Quinta, 18 de Janeiro de 2018
DESTINO MS

Turismo se projeta e Fundtur aponta perspectivas para o novo ano

04 JAN 2018 - 06h33Por Débora Bordin

O ano de 2017, instituído pela ONU como o ano Internacional do Turismo Sustentável, foi de realizações para o turismo sul-mato-grossense. O Governo do Estado, através da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS), criou parcerias, apoiou e promoveu várias ações voltadas para o desenvolvimento dos produtos turísticos conhecidos e já comercializados de Mato Grosso do Sul, além de diversificar e fortalecer outros produtos regionais e suas instâncias de governança. Promocionalmente, lançou nova campanha no Brasil e no exterior, além de implantar site com informações específicas para o turismo e fortalecer sua presença digital nas mídias sociais.

O diretor-presidente da Fundtur-MS, Bruno Wendling, primeiro turismólogo a assumir o setor, vê 2017 como um ano positivo. “Conseguimos realizar a maioria das ações planejadas e foram iniciadas ações importantes como, por exemplo, a Lei Estadual do Turismo, que através de Consultoria do Sebrae tem a perspectiva de ser aprovada no primeiro trimestre de 2018. Com isso teremos uma política pública regulamentada do turismo”, pontua.

Segundo a Gestora Estadual de Turismo do Sebrae-MS, Isabella Fernandes, em 2017 foram realizadas muitas ações no turismo e a maior parte delas foi possível graças à sinergia com os principais parceiros estaduais que atuam no segmento.

“A atuação em parceria com a Fundação de Turismo possibilitou incremento para as ações de mercado realizadas, bem como o convênio assinado entre Fundtur e Sebrae que abre um novo tempo para o turismo no Mato Grosso do Sul. Através da constituição de um sistema estadual de turismo bem organizado e estruturado poderemos profissionalizar a promoção turística estadual e destacar o MS no cenário nacional”, avalia Isabella.

Turismo do Estado teve um ganho extraordinário com a ida de Bruno Wendling para a Fundtur: enfim, um turismólogo no comando do setor. Foto: Edemir Rodrigues

Apoio a eventos

O turismo de negócios e eventos foi outro destaque em Mato Grosso do Sul e ajudou a alavancar a cadeia produtiva do setor durante o ano inteiro. Um dos principais e mais importantes equipamentos para o segmento, o Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, completou 23 anos e este ano recebeu mais de 150 eventos entre pequeno, médio e grande portes.

Em 2017, a Fundação de Turismo democratizou o acesso aos recursos do Fundo para o Desenvolvimento do Turismo do Estado e apoiou projetos de fomento a eventos geradores de fluxo turístico, através de Editais de Chamamento Público.

“Nós temos ações presentes em mais da metade das regiões turísticas e uma das ferramentas são os editais de apoio a eventos geradores de fluxo turístico, o que dá transparência e oportunidades de, tanto municípios quanto organizações da sociedade civil sem fins lucrativos (OSCs), concorrerem em igualdade”, destaca Bruno.

Para o presidente da Abrasel-MS, Juliano Wertheimer, em 2017 a Abrasel e Fundtur construíram um caminho sólido no incentivo da gastronomia de Mato Grosso do Sul, transformando o setor em um dos motores para o fomento do turismo no Estado.

“Com o incentivo da Fundação, no decorrer deste ano, realizamos a eleição de pratos típicos e levamos para as ruas e para os principais municípios o que acontece em nossos restaurantes, aproximando os sul-mato-grossenses do setor de alimentação fora do lar. Em 2018, teremos grandes desafios e esperamos superar as expectativas de todos com a realização de festivais como Brasil Sabor, Beef Week, Mostra Gastronômica, Burger Fest, Bar em Bar e de novos projetos”, salienta Juliano.

Centro de Convenções, na Capital, sediou mais de 150 eventos em 2017. Foto: Alexis Prappas

Fortalecer o setor

Também entre as ações realizadas pela Fundação de Turismo destacam-se ainda o Rally dos Sertões, a participação em sete feiras internacionais, treze nacionais, quatro workshops (I Workshop de Plataformas Digitais de Vendas de Serviços Turísticos, Workshop sobre Observação de Aves, 1º Workshop das Pousadas Pantaneiras e BWT Brazil DMC Workshop: Brasil destino de natureza), a realização de um famtour e duas presstrips com jornalistas nacionais e internacionais, apoio a festivais, além de oficinas, palestras e o ‘Road Show Isto é Mato Grosso do Sul’ por três cidades do interior de São Paulo. A profissionalização das instâncias de governança foi marcada pelo curso de capacitação para gestores públicos, ministrado durante dois meses em parceria com a UEMS.

Outro ponto positivo, segundo Wendling, foi o fortalecimento do relacionamento da Fundtur-MS com o trade turístico e parcerias com entidades como a Embratur, UEMS, o Sebrae, Fecomércio, Abrasel, ABIH, ABAV, Campo Grande Destination e Bonito Convention & Visitors Bureau.

“Com essas parcerias estamos presentes nos territórios com muita força e diálogo permanente com o trade turístico, sem esquecer o apoio do Ministério do Turismo em ações como a sensibilização e o trabalho contínuo da nossa equipe na renovação de cadastros novos no Cadastur”.

A estruturação da equipe interna da Fundação também está entre os pontos positivos de 2017 inclusive a contratação, por concorrência pública, de sete pessoas para compor o quadro do Observatório de Turismo de Mato Grosso do Sul (OTMS), que será implantado no primeiro trimestre de 2018. O Observatório permitirá a organização de dados sobre impacto do turismo no estado, além de gerar informações importantes para dar mais segurança à tomada de decisões.

“Com uma equipe estruturada pretendemos dar continuidade ao trabalho que foi planejado e começado como, por exemplo, a conexão iniciada entre as pousadas Pantaneiras com o mercado de Bonito para efetivarmos a Rota Pantanal Bonito, com a profissionalização da gestão dessa Rota”, garante o diretor-presidente.

Ecoturismo: Pousada São João, um dos maiores empreendimentos da Estrada Parque, em Corumbá. Foto: Alexis Prappas

Ações intensificadas

Lançada no Brasil e no exterior, a campanha VisitMS terá as ações estratégicas de promoção e divulgação intensificadas em 2018. Além das feiras e eventos nacionais e internacionais, a presença do turismo de Mato Grosso do Sul nas redes sociais, sites especializados e segmentados como de aventura e ecoturismo também estão previstas.

Ainda segundo Bruno Wendling, novas parcerias firmadas são estratégicas nas ações planejadas para o ano que vem.

“Temos agora a parceria efetiva da ATTA (Adventure Travel Trade Association), uma das principais organizações promotoras do ecoturismo e turismo de aventura do mundo. Dessa parceria haverá desdobramentos em muitas ações no próximo ano, focadas no mercado de operadores especializados em turismo de aventura.

“Não posso deixar de falar do apoio da nossa secretaria, a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), e do governador Reinaldo Azambuja, que foram fundamentais nesse trabalho todo. O governador nos deu liberdade para trabalhar e confiou no conhecimento da Fundação e do trade, que tomaram juntos as melhores decisões para o setor”, finaliza Bruno.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

“Boca da Onça, a trilha que desgasta seu corpo, mas fortalece sua alma”

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Os problemas ambientais mais sérios são egoísmo, ganância e apatia... E para lidar com eles precisamos de uma transformação espiritual e cultural – e nós, cientistas, não sabemos fazer isso

James Gustave (Gus) Speth

Vídeos

Mergulho com algas na Lagoa Misteriosa, em Jardim

Mais Vídeos

Eco Debate

MARIA TEREZA JORGE PÁDUA

Quero ser defensora pública dos bichos

VALMIR BATISTA CORRÊA

Cutucando a onça

TASSO AZEVEDO

Eletrizante