Sexta, 17 de Novembro de 2017
ATENÇÃO

Por que o cadastro do guia de turismo é obrigatório?

12 SET 2017 - 17h52Por Redação

Ao desembarcar em um novo destino, são os guias de turismo que conduzem o viajante aos atrativos naturais e históricos, para conhecer a cultura e gastronomia local, deixando a experiência ainda mais especial. Mas é importante ficar atento, é preciso verificar se o guia contratado está devidamente cadastrado no Cadastur, sistema do Ministério do Turismo que reúne os prestadores de serviços turísticos. Somente na categoria guias de turismo, são 19,5 mil cadastrados.

O guia de turismo é uma das atividades de cadastro obrigatório no MTur. E apesar de não haver nenhuma norma federal que obrigue a contratação do profissional na hora de realizar uma viagem, o Ministério do Turismo entende que o guia é fundamental para orientar, cuidar e dar apoio durante todo o passeio.

“É importante que os guias realizem seu cadastro e saiam, assim, da ilegalidade. Desta forma, eles terão respaldo para exercer sua profissão, além de também darem segurança a quem contrata seus serviços’’, ressaltou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O cadastro é simples e totalmente gratuito. Basta acessar a página na internet, fazer o download dos formulários solicitados, preencher com as informações e enviar os documentos solicitados para o Órgão Delegado de Turismo. Após a homologação das informações, a Carteira de Guia de Turismo é emitida. O cadastro tem validade de cinco anos, a partir da data de homologação.

Cadastrado há 14 anos e atuando em Porto Seguro, o guia Fábio Silva reforça a importância do cadastramento. “No meu entendimento, o Cadastur tem um papel fundamental na cadeia produtiva do turismo. Aqui em Porto Seguro, os profissionais alertam o visitante, desde a sua chegada à cidade, da importância do acompanhamento de um guia credenciado, mas a fiscalização dos órgãos de turismo é fundamental e necessária”, comenta.

Fiscalização

Neste mês, o Ministério do Turismo vai iniciar uma campanha para formalização dos serviços turísticos. Para isso, foram contratados mais cinco servidores para fiscalização dos prestadores. O grupo passará por um curso de qualificação na primeira quinzena do mês para então começar as ações de fiscalização a apoio à formalização dos empreendimentos.

Os fiscais terão autoridade para autuar e multar quem estiver irregular. Vale ressaltar, que o objetivo da ação é garantir a formalização dos empreendimentos e não de multar os empresáriosMas vale lembrar que os prestadores ilegais já poderão ser penalizados.

Cadastro 

O Cadastur também é obrigatório para proprietários de meios de hospedagem, agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, acampamentos turísticos e parques temáticos. Atualmente o Cadastur conta com 61.200 cadastros regulares de estabelecimentos, pessoas físicas ou jurídicas cadastradas.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

10 Lugares incríveis para viver Chiang Mai intensamente

Mais Relatos de Viagem

Megafone

É necessário hidratar a cultura, mudando a percepção sobre a água, reduzir a hidroalienação e tornar a sociedade e os indivíduos hidroconscientes

Maurício Andrés, ambientalista

Vídeos

Conhecendo o MS 40 anos com o SBT 42

Mais Vídeos

Eco Debate

VALMIR BATISTA CORRÊA

Pantanal Pioneiros, uma história de amor

LEILA MARANHO

A interferência humana nas mudanças climáticas

ROBERTO MALVEZZI (GOGÓ)

Hidrocídio brasileiro