segunda, 05 de dezembro de 2022
CERTIFICAÇÃO

Aeroporto de Bonito passa a operar com grandes aeronaves

26 SET 2022 - 11h59Por REDAÇÃO

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) concedeu, no último dia 23 de setembro, certificação operacional ao Aeroporto Estadual de Bonito (MS), maior destino de ecoturismo do Brasil. O local é administrado pelo Governo do Estado e passou por uma série de intervenções para garantir o certificado nos últimos três anos.

Conforme o superintendente Viário da Seinfra (Secretaria de Infraestrutura), Derick Machado, o aeroporto passa da categoria 3C VFR (visual), para 3C IFR (instrumento), sendo um dos poucos do interior do Brasil a conquistar esta certificação.

Para se adequar às normas exigidas pela ANAC, o local passou por reformas no Terminal de Passageiros e Seção Contra Incêndios (SCI), além da readequação da faixa preparada e faixa de pista e instalação de novos equipamentos de operação e segurança, que somam mais de R$ 4 milhões de investimentos.

Mais voos

A instalação de novos equipamentos, como o sistema PAPI (Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão), e as reformas nas áreas internas e externas do aeroporto para atender as normas da Anac, ocorreram paralelamente às gestões do Estado para atrair novos voos.

Uma das ações para o fortalecimento e promoção do turismo regional foi o Programa Decola MS, com a redução da alíquota de ICMS do querosene. Hoje, duas companhias - Gol e Azul - operam em Bonito três vezes por semana, com um voo direto com Congonhas (SP).

O PAPI é um sistema de auxílio visual à navegação aérea, que tem por objetivo informar os pilotos sobre a altitude ideal da aeronave na fase de aproximação para pouso. O equipamento é constituído por quatro aparelhos de iluminação, que são instalados na cabeceira da pista de pouso e decolagem. 

Operacional

A nova categoria evita cancelamento de voos em dias chuvosos ou com condições climáticas adversas, acabando com situações como as registradas de janeiro a agosto deste ano, em que 13 voos foram cancelados por conta do mau tempo em Bonito. 

“Nesses casos, as aeronaves alternam para Campo Grande e os passageiros seguem viagem de ônibus/vans”, acrescentou Derick.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Renato Marcílio, a certificação possibilita que outras companhias aéreas operem em Bonito, ampliando o número de turistas no maior destino do ecoturismo mundial. 

“Os investimentos que fizemos no aeroporto permitem maior segurança nas operações, evitando cancelamentos e, consequentemente, atraindo novos voos”, pontuou.
 

Leia Também

Relatos de viagem

Conte suas aventuras aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Nos dias de hoje, o pantaneiro é um ser que hesita entre o apego às tradições do passado e o apelo às inovações do mundo presente

Albana Xavier Nogueira, professora e escritora

Vídeos

Conheça a Reserva da Biosfera do Pantanal

Mais Vídeos

Eco Debate

MÔNICA SCHIMENES

COP 27: mais do que promessas, precisamos de ações

ARMANDO ARRUDA LACERDA

Pao, pão e pon sotaques do rio acima e rio abaixo

MARK DIKSON

COP27 reconhece o valor do trabalho híbrido para o futuro do planeta