sexta, 19 de julho de 2024
DESTINOS MS

Governo e municípios avançam na criação do mapa turístico

24 AGO 2017 - 06h00Por Redação

Gestores, entidades de classe e presidentes dos conselhos de turismo dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul se reuniram em Campo Grande para conhecer mais sobre o sistema estadual que vai classificar as cidades de acordo com o seu potencial turístico.

O evento promovido pela Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur) é mais uma etapa do programa de classificação turística do Estado, cujo mapa deixará de ter uma concepção política para retratar tecnicamente as vocações, os destinos e a infraestrutura de cada lugar.

Na oportunidade, a Fundtur lançou a segunda etapa do Programa de Classificação Turística do MS. Por meio de ferramenta online todos os 79 municípios terão uma radiografia objetiva e saberão qual nível de desenvolvimento se encontram. Para a Fundação de Turismo será um diagnóstico importante para a melhor tomada de decisões

Atualmente, o turismo em Mato Grosso do Sul é distribuído por onze regiões ou polos, mas nem sempre algumas localidades estão qualificadas para promover atividade. Algumas regiões em potencial, segundo o diretor-presidente da Fundtur, Bruno Wendling, necessitam de apoio técnico para se desenvolver. O novo ordenamento cumpre normas do Ministério do Turismo.

Tomada de decisões

Mato Grosso do Sul caminha para ser um dos poucos estados do País a ter um mapa turístico completo. “Essa classificação em quatro níveis é importante para saber o potencial turístico de cada cidade e poderá ser usado na tomada de decisões de projetos e investimentos, como nos editais de apoio a eventos geradores de fluxo turístico”, disse ele.

“Além disso – acrescentou -, o sistema poderá ser usado como critério para a renovação do Mapa Turístico Brasileiro. Por isso é importante que cada município faça a sua parte para evoluirmos nesse projeto”.

Ex-diretora presidente da Fundação de Turismo estadual e atual gestora da área em Campo Grande, Nilde Brun, destaca que o Programa de Classificação Turística é essencial para que os municípios se conheçam e entendam o processo de desenvolvimento de políticas públicas.

“Muitas vezes a cidade não sabe por onde começar e por aí ela começa a entender e focar em ações que vão nortear os próximos passos”, afirma, ao ressaltar que o ponto principal é que o município “faça o dever de casa”.

Dever de casa

A piscicultura é uma atividade que o município de Aparecida do Taboado vê como oportunidade de alavancar o turismo de negócios e desenvolvimento econômico. Jary Augusto Silva, gestor municipal de turismo e presidente do fórum de secretários de turismo do Estado, conta que há anos a cidade realiza ações para crescer nessa área.

“Aparecida do Taboado tem um conselho ativo e diante do fomento da piscicultura na cidade, trabalha para criar eventos voltados à cadeia produtiva”, explica. Este ano o governo do Estado fechou parceria com a GeneSeas, que vai investir para ampliar sua atuação no município que pode chegar a ser líder nacional na produção de tilápia.

O dever de casa também é feito em Miranda, cidade pantaneira com grande atrativo turístico e que recebe centenas de visitantes anualmente. Representantes do turismo, Priscila Alonso Figueiredo e Dionatan Miranda, participaram da reunião e destacaram a importância das ações feitas pelo Estado.

“O trabalho do governo ajuda principalmente no apoio técnico para diagnóstico de necessidades e para nortear as ações que devem ser feitas por nós”, diz Priscila ao ressaltar que é importante ter a Fundtur-MS mais próxima dos municípios.

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Fogo Classe P de Pantanal

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Um Caminho