quinta, 20 de fevereiro de 2020
FRONTEIRA

Capital terá três voos semanais para Assunção em novembro

04 SET 2017 - 15h02Por Redação

A partir de 1º de novembro de 2017, Campo Grande terá três voos semanais regulares para Assunção, no Paraguai. A informação foi dada pelo superintendente da Infraero em Mato Grosso do Sul, Richard Aldrin Fernandes Custódio.

Os voos serão realizados às segundas, quartas e sextas-feiras e operados pela companhia Amaszonas del Paraguay S.A. Líneas Aéreas. “A autorização de voo foi emitida na quinta-feira, 31 de agosto, pela Anac”, confirmou Richard.

De acordo com a gerente regional da Amaszonas, Camila Ricci Gardin, o preço do trecho Campo Grande – Assunção – Campo Grande será promocional nos três primeiros meses de operação como forma de estimular a procura, “mas nossa tarifa será bastante competitiva”. O voo será realizado em uma aeronave Bombardier CRJ-200, jato executivo canadense com capacidade para o transporte de 50 pessoas.

Turismo e negócios

Em 2015, o governador Reinaldo Azambuja assumiu as tratativas com a diretoria da Amaszonas para que fosse retomado o voo de Campo Grande a Assunção. O processo foi intensificado com a integração entre o governo do Estado e o governo do Paraguai na busca de soluções para a logística de escoamento da produção do agronegócio de Mato Grosso do Sul e com o favorecimento do ambiente de negócios entre os empresários sul-mato-grossenses e paraguaios.

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, a retomada de um voo internacional para Campo Grande “é um marco importante para o desenvolvimento do Estado, tanto para o turismo, quanto para a questão de negócios. Ela ocorre em um momento muito propício, pois coroa um processo de estreitamento de relações comerciais com o Paraguai”.

Preços competitivos

Além disso, segundo o secretário, “essa notícia contribui para o andamento do processo de expansão e modernização do Aeroporto de Campo Grande, pois vai demandar melhorias de infraestrutura, atendimento, alfândega e pode, ainda, estimular a volta do voo para a Bolívia”.

De acordo com Jaime Verruck, a regularidade dos voos e preço competitivo anunciado pela empresa só colaboram para que essa rota se transforme em um hub de turismo de voos internacionais para a América do Sul, facilitando a vida de Campo Grande e as relações comerciais com o setor empresarial do país vizinho.

“Nesse sentido – completou -, teremos um diferencial competitivo a mais para oferecer na Expo Paraguai Brasil, que acontece no próximo mês em Assunção”.

O evento empresarial citado pelo secretário acontece de 23 a 25 de outubro na capital paraguaia, no qual Mato Grosso do Sul terá um estande com a participação do governo do Estado, por meio da Semagro e Fundtur.

Leia Também

Relatos de viagem

Conte sua aventura aqui!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

Uma longa viagem começa com um único passo

Lao Tsé, filósofo e escritor chinês

Vídeos

Gente pantaneira 01

Mais Vídeos

Eco Debate

FRANCISCO OLIVEIRA

Trabalho informal nos lixões: um risco à vida dos catadores

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs

HEITOR FREIRE

O Poder do Silêncio