segunda, 27 de janeiro de 2020
PORTUGAL

Arquipélago da Madeira, um paraíso no Oceano Atlântico

10 AGO 2017 - 10h33Por Redação

Com cenários que reúnem impressionantes obras da natureza, o Arquipélago da Madeira é um refúgio localizado em meio à imensidão do Oceano Atlântico. De origem vulcânica, sua posição geográfica privilegiada proporciona um clima ameno o ano inteiro, perfeito para desfrutar o que suas ilhas têm de melhor, como as paisagens montanhosas, o mar com temperatura agradável e as atrações que convidam seus visitantes a uma experiência inesquecível.

Considerado o melhor destino insular do mundo, é formado por um conjunto de ilhas que pertencem a Portugal, sendo as principais e únicas povoadas a Ilha da Madeira e Porto Santo, que somam 270 mil habitantes. Desertas e Selvagens são reservas naturais desabitadas, mas abertas para visitas guiadas.

A Madeira é a maior e principal ilha do arquipélago. Possui uma infraestrutura hoteleira impecável, sendo a maioria empreendimentos cinco estrelas, restaurantes premiados e ainda atrativos que valem a visita. Sua capital, Funchal, tem ares cosmopolitas que se misturam à história e cultura local. Um exemplo disso é a Zona Velha, que surpreende com o melhor da vida noturna por entre os edifícios históricos e portas que são obras de arte.

Palheiro Village Sunset. Foto Divulgação

A bordo do teleférico, os turistas se encantam com a vista espetacular para o oceano e para as montanhas cobertas pela vegetação exuberante durante os 20 minutos de viagem até Monte, parte alta da cidade. A melhor maneira de voltar é com o tradicional e divertido carro de cesto, um típico transporte madeirense que proporciona muita adrenalina em uma descida de cerca de dez minutos até Livramento, metade do percurso para o centro da cidade. 

Outro atributo da ilha é a impressionante Floresta Laurissilva. Reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade, é exclusiva da Macaronésia e conta com árvores de grande porte e densa vegetação subtropical, formando panoramas cheios de cor e movimento. Aproximadamente dois terços da ilha são protegidos pelo Parque Natural da Madeira, criado em 1982 e classificado como Reserva Biogenética, já que abriga flora e fauna única.

Essa exuberante paisagem natural é o ambiente ideal para estar ao ar livre e aproveitar as piscinas naturais e mirantes, ou praticar atividades radicais como canyoning, rapel, mountain biking, parapente e surfe. Seja em terra, água ou ar, o que não faltam são opções para todos os gostos, distribuídas em lugares como Porto Moniz, Seixal, São Vicente, Câmara de Lobos, entre outros. Além disso, é imperdível caminhar por uma das inúmeras levadas, canais de irrigação que chegam a 1.400 quilômetros e que foram construídos para trazer grandes quantidades de água do norte da ilha para o lado sul.

Canyoning - Rib Frio - Ilha da Madeira

A gastronomia madeirense é um encanto à parte. Por ser um destino insular, sua base são frutos do mar, como as lapas - um tipo de molusco local - e peixes, como o espada-preto. Outro prato delicioso é a "Espetada", churrasco de carne bovina que sempre é acompanhado de milho frito e de Bolo-do-Caco com manteiga de alho. Não deixe de provar a poncha, uma bebida típica feita com aguardente de cana, limão e açúcar.

O destino também é muito buscado pelos amantes do vinho. A premiada bebida da Madeira é servida como aperitivo ou como digestivo e seus aromas deliciosos já conquistaram adeptos em todo o mundo. É um vinho fortificado com mais de cinco séculos de existência, produzido nas encostas e adegas da Ilha da Madeira.

É na capital que também se pode conhecer a fundo os costumes da Madeira. O bordado típico é uma tradição centenária de minuciosa delicadeza, usada para decoração de artigos do lar e vestuário.

A ilha também apresenta uma vasta lista de eventos culturais que acontecem durante todo o ano. Os principais são as Festas de Carnaval, a Festa da Flor, o Festival do Atlântico, a Festa do Vinho, o Festival de Colombo, o Festival da Natureza e a Festa de Fim de Ano. Essa última conta com o famoso espetáculo de fogos de artifício, já classificado como o "Maior Espetáculo Pirotécnico do Mundo".

Pôr do Sol em Ponta do Sol. Foto: Greg Snel

Não se pode deixar a região sem conhecer Porto Santo - a outra ilha habitada do arquipélago - acessível por avião ou barco. A forma mais comum é utilizar o ferry que sai pela manhã da Ilha da Madeira e retorna no fim da tarde. Seus extensos areais dourados lhe renderam o apelido de Ilha Dourada, já que percorrem praticamente toda sua costa sul e se unem ao mar azul turquesa.

O clima é ideal para passar o dia todo na praia, relaxando e curtindo a vista e a areia, que tem propriedades terapêuticas comprovadas. A água do mar do Porto Santo também é usada em tratamentos de talassoterapia, devido às quantidades elevadas de estrôncio, crômio e iodo, elementos benéficos para a saúde. Vila Baleira é a única cidade e abriga a Casa-museu Cristóvão Colombo, que recria o ambiente primitivo onde o famoso descobridor da América viveu.  

Informações gerais

Moeda: assim como no restante de Portugal, a região da Madeira utiliza o Euro como moeda corrente. É possível trocar dinheiro em bancos e casas de câmbio. Cartões de crédito internacionais são amplamente aceitos.

Fuso horário: o arquipélago está no fuso GMT +0. A diferença de horário entre o Brasil e a Madeira varia de acordo com o horário de verão de cada país.

Clima: é comum escutar que na Madeira é primavera o ano inteiro. O clima é ameno devido à sua posição geográfica privilegiada, que proporciona temperatura média anual de 19,4 oC.

Câmara de Lobos

Visto: brasileiros não precisam de visto para entrar em Portugal. Com um carimbo no passaporte, você pode circular por até 90 dias por toda a União Europeia, e ainda é possível renovar a permissão por mais 90 dias. 

Aeroporto: a principal porta de entrada é o Aeroporto Internacional da Madeira Cristiano Ronaldo (FNC), que está a apenas 20 minutos do centro de Funchal e recebe diariamente voos nacionais e internacionais. Também é possível acessar o arquipélago pelo Aeroporto de Porto Santo.

Conexões aéreas: o arquipélago da Madeira fica a menos de 2 horas de voo de Lisboa e entre 3 e 4 horas distante das principais capitais europeias. 

Conexões marítimas: frequentemente visitados por navios de cruzeiro, os portos de Funchal e Porto Santo servem de ponto de chegada e de partida desde outros destinos. As ligações diárias entre ilhas são feitas em ferryboat com duração 2h30 e permitem também o transporte de veículos.

Transportes: há serviços de táxi (www.aitram.pt) em quase todas as localidades. É possível verificar os horários e itinerários do transporte público nos seguintes sites: (www.eacl.pt), (www.horariosdofunchal.pt), (www.sam.pt) e (www.rodoeste.pt).

Circular de carro é muito fácil. O destino conta com uma moderna infraestrutura rodoviária, que dá acesso a praticamente todos os pontos de interesse da ilha.

Leia Também

Relatos de viagem

Enfim, no marco zero da Ruta 40. Missão cumprida, uma façanha!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza

Paulo Guedes, ministro da Economia

Vídeos

Jornada das Tartarugas

Mais Vídeos

Eco Debate

MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Pequenas Centrais Hidrelétricas – PCHs

HEITOR FREIRE

O Poder do Silêncio

MARCIA HORITA

Atentos e mobilizados na defesa da Mata Atlântica