terça, 19 de janeiro de 2021
FRONTEIRA

Sete mil paraguaios visitam Bonito a cada ano

21 OUT 2019 - 06h18Por LA NACIÓN/REDAÇÃO

O secretário de Turismo de Bonito (MS) Augusto Mariano declarou à Rádio Nacional del Paraguay, que está muito satisfeito com os resultados alcançados durante a Feira Internacional de Turismo do Paraguai (FITPAR), realizada recentemente em Assunção. A entrevista foi publicada no jornal La Nación.

“Foi uma experiência gratificante, com muito sucesso, tivemos uma audiência que visitou nosso estande solicitando informações sobre Bonito, por isso tivemos um ótimo resultado. Foi uma feira muito importante para o Paraguai e o Brasil, especialmente para Bonito”, afirmou.

Mariano disse que hoje sua cidade está entre os melhores destinos turísticos do Brasil. Ele acrescentou que é a primeira vez que o trade turístico local participa da FITPAR, evento organizado pela Associação de Agências de Turismo (ASATUR) e com o apoio da Secretaria Nacional de Turismo (SENATUR).

Potencial

Ele mencionou que no próximo ano, empresários de Bonito retornarão com uma posição própria e mais ampla. "Parabenizamos a Asatur e o Senatur pela realização desta importante feira", afirmou.

Mariano disse que é a décima quinta vez que ele esteve em Assunção, mas a terceira vez como secretário de Turismo. “Toda vez que visitamos o Paraguai, vemos um país mais desenvolvido, com crescimento constante, com desigualdade social reduzida, com muitas obras de infraestrutura muito avançadas, um país com crescimento, que chega a 4,5% ao ano, com pessoas viajando sempre mais É um mercado muito importante para nós, por isso queremos atrair mais irmãos paraguaios para que eles possam vir a Bonito”, afirmou.

Visitantes

Segundo o secretário de turismo, entre os países estrangeiros com o maior número de visitas que sua cidade recebe, os paraguaios são a maioria. “Eles vêm da região, de Assunção e temos um público estimado de 7.000 paraguaios que vêm a Bonito todos os anos, para conhecer nossas belezas naturais, nossa gastronomia, nossa cultura e uma troca de experiências com nossa população”, argumentou.

Mariano também observou que os paraguaios gastam em torno de 300 a 400 reais (600.000 Gs) por dia e até usam o dólar durante suas estadias, que geralmente são em grandes grupos, famílias, crianças e favorecem a economia local, com ocupação de seus hotéis, consumo de sua gastronomia, entre outros.

Promoção

Ele indicou que pretende retornar a Assunção, juntamente com os empresários locais, com uma proposta à Asatur e ao Senatur, para a promoção de Bonito no Paraguai, de modo a incentivar o turismo entre os dois lugares. 

"Pretendemos com essa ação desenvolvemos atrações culturais e musicais para a apresentação de nossos locais turísticos com os operadores e gerando um comitê de fraternidade para recebermos os irmãos paraguaios", afirmou.

Ele ressaltou que as distâncias foram encurtadas por terra, uma vez que, com o recente pavimento asfáltico da rodovia Bella Vista Norte, reduziu de 760 km para 624 km a distância entre Assunção e Bonito.

"O público paraguaio é bem-vindo, é o país estrangeiro na América do Sul que mais envia turistas para nós", afirmou.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

A natureza não negocia e a física não faz acordos

Greta Thunberg, ao Parlamento Europeu

Vídeos

Barco-hotel Vip: pesca no Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

ORLANDO DE SOUZA

A real paz de que o Turismo precisa

CAIO PENIDO

Os Serviços Ambientais e o Pacto AgroAmbiental

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pertencimento é pertencer ao Pantanal!