terça, 21 de janeiro de 2020
PROGRAME-SE

Corrida de aventura de paramotor no Pantanal e Bonito

14 NOV 2018 - 11h39Por Isabela Mercuri/Olhar Direto

O Pantanal mato-grossense será palco de uma das mais importantes corridas de aventura de paramotor, organizada pela Icarus Trophy, empresa sediada no Reino Unido, em 2019. O evento passará pelas regiões de Nova Mutum, Bom Jardim, Livramento, Chapada dos Guimarães, Poconé e Porto Jofre, no Mato Grosso, e Bonito, no Mato Grosso do Sul, e deve reunir profissionais de diversos países da modalidade

Na última semana, representantes da empresa inglesa responsável pela competição, estiveram no estado para uma visita técnica. Os pilotos fizeram toda a rota, partindo da cidade de Nova Mutum até Bonito, voaram pela região para reconhecimento do local, acompanhados de um cinegrafista e operador de drone, responsáveis pela divulgação do evento que será em solo brasileiro, no próximo ano.

"Sediar o evento é uma oportunidade ímpar para firmar o Brasil como País referência em Ecoturismo e Turismo de Aventura. Privilegiado pela extensão territorial e variedade de biomas, o País oferece inúmeras opções de lazer em cenários naturais que contemplam as cinco Regiões e o Pantanal foi escolhido pelas suas características peculiares", destaca a presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra.

Pantanal de Corumbá já foi palco de documentário com voos de paramotor na Serra do Amolar

Belezas naturais
De acordo com a assessoria da Embratur, o ecoturismo e o turismo de aventura são os segmentos turísticos que mais crescem no mundo, com taxas entre 15% e 25% ao ano, segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT). Segundo o Fórum Econômico Mundial, o Brasil é apontado como o primeiro do ranking em belezas naturais, entre 136 países.
O último levantamento do Ministério do Turismo (MTur) com turistas estrangeiros revelou que 16% dos visitantes internacionais que vêm ao Brasil estão em busca de atividades junto à natureza.

Reconhecendo a importância do segmento na inserção do país como destino turístico competitivo no mercado mundial, ao longo dos últimos anos, a Embratur promove uma série de ações para consolidar o Brasil como referência no segmento, como esta corrida de aventura de paramotor.

Esporte nas nuvens

O paramotor é um esporte em pleno desenvolvimento, conquista novos adeptos a cada dia, com motores cada vez mais confiáveis e velas cada vez mais seguras o voo do paramotor, assim como o paraglider, é um esporte que pode ser praticado de diversas maneiras ou modalidades.

Competição deverá movimentar a cadeia turística, em especial aos amantes do esporte nas alturas

Muito parecido com o trike (Asa delta sobre um carrinho motorizado), o paramotor é prático, leve e possível de se decolar com pouquíssimos metros. Com certeza a aeronave motorizada mais leve que o ser humano já inventou. O voo precisa ser acima de 50 metros e pode até alcançar a altura superior de 300 metros.

O paramotor é um equipamento de voo com motorização auxiliar, composto por uma asa: o parapente, que não contém elementos rígidos em sua estrutura e o comando se realiza através de controle aerodinâmico. É considerado uma adaptação do parapente, porém, não é necessário ir até uma montanha para alçar voo, o piloto sai do chão para o ar.

O esporte surgiu no Brasil em meados da década de 1990 e já existe uma federação que congrega os adeptos de Mato Grosso do Sul.

No ano passado, o premiado cineasta Sylvestre Campe, alemão radicado no Brasil, produziu um documentário para o canal Off sobrevoando de paramotor os pantanais de Poconé (MT) e Corumbá (MS).

Leia Também

Relatos de viagem

Enfim, no marco zero da Ruta 40. Missão cumprida, uma façanha!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Se você acha a aventura perigosa, tente a rotina, é mortal

Paulo Coelho, jornalista, escritor

Vídeos

Jornada das Tartarugas

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs

HEITOR FREIRE

O Poder do Silêncio

MARCIA HORITA

Atentos e mobilizados na defesa da Mata Atlântica