segunda, 20 de setembro de 2021
ÁGUA LIMPA

Em maio, flutuação liderou entre os atrativos em Bonito

10 JUN 2019 - 14h49Por SÍLVIO DE ANDRADE

O turvamento pontual ocorrido nas águas do Formoso e Prata, entre os rios mais cristalinos do mundo, em Bonito, não prejudicou o fluxo turístico à região, segundo dados divulgados pelo Observatório de Turismo do município relativos ao desempenho dos atrativos turísticos no mês de maio, considerado período de baixa temporada. A flutuação nestes rios foi o passeio, entre 45 atrativos, mais visitado, superando os balneários, líderes históricos.

A frequência de 9.170 turistas nos banhados, onde a transparência das águas permite praticar o “snorkeling” em contato com cardumes de piraputangas e outros peixes e com a exuberância da natureza, desfaz a imagem negativa que a divulgação da turbidez no ecossistema deixou ao principal destino de ecoturismo do Brasil, segundo o secretário municipal de turismo, Augusto Mariano. O cristalino das águas se recompôs rapidamente.

Fluxo se aproxima de 2016

Nos meses de janeiro a abril, confirmando uma tendência do turismo local, os balneários lideraram o número de visitantes. A flutuação, que é o segundo atrativo mais procurado, no entanto, se destacou em maio, em um período de discussões acerca dos impactos ambientais causados a qualidade da água dos rios pela expansão da agricultura e excesso de chuvas. O número de visitantes aos balneários caiu de 11.340, em abril, para 5.796, em maio.

Conforme boletim do Observatório do Turismo de Bonito, o segundo atrativo mais visitado no mês passado foram as grutas do Lago Azul e São Miguel, totalizando 8.974 pessoas. O fluxo turístico à região segue em linha crescente em 2019, em relação aos últimos dois anos, e próximo ao registrado em 2016, considerado a melhor temporada, com 212 mil visitantes. Em maio, a cidade recebeu 14.152 turistas, 652 a menos do que em 2016 e 993 a mais que 2018.

A taxa de ocupação da rede hoteleira entre maio de 2019 e de 2016 também se assemelha – 39% e 44%, respectivamente. Foram comercializados 36.188 bilhetes (voucher) no mês passado para visita aos atrativos (balneários, botes, cachoeiras, flutuações, grutas e passeios urbanos), com média do valor do ticket de R$ 131,06. A taxa de ocupação da Gruta do Lago Azul, a mais visitada do Brasil, nesse período foi de 54% (em 2016, chegou a 60%).

Saiba mais: www.turismo.bonito.ms.gov.br

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O turista estrangeiro que vier a Bonito e ao Pantanal e não avistar uma arara, uma sucuri, um peixe e uma onça-pintada a gente devolve seu dinheiro

Gilson Machado, ministro do Turismo, em MS

Vídeos

Campanha MS 'Desbravador de Destinos'

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Os incêndios no Pantanal e seu enfrentamento

RENATA FRANCO

Mudanças climáticas vão impactar a vida do brasileiro, muito mais do que se imagina!

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Errar é humano, persistir...Loucura ou método?