quinta, 22 de agosto de 2019
GASTRONOMIA

Expedição vivencia a culinária do litoral paranaense

Turistas podem passear por plantações, produções de cachaça, vilarejos, rios e paisagens

12 AGO 2019 - 10h20Por REDAÇÃO

Até 1º de setembro, o litoral do Paraná recebe a segunda edição do Morretes Chef, festival que mescla gastronomia e turismo para valorizar a cultura, a produção local e o desenvolvimento socioeconômico da região. Além da programação que envolve receitas criadas por chefs renomados com produtos locais, o evento traz a Expedição Fundação Grupo Boticário. Nos finais de semana do festival, o público pode conhecer mais sobre alguns alimentos locais que inspiraram a criação dos chefs.

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial. A Fundação Grupo Boticário apoia ações de conservação da natureza em todo o Brasil, totalizando mais de 1.500 iniciativas apoiadas financeiramente.

Conexão com natureza

A bordo de carros 4x4, acompanhados por motoguias, os turistas vão passar por plantações de banana, palmito, mandioca e por produções de cachaça e de farinha de mandioca. O roteiro também percorre vilarejos, rios, riachos e paisagens de montanhas que compõem a Serra do Mar e a Grande Reserva Mata Atlântica.

Outras expedições têm passeios de maior duração, em barcos, com destino à Ilha das Peças e à Guaraqueçaba para visitar cultivos de ostra e o processo de extração da carne do siri. As expedições são organizadas e oferecidas por agentes de turismo locais e contam com o patrocínio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e apoio da Fomento Paraná, Cachaça Porto Morretes e Sebrae/PR.

Segundo a coordenadora de Áreas Protegidas da Fundação Grupo Boticário, Marion Silva, as expedições têm o intuito de aproximar as pessoas da natureza e de produtores locais, reforçando que a conservação da biodiversidade, o desenvolvimento econômico e a promoção do bem-estar estão interconectados.

Reserva Natural Salto Morato, em Guaraqueçaba, entra no roteiro das expedições gastronômicas

“Na gastronomia, dependemos diretamente da preservação da natureza para termos receitas com diferentes sabores, aromas e texturas. Devemos inspirar e incentivar iniciativas que produzem e usam esses recursos de forma sustentável para que esse potencial não seja perdido, equilibrando o desenvolvimento econômico e a manutenção da biodiversidade”, destaca.

Confira a programação

Passeios de curta duração (até 3 horas): são realizados em carros 4×4 acompanhados por motoguias, com início às 9 horas e saídas na Estação de Trem de Morretes. As inscrições podem ser feitas pelo site morreteschef.com.br e custam R$ 99 por pessoa, incluindo deslocamento, visitas internas guiadas e degustações. Em cada data haverá um passeio diferente:

Produção de cachaça (dias 17 e 25/08): Uma das cachaças mais premiadas do mundo abre as portas para mostrar todos os processos de produção. Conheça a Porto Morretes e um dos produtos em processo de Indicação Geográfica do Litoral Paranaense.

Orgânico/Agrofloresta (dias 11, 18/08 e 1º/09): Conheça pequenas propriedades rurais de alimentos orgânicos e também de produção no sistema de agrofloresta que cuidam da produção de banana, palmito e mandioca. Veja como é a plantação e como funciona a extração.

Produção de farinha de mandioca (dias: 10, 24 e 31/08): A farinha de mandioca também é um produto em processo de Indicação Geográfica do Litoral Paranaense. Conheça a produção 100% artesanal de uma remanescente casa de farinha de Morretes.

Grandes passeios: serão realizadas duas viagens, com passeios de barco, com visitações guiadas e degustações, com saída de Paranaguá, às 9 horas. As inscrições podem ser feitas pelo site morreteschef.com.br e custam R$ 190 (Ilha das Peças) e R$ 260 (Guaraqueçaba) por pessoa.

Ilha das Peças (17/08): cultivo de ostra com a chef Rosane Radecki. Visite um dos lugares de cultivo de ostra da Ilha das Peças e almoce na comunidade de Medeiros. Retorno previsto às 15h30, em Paranaguá.

Guaraqueçaba (24/08): siri e pupunha com a chef Manu Buffara. Acompanhe todo o processo que envolve extração da carne do siri, veja a apresentação de um grupo de Fandango e ainda visite a Reserva Natural Salto Morato, mantida pela Fundação Grupo Boticário. Retorno previsto às 18 horas, em Paranaguá.

*Passeios são sujeitos a alterações e cancelamentos devido às condições climáticas.

Leia Também

Relatos de viagem

Como pescar mudou a minha vida

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Nossa maneira de viver carece de sentido

Richard Powers, escritor norte-americano

Vídeos

Turma do Labareda - conversa sobre incêndios florestais

Mais Vídeos

Eco Debate

ODILON DE OLIVEIRA

Confisco de propriedades rurais

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Grande Circo Taquari

HEITOR RODRIGUES FREIRE

Significado do Solstício