segunda, 25 de outubro de 2021
LOGÍSTICA

Governo e trade alinham ações para melhoria do transporte

19 SET 2021 - 16h18Por REDAÇÃO

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos  (Agepan), em parceria com o Observatório do Turismo de Mato Grosso do Sul (Observatur/Fundtur) e com gestores e trade do setor, está realizando um levantamento sobre o atual cenário, gargalos e demandas do transporte turístico no Estado para a composição do novo sistema intermunicipal que atenda adequadamente o viajante.

Com o Observatório, uma pesquisa está sendo realizada para identificar os meios utilizados nas viagens dentro do Estado e a percepção dos usuários sobre esse serviço. A coleta de dados é feita por meio de uma pesquisa on line

"É uma parceria importante com a Agepan para identificarmos os gargalos da logística terrestre em Mato Grosso do Sul e propor novas medidas. Esperamos auxiliar a Agepan no planejamento futuro para melhorar o atendimento dos principais destinos do estado pelas rotas rodoviárias", explica o diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (FundturMS).

A Agepan também deu início ao alinhamento com gestores públicos e o trade turístico, para informar sobre os estudos em andamento e convidar o setor a contribuir com as informações de que dispõe.

Melhor modelo

Na última semana, o diretor-presidente da Agência, Carlos Alberto de Assis, recebeu representantes da região de Bonito, em reunião que discutiu a realidade do transporte turístico, problemas existentes e oportunidades de soluções.

“Precisamos de informação e queremos ouvir quem lida diretamente com o serviço. Vamos estudar juntos, com dados técnicos, mapear e definir o melhor modelo, que seja bom para o turista, para os agentes e para o Mato Grosso do Sul como um todo”, assegurou Carlos Alberto.

As informações sobre o segmento turístico ajudarão na construção do Plano Diretor de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros (PDTC/MS), que o Governo do Estado está elaborando, sob coordenação da Secretaria de Infraestrutura, Escritório de Parcerias Estratégicas e a Agepan.

Quem viaja entre municípios do estado pode contribuir participando da pesquisa realizada em parceria entre a Agência e o Observatur. A participação é voluntária e muito importante. O tempo de resposta varia entre um e dois minutos.

O Observatório já desenvolve regularmente ações para monitorar o desempenho do turismo em Mato Grosso do Sul, por meio de pesquisas, estudos, e a divulgação de indicadores. Com a parceria, foi lançada uma nova pesquisa, incluindo questões que servirão à proposta do PDTC.

Pesquisa

De acordo com o diretor de Transportes, Matias Gonsales Soares, a intenção é consultar tanto os viajantes internos (hoje em torno 55% do total), quanto quem vem de outros estados e países (45%). Na pesquisa, o viajante irá responder sobre a motivação da viagem, o meio que costuma utilizar, a região turística que habitualmente visita, a frequência.

Entre aqueles que utilizam o ônibus intermunicipal, o questionário vai levantar os diferentes graus de satisfação, incluindo conforto, pontualidade, disponibilidade de horários, atendimento dos funcionários das empresas e também o preço.

“Sabemos que, em razão da pandemia, até aumentou o número de pessoas que estão preferindo utilizar veículo próprio ou locado. O mapeamento vai nos ajudar a entender como o sistema de transporte público pode melhorar para atender a real necessidade desse nicho, com linhas específicas, trajeto direto, integração com transfer particular e outros pontos que são específicos do transporte turístico”, explica o diretor Matias.

A pesquisa ficará disponível até o dia 29 de setembro. Participe.

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

REVITALIZAÇÃO DA LINHA INTERNACIONAL FOMENTA TURISMO DE COMPRAS

SÍLVIO DE ANDRADE

Vídeos

Bonito é referência nacional em saneamento

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Teses e antíteses ou todo fogo no Pantanal é agropastoril!

MANOEL MARTINS ALMEIDA

Fantástico, o Show da Morte!

THOMAZ LIPPARELLI

Pantanal, uma história que se repete