sexta, 14 de maio de 2021
DA TERRA

‘Brasil Food Safaris’ ganha prêmio internacional

03 MAI 2021 - 21h20Por DÉBORA BORDIN

Projeto desenvolvido por profissionais do turismo e da gastronomia de Mato Grosso do Sul, o ‘Brasil Food Safaris’, foi o vencedor, na categoria Patrimônio Cultural, do 1º Prêmio de Turismo Responsável da WTM Latin América (WTM LA) concorrendo diretamente com um projeto do Chile. Foram quatro categorias com treze concorrentes de dez países. A premiação aconteceu virtualmente e contou com convidados do mundo todo.

A premiação da WTM LA é uma iniciativa voltada para projetos que trazem experiências transformadoras combinando alimentos, cultura, natureza, sustentabilidade e turismo responsável. A ideia do premiado ‘Brasil Food Safaris’, que pode acontecer em qualquer parte do mundo, é promover a valorização das culturas regionais através do patrimônio alimentar, colocando grupo de viajantes em contato com pessoas ou comunidades que usem práticas tradicionais ou utilizem ingredientes que possam estar em risco de desaparecer.

O curador do projeto, chef Paulo Machado, fala que o Brasil Food Safaris trabalha a hospitalidade de forma plena. “Realizar uma viagem costuma tratar de valores ligados a desejos, sonhos e realizações. Para poder realmente marcar a vida de uma pessoa entendemos que o turismo responsável tem que ter um motivo maior, valorização de atores locais, regionalidades além de eventos únicos e super importantes. A grande diferença do que vendemos vem justamente com essa potência de produto artesanal, construído de forma exclusiva, aonde a pessoa que viaja conosco não é apenas coadjuvante, mas se torna uma parte fundamental da experiência inédita vivida”, ressalta.

Profissionalismo

A CEO da Brasil Food Safaris, Pollianna Thomé, atribui a conquista a muito trabalho e dedicação. “Nosso objetivo é conectar as pessoas com os lugares através dos hábitos alimentares, uma experiência inspiradora, pois damos voz ao trabalho das comunidades locais, valorizando o conhecimento popular de cada região além de fortalecer a preservação de ecossistemas e os caminhos para um turismo sustentável. Eu e o Paulo temos uma paixão em comum pelo patrimônio alimentar brasileiro e isso faz dos Food Safaris um produto singular”, pontua.

O diretor-presidente da Fundação de Turismo, Bruno Wendling, enaltece o resultado de um projeto nascido no Estado e que mostra o profissionalismo dos empresários locais. “O projeto Brasil Food Safaris é um projeto que eu gosto muito e que há muitos anos vem trabalhando as experiências dos turistas por meio da gastronomia. Paulo Machado e Pollianna Thomé estão fazendo um belíssimo trabalho e esse reconhecimento é fruto disso. Fico muito feliz que eles estão levando nome do Mato Grosso do Sul para o Brasil e para o mundo”, ressalta.

O projeto já foi realizado no Mato Grosso do Sul e procurou valorizar a cultura pantaneira e ingredientes locais, como a castanha de barú e a guavira, uma fruta silvestre da região e utilizada até como tempero. “Esse prêmio reforça ainda mais o ano em que MS foi eleito pelos turistas que vieram ao estado como o destino ‘número 1’ da gastronomia e isso só se deu pela qualidade dos profissionais que temos”, acrescenta Wendling.

“A premiação internacional do Brasil Food Safaris - finaliza - destaca essa nossa cultura de gastronomia, a diversidade de sabores que temos e também a imagem do MS como um destino forte e diverso, que tem na cultura e na gastronomia diferenciais competitivos aliados a uma natureza incrível”.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O olhar mais cego que existe é quem olha para a preservação ambiental e não enxerga os indígenas como guardiões da floresta

Marcos Palmeira, ator e ambientalista

Vídeos

Morro do Azeite Ecolodge, Miranda MS

Mais Vídeos

Eco Debate

ARMANDO ARRUDA LACERDA

A vaca foi pro brejo?

JEANINE PIRES

5 novas ideias do que pode mudar no turismo

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Brasil Colônia