sexta, 14 de maio de 2021
PARQUES

Costa Rica se prepara para atrair observadores de aves

20 OUT 2019 - 07h03Por REDAÇÃO

Com objetivo de ampliar e incentivar o ecoturismo, o município de Costa Rica, por meio da secretaria de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura – promoveu o “Programa de desenvolvimento do Turismo de Observação de Aves”, em parceria com a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (fundtur/MS).

O encontro contou com palestras e visitas técnicas em três parques da cidade: Parque Natural Municipal da Lage, Parque Nacional das Emas e Parque Natural Municipal Salto do Sucuriú.

Segundo o diretor de Desenvolvimento do Turismo da Fundtur/MS, Geancarlo Merighi, o turismo de observação de aves é uma atividade sustentável, de baixo investimento, além de ser uma tendência mundial. 

“Costa Rica está preparada com toda a infraestrutura encontrada nos parques, e já possui um monitor ambiental especialista em aves, o profissional Fabiano Ramos. O desafio agora é multiplicar o conhecimento e atrair o público”, enfatizou Merighi.

A parceria entre o município e a Fundtur/MS prevê a realização de capacitação de novos monitores especializados em observação de aves.

Cidade tem potencial

Merighi ressalta as características do turista que observa aves: quase sempre é um colecionador, quer ver, ouvir, fotografar o maior número de espécies possível.

“Se há alguma ave que só tem aqui na região é certo que a pessoa vem ver, pois, há uma competição entre colecionadores de aves”, declara.

Em Costa Rica há registro do Bacurau de Rabo Branco, um pássaro raro com risco de extinção, adepto do Cerrado e campos limpos com ocorrência de cupinzeiros, sendo o Parque Nacional das Emas a moradia exclusiva da espécie no Brasil.

Bolívar Porto, fotógrafo profissional e assessor técnico da Fundtur/MS, destaca que a região possui mais de 200 espécies de aves, e um grande potencial para a atividade, como o Parque Natural Salto do Sucuriú, próximo à cidade, e o Parque Nacional das Emas, maior unidade de conservação do bioma Cerrado no Brasil.

A atividade de observar aves não interfere na rotina turística da cidade, mesmo recebendo grandes eventos, será sempre uma opção extra para o visitante.

“Queremos ampliar as opções de turismo, e que o visitante tenha cada vez mais motivos para visitar Costa Rica”, afirma o secretário de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura, Keyler Simey Garcia Barbosa.

Na visita técnica realizada nos parques da cidade foram observadas cerca de 50 espécies em dois dias de atividades.

Birdwatching ou Passarinhar

Observação de aves é uma atividade de lazer que tem como objetivo principal observar aves livres em seu habitat natural. Também conhecida como Birdwatching (EUA), no Brasil o termo ‘Passarinhar’ tem ganhado força entre o público adepto da prática.

Durante a busca pelas aves o silêncio é primordial para não afugentar o alvo. O praticante aprende a emitir sons para atrair os pássaros, tarefa conhecida pelo verbo ‘vocalizar’ – o observador anda pelo bosque, para devagar e com atenção, vocaliza os pássaros emitindo sons pela boca ou por meio de aplicativos específicos instalados no celular, e vislumbra a paisagem utilizando binoculo ou câmera fotográfica.

Quem é passarinheiro garante que passarinhar traz benefícios para a saúde e ajuda no desenvolvimento dos sentidos de audição, visão, e a manter o foco e reagir às mudanças repentinas. Além da dedicação em madrugar para chegar até o local de observação a tempo de acompanhar a rotina das aves, pois, muitas já estão em atividade às 5 horas da manhã.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O olhar mais cego que existe é quem olha para a preservação ambiental e não enxerga os indígenas como guardiões da floresta

Marcos Palmeira, ator e ambientalista

Vídeos

Morro do Azeite Ecolodge, Miranda MS

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

A vaca foi pro brejo?

JEANINE PIRES

5 novas ideias do que pode mudar no turismo

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Brasil Colônia