sexta, 24 de maio de 2024
TURISMO

Brasil se destaca na captação de eventos internacionais

05 OUT 2017 - 10h25Por Redação

A articulação da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), por meio do Programa de Apoio à Captação de Eventos, em parceria com o Iguassu Convention & Visitors Bureau, ministérios do Turismo e da Agricultura, resultou na escolha do Brasil como sede do 19º Congresso Internacional de Nutrição de Plantas em 2021.

O evento, que acontecerá em Foz do Iguaçu (PR), reunirá os maiores especialistas da área, entre representantes nacionais e internacionais.

Durante quatro dias, o congresso receberá cerca de 1.000 pessoas, gerando um impacto econômico em torno de R$ 1,4 milhão. Esse valor leva em conta a estimativa de gasto médio diário do turista de eventos no Brasil.

“Em 2016, Foz do Iguaçu foi o terceiro destino brasileiro mais visitado a lazer por turistas internacionais. Ao receber um evento dessa magnitude, a cidade será divulgada como atrativo turístico aos congressistas que, de acordo com nossos estudos, são os visitantes que gastam quatro vezes mais que o de lazer”, disse o coordenador-geral de Segmentos Turísticos da Embratur, Alexandre Nakagawa.

Apelo turístico

A decisão pelo Brasil foi anunciada em Copenhagen, na Dinamarca, no final de agosto, contou com o apoio do agrônomo Ciro Rosolem, integrante do International Plant Nutrition Council, uma das entidades promotoras do evento.

“Foz [do Iguaçu] foi escolhida pela grande infraestrutura para eventos e o apelo turístico para estrangeiros”, destacou Daiana Bisognin, da FB Eventos, organizadora oficial do Congresso Internacional de Nutrição de Plantas 2021.

Durante o evento, o tema debatido será em torno de estudos e pesquisas para que o solo seja rico em nutrientes como nitrogênio, fósforo, magnésio e potássio necessários para o crescimento saudável das plantas.

O programa da Embratur destina-se ao apoio às ações de captação e de promoção de eventos internacionais (congressos, convenções, oficinas, fóruns, seminários, simpósios, assembleias, feiras, competições esportivas etc) que tenha o Brasil como o destino, por meio institucional ou de projetos apresentados por entes públicos ou entidades privadas sem fins lucrativos.

Leia Também

Relatos de viagem

A decoada, o armau e história de pescador no Pantanal do Nabileque

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O meio ambientalismo nunca preocupou-se com o meio ambiente. Suas ações são histéricas ou fanáticas em defender interesses inconfessos

Armando Arruda Lacerda, pantaneiro

Vídeos

As 10 cidades mais ricas em espécies de aves

Mais Vídeos

Eco Debate

PAULO DE GODOY

Os desafios da sustentabilidade da jornada de dados para IA

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Pantaneiros informam: respeitar não é idolatrar animais

FREDERICO BUSSINGER

Água, chuvas, enchentes: Lições aprendidas e a aprender