segunda, 27 de janeiro de 2020

Carta aberta ao presidente Michel Temer

24 OUT 2017 - 08h22Por MANOEL MARTINS DE ALMEIDA

Senhor presidente,

O helicóptero que conduzia vossa excelência e comitiva sobrevoava ainda a Estância Caiman rumo a Campo Grande, onde  tomariam o jato presidencial rumo a Brasília, despedindo se assim do Pantanal. Fiquei observando  aquela cena, que realmente me impressionou, pois foi como se o Presidente estivesse reafirmando a promessa que fizera aos pantaneiros, poucos minutos atrás, de salvar o Rio Taquari.

Vendo aquele imenso engenho voador,  era como se ele transportasse a Arca da Aliança  ou o Santo Graal, ou mesmo as Tábuas do Monte Sinai, tesouros inestimáveis do imaginário cristão.  Para os pantaneiros, viajava ali A Grande Promessa Da Salvação. Tesouro maior não haveria de existir! Confesso que rezei por sua segurança.

Observo a sua luta, Presidente, e admiro sua coragem e resistência. Conheço desse destemor e dessa tenacidade, pois se assemelham a bravura e determinação do HOMEM PANTANEIRO em defesa de sua história e de sua sobrevivência.

Fico aqui me perguntando se vossa excelência conhece todos os seus adversários. Seria bom se os conhecesse! Nós pantaneiros, não conseguimos até hoje identificar com clareza os nossos. São muitos, Presidente. Travestidos de salvadores do Pantanal, conspiram contra nós e nos atacam com a malícia e a voracidade de lobos famintos. Alcateias que pretendem devorar nosso futuro.

São os semideuses dos tempos modernos. Tem poder sobre a vida e a morte no cumprimento de sua sacrossanta missão aqui na Terra.

Mas nós não os vemos, pois, ungidos das bênçãos do Olimpo, de onde provém todo o imenso e invisível poder – leia-se Conservation International – CI, The Nature Concervancy-TNC, WWF, Matinal Wildlife Federation- NWF, Greenpeace, Earth Inovation, Idh-Holanda, etc etc etc....- transitam como seres diáfanos, querubins transbordantes de pureza e boas intenções, porque os seus deuses lhes concedem a capacidade de fingir amar.

Mentem amar mais que nós mesmos os nossos pais, os nossos filhos, a nossa Terra, a nossa história, o nosso destino.

Mentem sofrer por nós!

Lobos em pele de cordeiros! Mansos de coçar, como diria o pantaneiro!

Bem pagos, doutrinados, obedientes ao Olimpo, poderosos e articulados seduzem legisladores e governantes na insaciável busca do controle das nossas atividades, cumprindo os dogmas professados por seus superiores.

Não é fácil lutar contra forças invisíveis. Assim como vossa excelência, somos vítimas do fogo amigo, que tenta, de todas as formas, nos enfraquecer com a guerrilha profissional que praticam.

Vivemos em alerta máximo, mas queremos tranquilidade para trabalhar.

Vossa excelência precisa conhecer nossa história e o nosso valor. Vossa excelência leva consigo a promessa da salvação. Salve o Rio Taquari, e assim o fazendo estará resgatando a nossa pujança econômica e a nossa esperança no futuro, para que possamos continuar lutando em defesa dos interesses do Brasil.

Presidente Temer, ajude o HOMEM PANTANEIRO, antes que o clarim dê o comando de "Degüella", e o Brasil assista a uma das maiores injustiças praticadas contra o grupamento humano detentor de todos os méritos pela conservação da maior planície inundável do planeta , o Pantanal.

Saudações Pantaneiras

(*) Produtor rural no Pantanal

Leia Também

Relatos de viagem

Enfim, no marco zero da Ruta 40. Missão cumprida, uma façanha!

Mais Relatos de Viagem

Megafone

O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza

Paulo Guedes, ministro da Economia

Vídeos

Jornada das Tartarugas

Mais Vídeos