terça, 21 de janeiro de 2020
GENÉTICA

Estudo inédito decodifica genoma da onça-pintada

16 AGO 2017 - 17h31Por Portal Brasil

Pesquisadores do Instituto Mamirauá participaram de um estudo que decodificou o DNA da onça-pintada. O resultado inédito foi publicado na revista Science Advances. O trabalho na Amazônia levou mais de 15 anos.  

"Com a decodificação do genoma da onça-pintada, foi possível descobrir aspectos sobre a interação da onça com outras espécies de felinos, que, ao longo de milhões de anos, deram vigor à espécie", explicou o pesquisador e coautor do artigo, Emiliano Ramalho, líder do Grupo de Pesquisa Ecologia e Conservação de Felinos na Amazônia. 

O material genético da onça-pintada para a análise foi extraído de um macho da espécie, resgatado ainda filhote no Pantanal e que vivia no Zoológico Municipal de Sorocaba (SP). Depois disso, os pesquisadores compararam os genomas da onça-pintada e do leopardo com os das outras espécies do gênero Panthera, que abrange também leões, leopardos-das-neves e tigres. 

Os pesquisadores estimam em 3,5 milhões de anos o tempo de separação do grupo de felinos que originou as onças dos ancestrais dos leões e leopardos. Mas a análise de DNA aponta que, mesmo depois da separação, membros de espécies diferentes continuaram cruzando entre si para manutenção da sobrevivência. 

Na época da cheia dos rios, quando as águas inundam as florestas, as onças buscam abrigo e moradia na copa das árvores e adequam sua dieta, predando preguiças, macacos e ocasionalmente animais aquáticos, como o jacaré. O comportamento, único, é estudado pelo Instituto Mamirauá com financiamento da Fundação Gordon and Betty Moore.

Leia Também

Relatos de viagem

Enfim, no marco zero da Ruta 40. Missão cumprida, uma façanha!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Se você acha a aventura perigosa, tente a rotina, é mortal

Paulo Coelho, jornalista, escritor

Vídeos

Jornada das Tartarugas

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs

HEITOR FREIRE

O Poder do Silêncio

MARCIA HORITA

Atentos e mobilizados na defesa da Mata Atlântica