Sexta, 17 de Novembro de 2017
PALADAR

Invisível: o vinho branco feito de uvas tintas

04 SET 2017 - 14h52Por Redação

Degustar uma boa taça de vinho é uma verdadeira experiência gastronômica. O sabor, a textura e o aroma são apenas algumas das características essenciais para uma bebida de alta qualidade. E é na região do Alentejo, em Portugal, que os apreciadores encontram as melhores e mais premiadas opções, como o peculiar Invisível Aragonez Branco da Ervideira. 

Produzido nos arredores da bela cidade de Reguengos de Monsaraz, é derivado de um curioso método de preparo, que utiliza uvas tintas em sua composição - a casta Aragonês, a mais tradicional da Península Ibérica. O impressionante resultado é um líquido de tonalidade transparente com nuances rosados, praticamente invisível.

A bebida já foi premiada pela Vivino, uma das mais importantes comunidades de vinhos do mundo. E não é por menos, já que desde a sua colheita se nota todo o cuidado com a produção. Colhidas durante a noite, as uvas são transportadas para uma câmara fria, onde repousam durante 24h. Em sua fabricação ainda são introduzidas leveduras selecionadas e a fermentação ocorre em temperatura minuciosamente controlada.

Seu aroma floral com toques de frutas brancas (melão e pera) deixa a experiência de prová-lo ainda mais saborosa. Levemente adocicado, combina perfeitamente com sushi, peixes defumados e mariscos. 

Sobre o Alentejo

Considerado o destino mais genuíno de Portugal, o Alentejo é a maior região do país. Privilegiando um lifestyle tranquilo em que a experiência de viver bem dá o tom, conta com belas praias intocadas e cidades repletas de atrações ímpares, como castelos e monumentos históricos.

Detentor de três títulos da Unesco e diversos outros prêmios e reconhecimentos internacionais no setor do turismo, o Alentejo oferece opções para todos os tipos de viajantes, sejam famílias, casais em lua de mel ou aventureiros. Para mais informações, visite www.turismodoalentejo.com.br.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

10 Lugares incríveis para viver Chiang Mai intensamente

Mais Relatos de Viagem

Megafone

É necessário hidratar a cultura, mudando a percepção sobre a água, reduzir a hidroalienação e tornar a sociedade e os indivíduos hidroconscientes

Maurício Andrés, ambientalista

Vídeos

Conhecendo o MS 40 anos com o SBT 42

Mais Vídeos

Eco Debate

VALMIR BATISTA CORRÊA

Pantanal Pioneiros, uma história de amor

LEILA MARANHO

A interferência humana nas mudanças climáticas

ROBERTO MALVEZZI (GOGÓ)

Hidrocídio brasileiro