domingo, 24 de outubro de 2021
BODOQUENA

Incêndios extintos no entorno da serra destruíram 3,8 mil hectares

12 JUL 2021 - 16h37Por SÍLVIO DE ANDRADE

Com apoio de brigadistas do ICMbio, dos fazendeiros, que cederam maquinários para a formação de contrafogo (aceiros), militares da Polícia Militar Ambiental (PMA), prefeituras e da organização não-governamental Fundação Neotrópica, o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul conseguiu extinguir o grande incêndio que destruiu cerca de 3.800 hectares na região do Banhado do Rio da Prata, entre Bonito e Jardim.  

Cinquenta bombeiros continuam na área realizando a última etapa do combate, que é o monitoramento para evitar novos focos. Foram quatro dias de combate direto e intenso, com a participação também de duas aeronaves do modelo Air Tractor, locadas pelo Governo do Estado, os quais lançaram 170 mil litros de águas contra o fogo. Os focos teriam surgido na Fazenda Figueira, no entorno da Serra da Bodoquena, e se alastrado por outras propriedades.

Trabalho de rescaldo: bombeiros permanecem na área com monitoramento 24h para evitar a propagação de novos focos

Difícil acesso

“O apoio das fazendas e dos brigadistas, mais a presença dos aviões, foi fundamental para que pudéssemos conter o incêndio, que se propagou rapidamente numa área de difícil acesso”, informou o major bombeiro André Vitório Munhoz Rosa de Oliveira, que coordenou a operação. Ele explicou que a presença de mata fechada e área de brejo dificultou a ação por terra, contudo o monitoramento aéreo auxiliou na estratégia de combate direto.

Os aviões Ai Tractor operaram a partir de uma base montada na Fazenda Moinho, que disponibilizou sua pista de pouso. As aeronaves também auxiliaram no reconhecimento aéreo da área atingida pelo fogo, além de imagens captadas por um drone operado pela PMA. As fazendas afetadas apoiaram com tratores e maquinários para abertura de aceiros e alojamentos, enquanto as prefeituras deram suporte de alimentação para 70 pessoas.

Um outro foco de incêndio de menor intensidade foi combatido a 5 km do local, na Fazenda Campo Verde, também controlado.

Leia Também

Relatos de viagem

Rota das emoções: lugares de ver Deus...

Mais Relatos de Viagem

Megafone

REVITALIZAÇÃO DA LINHA INTERNACIONAL FOMENTA TURISMO DE COMPRAS

SÍLVIO DE ANDRADE

Vídeos

Bonito é referência nacional em saneamento

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Teses e antíteses ou todo fogo no Pantanal é agropastoril!

MANOEL MARTINS ALMEIDA

Fantástico, o Show da Morte!

THOMAZ LIPPARELLI

Pantanal, uma história que se repete