Quinta, 18 de Janeiro de 2018
SUSTENTABILIDADE

Copagaz investe mais de R$ 5 milhões em ações ambientais

08 JAN 2018 - 17h34Por Redação

A Copagaz, quinta maior distribuidora de GLP (popularmente conhecido como gás de cozinha) do país, apontou redução de 10,3% nas emissões de CO2 nos últimos cinco anos, como mostra o seu Relatório de Sustentabilidade auditado pela BDO Auditores Independentes.

Neste mesmo período, entre 2012 e 2016, houve também o investimento de mais de R$ 5,2 milhões de reais em projetos ambientais.

“É verdade que tivemos um panorama bastante desafiador no Brasil, com um ambiente de negócios desfavorável a todos os setores da economia. Mesmo assim, mantivemos esforços e adotamos medidas assertivas para superar a crise e tornar nossa operação cada vez mais eficiente, segura e sustentável, não apenas sob o ponto de vista financeiro, mas principalmente social e ambientalmente responsável”, declara Ueze Zahran, presidente da Copagaz.

Outro fator positivo foi registrado no período, tendo a Copagaz registrado, em 2016, o aumento do marketshare de 7,8% para8,2% no segmento de distribuição de GLP no Brasil. Isto só comprova que adotar medidas benéficas ao meio ambiente auxilia no desenvolvimento de uma organização.

Como diretriz da companhia, a Copagaz tem como foco dar continuidade aos seus projetos, com acompanhamento constante de todas as áreas para garantir a eficiência de cada uma delas.

Ações ambientais

Durante esse período, a empresa realizou ações contínuas, que geraram resultados positivos à empresa. Conheça cada uma delas:

Redução no consumo de energia elétrica - Nessas cinco décadas de acompanhamento, as 15 unidades de operação da Copagaz apresentaram redução no consumo de energia elétrica. Comparando o ano de 2012 com 2016, houve a redução de 13,23% no uso de energia elétrica nas filiais, sem qualquer alteração no processo produtivo. Além disso, a conscientização dos colaboradores ajudou a empresa a economizar com ações simples, como apagar lâmpadas, desligar equipamentos elétricos e utilizar de maneira racional aparelhos como o ar condicionado.

Redução no consumo de água e reciclagem - Nesse mesmo período, a Copagaz também registrou a redução de 31% do consumo de água em todas as operações, o que representa uma economia de 20.970,30m³, mesmo com as novas expansões e melhorias em sua estrutura operacional, como a construção do gasoduto em Canoas (RS) e da nova filial em Ibirité (MG). Esse resultado se deu graças ao acompanhamento e continuidade nos projetos de conscientização de uso.

Houve também um aumento na quantidade de água reutilizada nas operações, que passou de 4% em 2012, para 36% em 2016. Além disso, ao longo dos cinco anos foi reaproveitado um total de 264,97m³ de água nas cabines de pintura. Seguindo essa mesma diretriz, o Programa Coleta Seletiva, reciclou mais de 1,2 toneladas de resíduos.

Floresta do Futuro - A empresa mantém uma parceria de compensação de COcom a Fundação SOS Mata Atlântica, por meio do Programa Floresta do Futuro, em que o plantio é rastreado e tem acompanhamento contínuo. A cada dez mil folhas impressas pela Copagaz, uma árvore é plantada. Iniciado em 2011, ao todo já foram plantadas 4.162 árvores.

Ações de redução das emissões de gases

Roteirização de caminhões de autotanques - Desde 2012, o projeto de roteirização da frota própria e terceirizada de caminhões autotanques, apresentou a redução de 2% no total de emissões de gases de efeito estufa, o que representa 30 mil toneladas a menos de CO2. Além disso, graças ao novo sistema de roteirização de processo operacional, diminuiu a burocracia interna e agilizou o carregamento do caminhão, o que gerou uma economia de cerca de duas horas diárias a cada colaborador encarregado de fazer as entregas. O novo modelo de controle incrementou em 11,25% o volume de vendas e conseguiu ser mais eficiente sem precisar aumentar o número de veículos, pois permitiu que os clientes recebessem o gás com uma periodicidade definida e no momento desejado.

Leia Também

Square

Relatos de viagem

“Boca da Onça, a trilha que desgasta seu corpo, mas fortalece sua alma”

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Os problemas ambientais mais sérios são egoísmo, ganância e apatia... E para lidar com eles precisamos de uma transformação espiritual e cultural – e nós, cientistas, não sabemos fazer isso

James Gustave (Gus) Speth

Vídeos

Mergulho com algas na Lagoa Misteriosa, em Jardim

Mais Vídeos

Eco Debate

MARIA TEREZA JORGE PÁDUA

Quero ser defensora pública dos bichos

VALMIR BATISTA CORRÊA

Cutucando a onça

TASSO AZEVEDO

Eletrizante