendações técnicas acerca do Projeto Técnico de Manejo e de Conservação de Solo e Água nas áreas de contribuição das bacias hidrográficas do Rio da Prata, Rio Formoso e dos rios Betione e Salobra nos municípios de Bodoquena, Jardim, Bonito e Miranda.

Técnicas de manejo e conservação do solo e da água são  difundidas em Bonito com o avanço da agricultura

Programa Águas do Agro

O Programa Águas do Agro irá promover o desenvolvimento sustentável no meio rural por meio da adoção de tecnologias e práticas de conservação de solo e água, com o manejo eficiente dos recursos naturais. Afinal, o produtor rural também produz água ao explorar o solo de forma equilibrada e sustentável. É o que o explica a coordenação-Geral de Conservação do Solo e Água, Soraya Araújo.

“O solo e a água têm uma relação intrínseca: o solo contribui para a filtragem da água e a manutenção do teor de matéria orgânica disponível. Mais do que nunca, hoje, a produtividade não pode estar desvinculada das ações e práticas e tecnologias de conservação de solo e água”.

Assim, é fundamental manter a umidade do solo, fazendo com que a água infiltre e não escoe levando os nutrientes e sementes embora. Desta forma, ela estará disponível para ser utilizada quando a lavoura for plantada e também pelos animais em pastagens, principalmente, em momentos de estiagem.

Por isso, o Águas do Agro traz como premissas um modelo de exploração sustentável, com respeito aos limites do solo, a redução ou eliminação de seu revolvimento, a manutenção da sua cobertura, o aumento do aporte de matéria orgânica, a diversificação dos sistemas agrícolas. E como exemplo para se atingir esses objetivos estão algumas tecnologias e estratégias conservacionistas a serem implementadas: plantio direto; plantas de cobertura; adubação verde; manejo de pastagem; plantio em nível; e terraceamento.

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Fogo não é mais normal nem cultural em MS. Esta é a primeira ruptura. Vamos trabalhar muito forte neste ano no manejo integrado e prevenção do fogo

Jaime Verruck, secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação

Vídeos

Esportes radicais: calendário de 2024

Mais Vídeos

Eco Debate

ZECA CAMARGO

Dentro da Terra, dentro de mim

Silvio de Andrade

Desembaraçando pantaneiros dos antropizadores 

AFONSO CELSO VANONI DE CASTRO

"Ameaças são naturais, desastres não"