sexta, 19 de julho de 2024
CAPITAL

Finalmente, APA do Ceroula poderá ter um plano de manejo

20 NOV 2017 - 10h57Por Sílvio Andrade/Redação

A secretaria de Cultura e Turismo de Campo Grande (Sectur), em parceria com a secretaria de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur), Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano (Planurb) e Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), estudam a implantação de um plano de manejo para a APA (Área de Proteção Ambiental) do Córrego Ceroula.

A proposta ganhou força após as equipes realizarem uma visita técnica pela trilha da usina abandonada do Ceroula, localizada na saída para Rochedo, distante 15 quilômetros do centro da Capital. O principal objetivo do plano é preservar a área e desenvolver o potencial turístico da região.

“É uma região especial, maravilhosa que poucas pessoas sabem que existe e as que sabem estão vindo deixando muito lixo, depredando demais. Temos que tomar providências, pois é uma área de preservação ambiental, mas que pode ser explorada de forma consciente”, relata a secretaria municipal de Cultura e Turismo, Nilde Brun.

Ceroula é o único córrego da cidade que está na bacia pantaneira, pois deságua no Rio Aquidauana, que, por sua vez, vai para o Rio Paraguai. Os impactos ambientais vem piorando nos últimos tempos, desde que as cachoeiras do local viraram atração para quem gosta de passeios na natureza.

A trilha

Em uma caminhada de quase cinco quilômetros é possível visitar quatro lindas cachoeiras e também as ruínas da antiga usina abandonada do Ceroula construída na década de 20. A primeira usina hidrelétrica alimentou por quase 50 anos a cidade de Campo Grande.

Para chegar até o local é preciso muita disposição. A equipe do Sopa de Pedra, agência de turismo de aventura especializada em roteiros de final de semana acompanhou a equipe de 20 pessoas.

As trilhas são bem demarcadas cruzando o rio em vários pontos seguros e trechos de contemplação e aventura. O passeio termina com a chegada na Cachoeira do Céuzinho.

Leia Também

Relatos de viagem

Gabi viveu o deserto e o céu mais estrelado do mundo

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Leio na mídia: "Bugio expressa ternura ao ver a irmã com o sobrinho no Pantanal..." É muita masturbação.

Silvio de Andrade, jornalista

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

MARCO MORAES

Não confunda sustentabilidade com ideologia

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Fogo Classe P de Pantanal

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Um Caminho