quarta, 16 de outubro de 2019
PESQUISA CNC

Faturamento recorde e geração de empregos no turismo

É o melhor desempenho de vendas em quatro anos. Centro-Oeste empregou 6,1 mil

01 OUT 2019 - 14h29Por REDAÇÃO

Mais empregos, mais faturamento e o crescimento do turismo no Brasil. Estes foram os resultados divulgados pela pesquisa inédita da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Nos primeiros sete meses de 2019, o faturamento foi de R$ 136,7 bilhões, o maior registrado nos últimos quatro anos. Em um cenário de evolução, o turismo faturou R$ 20,4 bilhões em julho deste ano e teve um saldo positivo de 25 mil empregos gerados nos últimos 12 meses.

 “O país vem respondendo positivamente às ações do Ministério do Turismo e do governo federal, demonstrando todo o potencial que nossas belezas e atrativos têm e conquistando a confiança de empreendedores e investidores em nossa economia”, destacou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

 Na área de geração de empregos, o bom resultado divulgado pela CNC se deveu principalmente ao bom desempenho dos segmentos de hospedagem e alimentação e cultura e lazer. Nos últimos 12 meses (julho de 2018 a julho de 2019), todas as regiões do país tiveram saldo positivo de empregos. Foram 12 mil novas vagas no Sudeste; 6,1 mil no Centro-Oeste; 3,3 mil no Sul; 2,3 mil no Nordeste e 1,2 mil no Norte.

Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo

EM ALTA

Em termos de faturamento, os R$ 20,478 bilhões registrados pela pesquisa da CNC em julho demonstram o crescimento do turismo no Brasil. Em relação a junho de 2019, o crescimento foi de 9%. Já levando em consideração o mês de julho de 2018, o faturamento cresceu 1,5%.

Os segmentos que mais se destacaram foram restaurantes e similares, com faturamento de R$ 10,8 bilhões (alta de 3,9% em relação a junho), e transporte de passageiros, com R$ 5,6 bilhões (alta de 20,2%).

 “O crescimento do faturamento mensal dá indicativos de alta para os próximos meses, em sintonia com a performance esperada para a economia neste segundo semestre, principalmente em função das possibilidades de gastos dos consumidores”, avaliou José Roberto Tadros, presidente da CNC.

Por região do Brasil, o Sudeste apresentou o maior volume de faturamento em julho, com R$ 12,5 bilhões. A título de comparação, o Sul, segunda região de maior expressão, registrou R$ 3,33 bilhões no mês de julho. Já entre os estados, destaque para São Paulo, com 41,1% das vendas nacionais das empresas ligadas ao turismo, seguido por Rio de Janeiro (10,4%), Minas Gerais (8%) e Paraná (6%).

 Os números são obtidos por meio do Índice Cielo de Vendas do Turismo da CNC, que tem como parâmetros a Pesquisa Anual de Serviços (PAS), o Índice de Atividades Turísticas (Iatur) e a Pesquisa do Turismo, do IBGE, e as taxas de variação da pesquisa Cielo/CNC (ICV-Tur).

Leia Também

Relatos de viagem

Como pescar mudou a minha vida

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O homem não tramou o tecido da vida; ele é apenas um dos seus fios

Cacique Seattle, 1884

Vídeos

Vídeo premiado em 3º lugar no II Cine Aves Campo Grande MS

Mais Vídeos

Eco Debate

JOÃO PAULO CAPOBIANCO

Muito prazer, meu nome é PPCDAm

HEITOR RODRIGUES FREIRE

A simbologia da rã

MANOEL LINHARES

A importância da legalização dos Jogos no Brasil